o último trabalho de pesquisa realizado no 11º ano

11º ANO



FONTES:

Lista de URL. Fontes em bruto, não referenciadas por Norma Bibliográfica:

Trabalho baseado em duas fontes iniciais de referência:
- Portal Nações Unidas:
https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030
-Portal governo de Portugal
http://www.dgterritorio.pt/ordenamento_e_cidades/cidades/cidades_sustentaveis_2020

como avaliar o trabalho de pesquisa em Geografia C ?

12º ANO



FONTES:

Lista de URL. Fontes em bruto, não referenciadas por Norma Bibliográfica:

1) Desenvolvimento Humano: "Relatório do Desenvolvimento Humano" - http://www.hdr.undp.org/en/data
2) Democracia e Liberdade: "Economist Intelligence Unit Democracy Index" - https://infographics.economist.com/2019/DemocracyIndex/
3) Economia e Liberdade: - Índice de Liberdade Económica" - https://www.heritage.org/index/heatmap
4) Atlas Geográfico: CIA World Factbook - https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/docs/profileguide.html

como usar o Classroom ?



O Francisco Gomes para além de ser um excelente fotógrafo e atleta é um promissor youtuber. Estes videos são obrigatórios para quem tem de coordenar trabalhos com alunos em casa.

a Primavera começou na madrugada de hoje




Equinócio da Primavera de 2020:

Em 2020 o Equinócio da Primavera ocorreu no dia 20 de março às 03:50 horas.
Este instante marca o início da Primavera no Hemisfério Norte e terminará no próximo Solstício que ocorre no dia 20 de Junho às 22:44 horas.


Os equinócios:

Ocorrem nas datas em que o dia e a noite têm igual duração. A partir daqui até ao início do equinócio do Outono, o comprimento do dia passa a ser maior do que a duração da noite. Este fenómeno deve-se à inclinação do eixo de rotação da Terra.

Fonte:
Observatório Astronómico de Lisboa (Março de 2020). Equinócio da Primavera 2020. https://oal.ul.pt/equinocio-da-primavera-2020
QUARENTENA NO NONO ANO - 1ª SESSÃO: 16-20/MARÇO

RISCOS NATURAIS:
ONDAS DE FRIO E ONDAS DE CALOR

DATAS | TAREFAS   

Considerando a reduzida quantidade de aulas calendarizadas. Em 24 de Março, cada aluno deve enviar ao docente os seguintes documentos Word:

1) Exercícios do manual.  
Devem redigir e editar num único Word a enviar ao docente as respostas aos seguintes exercícios:
01-FICHA: Ondas de frio – pp. 100
02-FICHA: Ondas de calor – pp. 101


2) Resumos das matérias estudadas.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.

3) Testes com consulta no Google Forms.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.



LEITURAS   

Até ao final do 2º período devem ser relidos os seguintes textos, gráficos e mapas:
1) Manual: Unidade «Riscos naturais»  (pp. 72-100)





SOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Em 20 de Março às 10h30-11h30 teremos sessão de dúvidas via streaming no YOUTUBE onde poderão colocar por escrito, no chat, as vossas dúvidas e etc (convite enviado via CLASSROOM).
Após o envio dos exercícios/trabalhos ao docente (via CLASSROOM), em 25 de Março serão publicadas as resoluções dos exercícios (no CLASSROOM).
QUARENTENA 12B - 1ª SESSÃO: 16-20/MARÇO

UNIDADE TEMÁTICA:
A GLOBALIZAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE NOVOS CENTROS DE PODER

DATAS | TAREFAS   

Considerando o parco número de aulas calendarizadas até ao final do presente período lectivo, em 24 de Março, cada grupo de trabalho deve enviar ao docente os seguintes documentos em PDF:

1) (facultativo) Trabalho de Pesquisa "Recensão crítica de “Liberdade para escolher” de Milton Friedman (1991)".  
Alunos com mais dificuldades na gestão do tempo podem submeter uma versão melhorada. Quem já antes o entregou não é obrigado a este reenvio.

2) Recensão crítica da “Entrevista com Thomas Pikkety: Capitalismo no Séc XXI” na Globo News (2014) 
[video legendado] In https://www.youtube.com/watch?v=XlQ-Ij03nQ0
QUESTÕES A PESQUISAR:
1) O que nos diz Thomas Pikkety?
2) Quais as principais objecções a Milton Friedman que podemos deduzir das teses de Thomas Pikkety?
Argumentos inferidos a partir da entrevista com Thomas Pikkety:
3. Na perspectiva de Pikkety que países são exemplo de capitalismo? (que indicadores poderemos usar para os caracterizar?)
4. Na perspectiva de Pikkety que países não são exemplo de capitalismo (que indicadores poderemos usar para os caracterizar?)

