TURMAS: 9º A 9º B 10º B 11º B 12º B



PORTO
É a segunda cidade de Portugal e tem 240 mil residentes. O seu Centro Histórico é classificado como Património Mundial da UNESCO desde 1996

AVALIADO EM MUITO BOM

TRABALHOS DE PESQUISA EM GEOGRAFIA C


Filipa Serranito e António Boieiro. O conjunto dos seus trabalhos, executados entre Outubro e Dezembro de 2019, estão disponíveis em
https://drive.google.com/drive/folders/103K0PRtqnBRki8aGq7hY7lRSnnnXrIcm?usp=sharing


No 12B fizemos ao longo do primeiro período (2019-2020) leituras e mapas de dados para iniciarmos um Atlas de Geopolítica Actual. Fica aqui um exemplo de um trabalho avaliado com Muito Bom.

um bom exemplo de como redigir um trabalho de avaliação

Repositório da Universidade de Lisboa: Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT). In https://repositorio.ul.pt/handle/10451/147



Capa e índice da tese de mestrado de Pedro Morais no IGOT: Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica e Modelação Territorial aplicados ao Ordenamento. In https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/17807/1/igotul003747_tm.pdf



COMO ENCONTRAR TRABALHOS ESCOLARES/ACADÉMICOS:  

Para sabermos como devem ser trabalhos de excelência o melhor será ler alguns exemplos publicados nos Repositórios das universidades. Um conselho que é obrigação para os alunos do secundário, sobretudo alunos do 12º ano.

Vejam este Repositório do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT - Universidade de Lisboa) : https://repositorio.ul.pt/handle/10451/147


COMO ESCREVER E FORMATAR UM TRABALHO ESCOLAR:  

Tenho 2 preocupações para enquadrar trabalhos de qualidade no ensino secundário:
1. O uso de normas bibliográficas - sugiro a Norma APA Style; como exemplo, coloco acima, a imagem do trabalho do geógrafo Pedro Morais que adoptou a APA Style

2. A adopção de uma formatação - sugiro seguirem o essencial (o super básico) da Norma Style para capa, índice, figuras e anexos
Consultem aqui o trabalho publicado por Pedro Morais: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/17807/1/igotul003747_tm.pdf

Por Deus ! No terceiro ciclo e secundário já é tempo de evitar trabalhos suportados em cartolinas, capas com bonecos, folhas riscadas, ilustrações do Pôr do Sol ou planetas Terra nas mãos de crianças despidas.

o melhor da vida urbana e da humanidade




11B - PESQUISA PARA ENCERRAR A UNIDADE «ÁREAS URBANAS E SUAS DINÂMICAS INTERNAS» E INICIAR A UNIDADE «A REDE URBANA E AS NOVAS RELAÇÕES CIDADE-CAMPO».

MAPEAR AS 25 CIDADES DE ELEVADA QUALIDADE DE VIDA EM 2019
Baseado na reportagem da revista Monocle: "Quality of Life Survey: top 25 cities, 2019"
CANAL: Monocle Films
https://youtu.be/Xx2opfxCg5k

OBJECTIVOS:
1. Google Maps:
1.1 Localização: País, situação administrativa; coordenadas geográficas
1.2 Tabela de Caracterização : IDH 2018; População; Área (km2)
1.3 Captura de Imagens. 
2. Comentar:
2.1 Qual o padrão geográfico comum a estas 25 cidades?
2.2 Que cidades portuguesas poderão incluir-se numa extensão desta lista? Justifique.


Ver IDH_2018 a seguir
A VIDA NA CIDADE:
MULHERES DEVEM TER ATITUDE


Assaltos violentos exigem alerta mental e preparação física. Os ataques podem ser inesperados.

31 tipos de catástrofes naturais

A versão pdf do documento pode ser lida em http://www.mi.gov.br/c/document_library/Id=10157


CLASSIFICAÇÃO DAS CATÁSTROFES NATURAIS:  


(I) CAUSA: EÓLICA  
• (01) Temporais ou tempestades;
• (02) Temporais muito intensos ou ciclones extratropicais;
• (03) Temporais extremamente intensos, furacões, tufões ou ciclones tropicais;
• (04) Tornados e trombas de água.


(II)CAUSA: TEMPERATURAS EXTREMAS  
• (05) Ondas de frio intenso;
• (06) Nevões;
• (07) Nevões ou tempestades de neve;
• (08) Avalanches de neve;
• (09) Granizos;
• (10) Geadas;
• (11) Ondas de calor;
• (12) Ventos quentes e secos.


(III) CAUSA: INCREMENTO DAS PRECIPITAÇÕES HÍDRICAS E INUNDAÇÕES
• (13) Cheias ou inundações graduais;
• (14) Enxurradas ou inundações bruscas;
• (15) Alagamentos;
• (16) Inundações costeiras provocadas pela brusca invasão do mar.


(IV) CAUSA:REDUÇÃO DAS PRECIPITAÇÕES HÍDRICAS
• (17) Estiagens;
• (18) Secas;
• (19) Queda intensa da humidade relativa do ar;
• (20) Incêndios florestais.