3) Leituras de referência.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.

4) Testes com consulta no Google Forms.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.




SOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Em 20 de Março às 10h30-11h30 teremos sessão de dúvidas via streaming no YOUTUBE onde poderão colocar por escrito, no chat, as vossas dúvidas e etc (convite enviado via CLASSROOM).
Após o envio dos exercícios/trabalhos ao docente (via CLASSROOM), em 25 de Março serão publicadas as resoluções dos exercícios (no CLASSROOM).
QUARENTENA 11B - 1ª SESSÃO: 16-20/MARÇO

MODOS DE TRANSPORTE E REDES DE TRANSPORTE
DATAS | TAREFAS   

Em 24 de Março, cada aluno deve enviar ao docente os seguintes documentos Word:

1) Exercícios do manual.  
Devem redigir e editar num único Word a enviar ao docente as respostas aos seguintes exercícios:
01-Diversos modos de transporte – pp. 167
02-FICHA: Modos e redes de transporte em Portugal – p. 170-171

03-A rede de transporte rodoviário nacional – pp. 176
04-A rede de transporte ferroviária nacional – pp. 181
05-A rede de transporte de energia nacional – pp. 189
06-FICHA: Distribuição espacial das redes de transporte – p. 192

07-A rede transeuropeia de transportes – pp. 198
08-A rede nacional de plataformas logísticas – pp. 202
09-FICHA: A inserção das redes de transporte portuguesas na rede transeuropeia – p. 204 
10-TESTE DE AVALIAÇÃO DA UNIDADE: Modos de transporte e redes de transporte – p. 205-207  

2) Resumos das matérias estudadas.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.

3) Testes com consulta no Google Forms.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.



LEITURAS   

Até ao final do 2º período devem ser relidos os seguintes textos, gráficos e mapas:
1) Manual: Unidade «Rede de transportes»  (pp. 160-207)
2) Powerpoints: 
14 - REDES DE TRANSPORTE EM PORTUGAL
15 - TRANSPORTES EM PORTUGAL
Nota:
Os Resumos e Powerpoints usados nas aulas encontram-se em "Geografia 11º Ano: Materiais de estudo"






SOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Em 20 de Março às 10h30-11h30 teremos sessão de dúvidas via streaming no YOUTUBE onde poderão colocar por escrito, no chat, as vossas dúvidas e etc (convite enviado via CLASSROOM).
Após o envio dos exercícios/trabalhos ao docente (via CLASSROOM), em 25 de Março serão publicadas as resoluções dos exercícios (no CLASSROOM).
QUARENTENA 10B - 1ª SESSÃO: 16-20/MARÇO

AS DISPONIBILIDADES HÍDRICAS: ÁGUAS SUPERFICIAIS E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS
DATAS | TAREFAS   

Em 24 de Março, cada aluno deve enviar ao docente os seguintes documentos Word:

1) Exercícios do manual.  
Devem redigir e editar num único Word a enviar ao docente as respostas aos seguintes exercícios:
01-Águas superficiais: a rede hidrográfica – pp. 160
02-Águas superficiais: as bacias hidrográficas – pp. 162
03-Águas superficiais: escoamento e caudais – pp. 164
04-Águas superficiais: lagos e lagoas – pp. 166 
05-Águas subterrâneas: os aquíferos – pp. 169
06-Águas subterrâneas: os aquíferos e sua gestão – pp. 170
07-Águas subterrâneas: águas minerais e termais – pp. 171  

2) Resumos das matérias estudadas.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.

3) Testes com consulta no Google Forms.  
Esta tarefa não será pedida devido ao curto período de tempo disponível para o término do 2º período lectivo.



LEITURAS   

Até ao final do 2º período devem ser relidos os seguintes textos, gráficos e mapas:
1) Manual: Unidade «Recursos Hídricos»  (pp. 135-191)
2) Powerpoints: 
11 - O CLIMA DE PORTUGAL
12 - A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS
Nota:
Os Resumos e Powerpoints usados nas aulas encontram-se em "Geografia 10º Ano: Materiais de estudo"






SOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Em 20 de Março às 10h30-11h30 teremos sessão de dúvidas via streaming no YOUTUBE onde poderão colocar por escrito, no chat, as vossas dúvidas e etc (convite enviado via CLASSROOM).
Após o envio dos exercícios/trabalhos ao docente (via CLASSROOM), em 25 de Março serão publicadas as resoluções dos exercícios (no CLASSROOM).

o estado de alerta decretado significa o quê?






NÍVEIS DE ALERTA  

Existem diferentes níveis de alerta da Proteção Civil, de acordo com o Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro.

Estado Normal
O Estado de Alerta Normal é representado pela cor verde, indicando que é improvável a ocorrência de fenómenos que constituam danos para as pessoas e bens.

Alerta Especial
No Estado de Alerta Especial contam-se 4 níveis de alerta:.



  • Alerta AzulEste alerta indica a existência de condições para a ocorrência de fenómenos com dimensão e magnitude normais.
  • Alerta AmareloJá o alerta Amarelo avisa a previsibilidade de ocorrência de fenómenos que não sendo invulgares, podem constituir um dano para as pessoas ou bens.
  • Alerta LaranjaNo caso do alerta Laranja, já se está perante uma situação de perigo, existindo condições para a ocorrência de fenómenos invulgares que podem causar danos a pessoas e bens, estando a sua segurança em causa.
  • Alerta VermelhoO nível de alerta mais grave é o Vermelho, indicando perigo extremo. Neste caso existe a possibilidade de ocorrência de fenómenos excecionais, dos quais resultam muito provavelmente danos sérios. Neste alerta, a vida das pessoas está em causa, numa vasta área.


Um governo pode declarar estado de emergência em resposta a desastres naturais ou causados pelo homem, períodos de desordem civil, declarações de guerra ou situações envolvendo conflitos armados internos ou internacionais.

Após 1976 a Constituição portuguesa prevê dois níveis de estado de excepção: o estado de emergência e o estado de sítio. Apenas podem ser decretados pelo Presidente da República e com autorização da Assembleia da República

como se espalham as pandemias

Mapa do Covid-19 no dia em que foi decretada PandemiaFase 6 em 11 de março.
Em 3 meses a progressão do vírus Corona alastrou a 118 países e atingiu a Fase 6 de uma Pandemia que está estabelecido como o último estágio de qualquer pandemia viral.





AS FASES DE UMA PANDEMIA   

A Organização Mundial da Saúde (World Health Organization) construiu um sistema de alerta para a pandemia de gripe, com uma escala que varia da Fase 1 (baixo risco de uma pandemia de gripe) à Fase 6 (uma pandemia total).

Fase 1: Um vírus propaga-se em animais mas não causou infecções conhecidas em humanos.

Fase 2: Um vírus da gripe animal circula entre animais domesticados ou selvagens e causa infecção em humanos e, portanto, é considerado uma ameaça potencial de pandemia.

Fase 3: Um vírus recombinante da gripe animal (ou gripe humano-animal) causa casos esporádicos ou pequenos aglomerados de doenças em pessoas, mas não resultou num grau de transmissão de humano para humano suficiente para sustentar surtos ao nível da comunidade.
A transmissão limitada de humano para humano pode ocorrer em algumas circunstâncias, por exemplo, quando há contacto próximo entre uma pessoa infectada e um cuidador desprotegido.
No entanto, a transmissão limitada sob tais circunstâncias restritas não indica que o vírus tenha atingido o nível de transmissibilidade entre humanos necessário para causar uma pandemia.

Fase 4: Um vírus recombinante é transmitido de humano a humano, seja de influenza animal ou humano-animal capaz de causar "surtos ao nível de comunidade".
A capacidade de causar surtos de doenças numa comunidade marca uma mudança significativa no aumento do risco de uma pandemia.
Qualquer país que suspeite ou tenha verificado esse evento deve consultar urgentemente a OMS (World Health Organization) para que a situação possa ser avaliada em conjunto e uma decisão tomada pelo país afectado se a implementação de uma operação rápida de contenção pandémica for justificada.
A fase 4 indica um aumento significativo no risco de uma pandemia, mas não significa necessariamente que haja uma pandemia.

Fase 5: Disseminação do vírus de humano para humano em pelo menos dois países. Embora a maioria dos países não seja afectada neste estágio, a declaração da Fase 5 é um forte sinal de que uma pandemia é iminente e que o tempo para finalizar a organização, a comunicação e a implementação das medidas de mitigação planeadas é curto.

Fase 6: Fase pandémica.  Caracterizada por surtos de nível comunitário em pelo menos três países. A designação dessa fase indicará que uma pandemia global está em curso.



Nota:
As fases da pandemia da OMS foram desenvolvidas em 1999 e revista em 2005.
As fases são aplicáveis ​​a todo o mundo e fornecem uma estrutura global para ajudar os países na preparação para a pandemia e no planeamento de respostas.
Na revisão de 2005, a OMS manteve o uso da classificação por «seis fases» para facilitar a incorporação de novas recomendações e abordagens nos planos nacionais de preparação e resposta existentes.

As fases 1-3 estão relacionadas à preparação, incluindo actividades de prevenção e planeamento de respostas, enquanto as fases 4-6 sinalizam claramente a necessidade de esforços de resposta e mitigação.

Fonte: World Health Organization (2020). Current WHO global phase of pandemic alert: Avian Influenza A(H5N1). In https://www.who.int/influenza/preparedness/pandemic/h5n1phase/en

planisfério do vírus Covid-19 - Pandemia Fase 6 desde 11 de março




Mapa SIG para Portugal do Covid-19. A imagem fixou a situação ocorrida até a manhã de 12/03/2020. Para consultar as actualizações, clicar para ver AQUI.

depressão térmica no sudeste da Península Ibérica






Sob a influência de um campo de altas pressões surge uma depressão (campo de baixa pressão):  

Depressão térmica é uma depressão não frontal que ocorre sobre os continentes nas regiões subtropicais, resultado do aquecimento intenso do ar junto ao solo relativamente ao ambiente envolvente.

Ocorrem depressões térmicas perto do Deserto de Sonora, no Planalto Mexicano, no Vale Central da Califórnia, no Deserto do Sara, no noroeste da Argentina, no noroeste da Austrália, no Planalto do Tibete e na Península Ibérica.

O aquecimento rápido e intenso do solo provoca o aquecimento das camadas inferiores da atmosfera através da irradiação de energia no espectro infravermelho.
O ar quente que daí resulta é menos denso que o ar fresco envolvente. Isto, combinado com a subida do ar quente, provoca a formação de uma região de baixa pressão atmosférica.

A altitude do interior da Península Ibérica pode aumentar a intensidade da depressão, uma vez que o aquecimento é mais rápido.

Sobre a água, formam-se depressões de instabilidade durante o inverno quando o ar sobre a terra é mais fresco do que o corpo de água mais quente.

As depressões térmicas tendem a ter circulação fraca e podem-se estender até 3100 de altura.


As Monções e as depressões térmicas:  

Nas regiões ocidentais e meridionais da América do Norte, norte de África e sudeste Asiático, as depressões térmicas são suficientemente fortes para dar origem a condições de monção.

O desenvolvimento de depressões térmicas no interior das zonas costeiras pode levar ao desenvolvimento de brisas marítimas.

Fonte: American Meteorological Society, cited 2020: Climatology. Glossary of Meteorology. [Available online at http://glossary.ametsoc.org/wiki/climatology]

finalmente o primeiro passo para eliminar a pandemia coronovírus


Artigo publicado na Science (março/2020) in https://science.sciencemag.org/content/early/2020/03/03/science.abb2762

Laboratórios chineses descreveram da forma mais detalhada até agora como o novo coronavírus entra nas células humanas e causa uma infeção. O trabalho foi publicado na revista Science. É um passo rumo à vacina.

coronovírus: risco de contágio "muito alto a nível global"


Nota: na rede wifi minedu das vossas escolas este video está bloqueado/censurado. Nas redes domésticas podem vê-lo e acompanhar as actualizações da pandemia Coronovírus

Portugal divulga lista de hospitais de referência para uma eventual escalada de casos de coronavírus em Portugal  

Através de uma nota enviada à comunicação social, a Direção-Geral de Saúde divulgou uma lista de hospitais para onde deverão ser dirigidos os casos de coronavírus caso os três já definidos deixem de ter capacidade para atender mais infetados:

Norte: Hospital de Braga
Hospital de Santo António (CHUP)
ULS Matosinhos
Centro Hospitalar Tâmega e Sousa

Centro:
Hospital Pediátrico de Coimbra (CHUC)
ULS Guarda

Lisboa e Vale do Tejo:
Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte (Hospital de Santa Maria e Hospital Pulido Valente)
Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Ocidental (Hospital de Egas Moniz e Hospital de São Francisco Xavier)

Alentejo: ULS Litoral Alentejano

Algarve: Centro Hospitalar Universitário do Algarve


o capitalismo segundo os defensores do capitalismo




nota:
Revi e republiquei os históricos episódios da série documental "Free to Choose" de Milton Friedman. Foram produzidos em 1991 pela cadeia de tv pública americana, PBS. Curiosamente esta série fez sucesso nos ex países socialistas em 1991 (a União Soviética dissolveu-se em 1991...) e o livro que lhe deu origem foi dos primeiros a ser traduzido na Europa de Leste, então, liberta dos seus regimes socialistas.

Revi e publiquei uma nova playlist porque diversos erros de organização e tradução, associados à série transmitida em 1980 e ao livro escrito em 1979, afligem os cinco episódios  que circulam desde 2012 via «Estudantes Pela Liberdade».


CAPITALISMO, GLOBALIZAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE NOVOS CENTROS DE PODER 
Um trabalho de pesquisa para compreender o mundo actual

Tese: 
O capitalismo segundo os seus apologistas.

Enquadramento:
O movimento Libertário e a influência de Friedrich Hayek, Von Mises, Ayn Rand e Milton Friedman na defesa do Capitalismo enquanto ideologia e acção política.


Argumentos centrais na obra de Friedman:
1) Na defesa de uma economia baseada nas liberdades individuais: i) Liberdade de Escolha; ii) Liberdade de propriedade; iii) Liberdade de expressão. 

2) No debate Keynes Vs. Friedman: i) Políticas económicas e sociais sustentadas pelo Estado/governo central Vs. ii) Políticas económicas e sociais não controladas pelo Estado/governo central.

nuvens e tempestades



Vamos dar atenção às nuvens associadas a «tempestades»: as nuvens Cumulonimbus (Cb) que por vezes resultam em Tornados.


3 TIPOS DE CHUVAS: 

Para compreendermos os diversos tipos de precipitação sugiro um video curtíssimo: https://youtu.be/ZiS5d_VFe0U

  • Chuva orográfica;
  • Chuva convectiva (é mais verão);
  • Chuva frontal (associada à passagem de «superfícies frontais»)
10º B

A UNIDADE TEMÁTICA: RADIAÇÃO SOLAR (10º ANO)  

RODRIGUES, Arinda; BARATA, Isabel. (2013). Geografia A 11º ano. Lisboa: Texto Editores.

Excertos adaptados do manual adoptado no 10º ano. Os dados estatísticos e a cartografia foram actualizados até ao ano de 2015. 
Estes «resumos» fazem sentido se trabalhados em sala de aula, pelo que se supõe a adopção deste manual  de Arinda Rodrigues e Isabel Barata.

trabalho de pesquisa - como formatar um texto ?

12º ANO

Como evitar a numeração da Capa e do Índice (ou como começar a ver a numeração somente na página 3 e seguintes)?  Ver AQUI.


COMO ESCREVER E FORMATAR UM TRABALHO ESCOLAR:  

Tenho 2 preocupações para enquadrar trabalhos de qualidade no ensino secundário:
1. O uso de normas bibliográficas - sugiro a Norma APA Style; como exemplo, coloco acima, a imagem do trabalho do geógrafo Pedro Morais que adoptou a APA Style

2. A adopção de uma formatação - sugiro seguirem o essencial (o super básico) da Norma Style para capa, índice, figuras e anexos
Consultem aqui o trabalho publicado por Pedro Morais: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/17807/1/igotul003747_tm.pdf



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:  

1.UAB - https://drive.google.com/file/d/1F5gbS66U148FaS7XZioB0ylCTz8f-_Wh/view?usp=sharing

2.APA STYLE (7ªEd) - https://drive.google.com/file/d/1E-3SbONCLUWiEhreXvq18vg3CfHs3wiM/view?usp=sharing

3.FRIEDMAN LIVRO - https://drive.google.com/open?id=1Cfd1XEuHh1Ir7yKBezFluSIV9mM9ZFUZ

4.FRIEDMAN VIDEOS - CANAL: Estudantes Pela Liberdade https://www.youtube.com/playlist?list=PL4pDK_CWJ9GPqTrIRvoHZqxdXg9ntfJKv



LGOTIPO DA NOSSA INSTITUIÇÃO:  

o aquecimento global e o aumento das temperaturas em Portugal - trabalho de pesquisa



Dados retirados do PORDATA. Consultado em 10/02/2020 em https://www.pordata.pt/Portugal/Temperatura+m%C3%A9dia+do+ar+(m%C3%A9dia+anual)-1067


TRABALHO DE PESQUISA A REALIZAR EM ARTICULAÇÃO COM MACS  

O Aumento das temperaturas (aquecimento global) tem ocorrido em Portugal?
Para responder às angústias climáticas suscitadas pelo impacto do «aquecimento global» no território nacional e muito divulgadas na nossa comunicação social nos últimos anos, focaremos a nossa atenção nos dados da Temperatura Média Anual disponíveis à consulta pública via PORDATA.

Será um Trabalho de Pesquisa a realizar nas disciplinas de Geografia e MACS (docente Elsa Barbosa). Em aula anterior decidimo-nos por 5 questões (cf. fotografia acima). O prazo de entrega fica para o final do último período (duas semanas antes do seu término)

Os resultados devem ser apresentados na forma de gráficos de linha ou colunas. Acrescido de um texto com as devidas respostas às questões.


notas:
Embora faltem os dados de inúmeras Estações Meteorológicas, as disponíveis têm significação geográfica: litoral vs interior; norte, centro e sul; Madeira e Açores. Os atributos do nosso clima temperado mediterrânico e marítimo têm aqui uma razoável representatividade.

A folha Excel com os dados de Temperatura 1979-2019 está aqui: https://drive.google.com/file/d/16QZp-qTsncxVEJT03SJANB2aUBi7S4up/view?usp=sharing

a brincar, a brincar, com os mapas nos enganamos

Ver https://learningapps.org


Um jogo do LearningApps. Para Geografia temos meia dúzia de jogos, mas podemos criar os quanto querermos.

Para línguas ainda é mais interessante: https://learningapps.org/index.php?s=english


11º ANO


9º ANO



Imagem do RSOE Edis em 06/02/2020. Clicar para ver em https://hisz.rsoe.hu/alertmap/index2.php
10º B

A UNIDADE TEMÁTICA: RADIAÇÃO SOLAR (10º ANO)  

RODRIGUES, Arinda; BARATA, Isabel. (2013). Geografia A 11º ano. Lisboa: Texto Editores.

Excertos adaptados do manual adoptado no 10º ano. Os dados estatísticos e a cartografia foram actualizados até ao ano de 2015. 
Estes «resumos» fazem sentido se trabalhados em sala de aula, pelo que se supõe a adopção deste manual  de Arinda Rodrigues e Isabel Barata.

previsão do surgimento de nuvens e precipitação: a temperatura do ar e o ponto de orvalho









ONDE COMEÇA E TERMINA EM ALTITUDE UMA NUVEM   

Em Meteorologia, "ponto de condensação" refere-se à temperatura a partir da qual o vapor de água sofre condensação (o vapor transforma-se em líquido). Quando a temperatura do ar atinge o ponto de orvalho, normalmente dá-se a formação de nuvens ou neblina.

"Ponto de orvalho" designa a temperatura à qual o vapor de água presente no ar ambiente passa ao estado líquido na forma de pequenas gotas por via da condensação, o chamado orvalho. Nesse ponto ocorre a saturação do ar pelo decréscimo de temperatura, causando fenómenos meteorológicos como geada, chuva ou neve (é a Precipitação).

Em inglês «Ponto de Orvalho» lê-se dewpoint.


COMO LER UM TEFIGRAMA   

Quando a curva da temperatura do ponto de orvalho e a curva de estado (temperatura) se aproximam
consideravelmente, quer dizer que o ar encontra-se saturado de humidade, podem existir nuvens a
essa altitude.

como escrever uma bibliografia

Consultar as normas básicas da Sétima Edição (inglês) em https://apastyle.apa.org/style-grammar-guidelines


Cliquem aqui para baixar documento scribd.com/Regras-bibliograficas-Norma-APA-Style-no-ensino-secundario



Como fazer referências bibliográficas e citar textos
- A norma APA Citation Style

1. Como identificar os livros, filmes, internet e mapas usados num trabalho escolar? - A bibliografia.
2. Como identificar os textos copiados dos livros consultados? - As citações.

A norma APA citation style é o padrão mais comum usado pela comunidade internacional das ciências e ciências sociais. Este breve guia usa os dados da 6ª edição do Manual of the American Psychological Association publicado em 2008.
As regras aqui usadas não seguem a Norma Portuguesa NP 405-1 (1994), a qual define as regras bibliográficas para Portugal (mas que tem custos elevados e acesso muito limitado…).



1. COMO ESCREVER A BIBLIOGRAFIA:

AUTOR – DATA - TÍTULO DO LIVRO - TÍTULO DO ARTIGO - TÍTULO DO JORNAL – VOLUME – PÁGINAS – LOCALIDADE – EDITORA - DIVERSOS.
Nota: devemos seguir esta ordem, contudo, consoante as pesquisas feitas, simplifica-se consoante os casos seguintes:


LIVROS CONSULTADOS:
Autor. (Ano). Título do livro. Localidade: Editora.


COELHO, J. P. (1969-1971). Dicionário de literatura: literatura portuguesa. Vol. 2. Porto: Figueirinhas.

12º ANOAVALIADO EM MUITO BOM

TRABALHOS DE PESQUISA EM GEOGRAFIA C


Filipa Serranito e António Boieiro. O conjunto dos seus trabalhos, executados entre Outubro e Dezembro de 2019, estão disponíveis em
https://drive.google.com/drive/folders/103K0PRtqnBRki8aGq7hY7lRSnnnXrIcm?usp=sharing


No 12B fizemos ao longo do primeiro período (2019-2020) leituras e mapas de dados para iniciarmos um Atlas de Geopolítica Actual. Fica aqui um exemplo de um trabalho avaliado com Muito Bom.

um bom exemplo de como redigir um trabalho de avaliação

9º ANO 10º B 12º ANO

Repositório da Universidade de Lisboa: Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT). In https://repositorio.ul.pt/handle/10451/147



Capa e índice da tese de mestrado de Pedro Morais no IGOT: Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Modelação Territorial aplicados ao Ordenamento. In https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/17807/1/igotul003747_tm.pdf



COMO ENCONTRAR TRABALHOS ESCOLARES/ACADÉMICOS:  

Para sabermos como devem ser trabalhos de excelência o melhor será ler alguns exemplos publicados nos Repositórios das universidades. Um conselho que é obrigação para os alunos do secundário, sobretudo alunos do 12º ano.

Vejam este Repositório do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT - Universidade de Lisboa) : https://repositorio.ul.pt/handle/10451/147


COMO ESCREVER E FORMATAR UM TRABALHO ESCOLAR:  

Tenho 2 preocupações para enquadrar trabalhos de qualidade no ensino secundário:
1. O uso de normas bibliográficas - sugiro a Norma APA Style; como exemplo, coloco acima, a imagem do trabalho do geógrafo Pedro Morais que adoptou a APA Style

2. A adopção de uma formatação - sugiro seguirem o essencial (o super básico) da Norma Style para capa, índice, figuras e anexos
Consultem aqui o trabalho publicado por Pedro Morais: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/17807/1/igotul003747_tm.pdf

Por Deus ! No terceiro ciclo e secundário já é tempo de evitar trabalhos suportados em cartolinas, capas com bonecos, folhas riscadas, ilustrações do Pôr do Sol ou planetas Terra nas mãos de crianças despidas.

o melhor da vida urbana e da humanidade




11B - PESQUISA PARA ENCERRAR A UNIDADE «ÁREAS URBANAS E SUAS DINÂMICAS INTERNAS» E INICIAR A UNIDADE «A REDE URBANA E AS NOVAS RELAÇÕES CIDADE-CAMPO».

MAPEAR AS 25 CIDADES DE ELEVADA QUALIDADE DE VIDA EM 2019
Baseado na reportagem da revista Monocle: "Quality of Life Survey: top 25 cities, 2019"
CANAL: Monocle Films
https://youtu.be/Xx2opfxCg5k

OBJECTIVOS:
1. Google Maps:
1.1 Localização: País, situação administrativa; coordenadas geográficas
1.2 Tabela de Caracterização : IDH 2018; População; Área (km2)
1.3 Captura de Imagens. 
2. Comentar:
2.1 Qual o padrão geográfico comum a estas 25 cidades?
2.2 Que cidades portuguesas poderão incluir-se numa extensão desta lista? Justifique.


Ver IDH_2018 a seguir
A VIDA NA CIDADE:
MULHERES DEVEM TER ATITUDE


Assaltos violentos exigem alerta mental e preparação física. Os ataques podem ser inesperados.

31 tipos de catástrofes naturais

9º ANO

A versão pdf do documento pode ser lida em http://www.mi.gov.br/c/document_library/Id=10157
Para ressalva de alterações nos servidores estatais existe um exemplar disponível em: https://www.scribd.com/document/445749337/Manual-de-Desastres-Vol-I 



CLASSIFICAÇÃO DAS CATÁSTROFES NATURAIS:  


(I) CAUSA: EÓLICA  
• (01) Temporais ou tempestades;
• (02) Temporais muito intensos ou ciclones extratropicais;
• (03) Temporais extremamente intensos, furacões, tufões ou ciclones tropicais;
• (04) Tornados e trombas de água.


(II)CAUSA: TEMPERATURAS EXTREMAS  
• (05) Ondas de frio intenso;
• (06) Nevões;
• (07) Nevões ou tempestades de neve;
• (08) Avalanches de neve;
• (09) Granizos;
• (10) Geadas;
• (11) Ondas de calor;
• (12) Ventos quentes e secos.


(III) CAUSA: INCREMENTO DAS PRECIPITAÇÕES HÍDRICAS E INUNDAÇÕES
• (13) Cheias ou inundações graduais;
• (14) Enxurradas ou inundações bruscas;
• (15) Alagamentos;
• (16) Inundações costeiras provocadas pela brusca invasão do mar.


(IV) CAUSA:REDUÇÃO DAS PRECIPITAÇÕES HÍDRICAS
• (17) Estiagens;
• (18) Secas;
• (19) Queda intensa da humidade relativa do ar;
• (20) Incêndios florestais.


(V) CAUSA: SISMOLOGIA E VULCANOLOGIA
• (21) Terramotos, sismos e/ou abalos sísmicos;
• (22) Maremotos e tsunamis
• (23) Actividade vulcânica


(VI) CAUSA: GEOMORFOLOGIA, A METEORIZAÇÃO, A EROSÃO E A ACOMODAÇÃO DO SOLO
• (24) Escorregamentos ou deslizamentos;
• (25) Quedas, tombamentos e/ou rolamentos de rochas ou penedos (boulders);
• (26) Erosão linear, sulcos, ravinas e barrancos;
• (27) Erosão marinha;
• (28) Erosão fluvial, desbarrancamento de rios e fenómenos de terras caídas;
• (29) Soterramento por dunas.


(VII) CAUSA : DESEQUILÍBRIOS NA BIOCENOSE
• (30) pragas animais;
• (31) pragas vegetais



Fonte:
Castro, Antônio Luiz Coimbra de,
"Desastres Naturais" In Manual de Desastres, Vol. I
Brasília – Ministério da Integração Nacional, Secretaria de Defesa Civil, 2007

relatório semanal fenómenos naturais extremos e catástrofes

9º ANO


Fazer o download do PDF em https://drive.google.com/file/d/1_e6O6Z-v2By0p50hoBJATFJH97JD5hrf/view?usp=sharing




Relatório individual a usar semanalmente na sala de aula de geografia para o tema 
RISCOS NATURAIS.


Cada aluno deverá reproduzir à mão, em folha A4, as Tabelas do presente relatório.

Cada aluno deverá assentar as informações recolhidas semanalmente em sala de aula através de «Observação directa» e consulta de:

RSOE RDIShttp://hisz.rsoe.hu/alertmap/index2.php
Painel Global: www.painelglobal.com.br e www.painelglobal.org;
Windy: https://www.windy.com/?38.567,-7.900,5,i:pressure
Instituto Português do Mar e da Atmosfera: www.ipma.pt/pt/otempo/prev.numerica e www.ipma.pt/pt/geofisica/sismologia










capitalismo, globalização e emergência de novos centros de poder





CAPITALISMO, GLOBALIZAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE NOVOS CENTROS DE PODER 
Um trabalho de pesquisa para compreender o mundo actual

AULA 55-56
08-JANEIRO
SUMÁRIO: Capitalismo e geopolítica contemporânea.

Tese:
O capitalismo segundo os seus apologistas.


Enquadramento:
O movimento Libertário e a influência de Friedrich Hayek, Von Mises, Ayn Rand e Milton Friedman na defesa do Capitalismo enquanto ideologia e acção política.


Argumentos centrais na obra de Friedman:
1) Na defesa de uma economia baseada nas liberdades individuais: i) Liberdade de Escolha; ii) Liberdade de propriedade; iii) Liberdade de expressão. 

2) No debate Keynes Vs. Friedman: i) Políticas económicas e sociais sustentadas pelo Estado/governo central Vs. ii) Políticas económicas e sociais não controladas pelo Estado/governo central.

(apontamentos revistos) geopolítica - trabalhos de pesquisa

Nota: Após a aula encerrar, revimos o link para a 7ª Edição do manual APA Style e a titulação do trabalho a iniciar.


AULA 53-54
06-JANEIRO
SUMÁRIO:
Apresentação do tema de Trabalho de Pesquisa:
CAPITALISMO, GLOBALIZAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE NOVOS CENTROS DE PODER

............................
I - APRESENTAÇÃO DO TEMA. CRITÉRIOS E DATAS DE AVALIAÇÃO


1. Tema: Geopolítica e Diagrama de Nolan: o poder político actual e o território.
sub tema: Os grandes actores políticos nos últimos 100 anos
sub tema: Diagrama de Nolan

2. Grupos de trabalho - Datas de Avaliação

3. Trabalhos de pesquisa:
1-Leitura de textos
2-Visionamento video
3-Exercícios pesquisa de dados (ver fontes bibliográficas)


............................
II - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

1.UAB - https://drive.google.com/file/d/1F5gbS66U148FaS7XZioB0ylCTz8f-_Wh/view?usp=sharing

2.APA STYLE (7ªEd) - https://drive.google.com/file/d/1E-3SbONCLUWiEhreXvq18vg3CfHs3wiM/view?usp=sharing

3.FRIEDMAN LIVRO - https://drive.google.com/open?id=1Cfd1XEuHh1Ir7yKBezFluSIV9mM9ZFUZ

4.FRIEDMAN VIDEOS - CANAL: Estudantes Pela Liberdade https://www.youtube.com/playlist?list=PL4pDK_CWJ9GPqTrIRvoHZqxdXg9ntfJKv

...

5. Desenvolvimento Humano - "Relatório do Desenvolvimento Humano" - http://www.hdr.undp.org/en/data

6. Democracia e Liberdade - "Economist Intelligence Unit Democracy Index" - https://infographics.economist.com/2019/DemocracyIndex/

7. Conhecimento e investigação - Universidades de excelência - https://www.timeshighereducation.com/world-university-rankings/2019/world-ranking

8. Conhecimento e investigação - Prémios Nobel - https://www.nobelprize.org/prizes/lists/all-nobel-prizes

9. Economia Liberdade - Índice de Liberdade Económica" - https://www.heritage.org/index/heatmap

10. Atlas Geográfico - CIA World Factbook https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/docs/profileguide.html