(V) CAUSA: SISMOLOGIA E VULCANOLOGIA
• (21) Terramotos, sismos e/ou abalos sísmicos;
• (22) Maremotos e tsunamis
• (23) Actividade vulcânica


(VI) CAUSA: GEOMORFOLOGIA, A METEORIZAÇÃO, A EROSÃO E A ACOMODAÇÃO DO SOLO
• (24) Escorregamentos ou deslizamentos;
• (25) Quedas, tombamentos e/ou rolamentos de rochas ou penedos (boulders);
• (26) Erosão linear, sulcos, ravinas e barrancos;
• (27) Erosão marinha;
• (28) Erosão fluvial, desbarrancamento de rios e fenómenos de terras caídas;
• (29) Soterramento por dunas.


(VII) CAUSA : DESEQUILÍBRIOS NA BIOCENOSE
• (30) pragas animais;
• (31) pragas vegetais



Fonte:
Castro, Antônio Luiz Coimbra de,
"Desastres Naturais" In Manual de Desastres, Vol. I
Brasília – Ministério da Integração Nacional, Secretaria de Defesa Civil, 2007

relatório semanal fenómenos naturais extremos e catástrofes


Fazer o download do PDF em https://drive.google.com/file/d/1_e6O6Z-v2By0p50hoBJATFJH97JD5hrf/view?usp=sharing




Relatório individual a usar semanalmente na sala de aula de geografia para o tema 
RISCOS NATURAIS.


Cada aluno deverá reproduzir à mão, em folha A4, as Tabelas do presente relatório.

Cada aluno deverá assentar as informações recolhidas semanalmente em sala de aula através de «Observação directa» e consulta de:

RSOE RDIShttp://hisz.rsoe.hu/alertmap/index2.php
Painel Global: www.painelglobal.com.br e www.painelglobal.org;
Windy: https://www.windy.com/?38.567,-7.900,5,i:pressure
Instituto Português do Mar e da Atmosfera: www.ipma.pt/pt/otempo/prev.numerica e www.ipma.pt/pt/geofisica/sismologia










capitalismo, globalização e emergência de novos centros de poder





CAPITALISMO, GLOBALIZAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE NOVOS CENTROS DE PODER 
Um trabalho de pesquisa para compreender o mundo actual

AULA 55-56
08-JANEIRO
SUMÁRIO: Capitalismo e geopolítica contemporânea.

Tese:
O capitalismo segundo os seus apologistas.


Enquadramento:
O movimento Libertário e a influência de Friedrich Hayek, Von Mises, Ayn Rand e Milton Friedman na defesa do Capitalismo enquanto ideologia e acção política.


Argumentos centrais na obra de Friedman:
1) Na defesa de uma economia baseada nas liberdades individuais: i) Liberdade de Escolha; ii) Liberdade de propriedade; iii) Liberdade de expressão. 

2) No debate Keynes Vs. Friedman: i) Políticas económicas e sociais sustentadas pelo Estado/governo central Vs. ii) Políticas económicas e sociais não controladas pelo Estado/governo central.

(apontamentos revistos) geopolítica - trabalhos de pesquisa

Nota: Após a aula encerrar, revimos o link para a 7ª Edição do manual APA Style e a titulação do trabalho a iniciar.


AULA 53-54
06-JANEIRO
SUMÁRIO:
Apresentação do tema de Trabalho de Pesquisa:
CAPITALISMO, GLOBALIZAÇÃO E A EMERGÊNCIA DE NOVOS CENTROS DE PODER

............................
I - APRESENTAÇÃO DO TEMA. CRITÉRIOS E DATAS DE AVALIAÇÃO


1. Tema: Geopolítica e Diagrama de Nolan: o poder político actual e o território.
sub tema: Os grandes actores políticos nos últimos 100 anos
sub tema: Diagrama de Nolan

2. Grupos de trabalho - Datas de Avaliação

3. Trabalhos de pesquisa:
1-Leitura de textos
2-Visionamento video
3-Exercícios pesquisa de dados (ver fontes bibliográficas)


............................
II - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

1.UAB - https://drive.google.com/file/d/1F5gbS66U148FaS7XZioB0ylCTz8f-_Wh/view?usp=sharing

2.APA STYLE (7ªEd) - https://drive.google.com/file/d/1E-3SbONCLUWiEhreXvq18vg3CfHs3wiM/view?usp=sharing

3.FRIEDMAN LIVRO - https://drive.google.com/open?id=1Cfd1XEuHh1Ir7yKBezFluSIV9mM9ZFUZ

4.FRIEDMAN VIDEOS - CANAL: Estudantes Pela Liberdade https://www.youtube.com/playlist?list=PL4pDK_CWJ9GPqTrIRvoHZqxdXg9ntfJKv

...

5. Desenvolvimento Humano - "Relatório do Desenvolvimento Humano" - http://www.hdr.undp.org/en/data

6. Democracia e Liberdade - "Economist Intelligence Unit Democracy Index" - https://infographics.economist.com/2019/DemocracyIndex/

7. Conhecimento e investigação - Universidades de excelência - https://www.timeshighereducation.com/world-university-rankings/2019/world-ranking

8. Conhecimento e investigação - Prémios Nobel - https://www.nobelprize.org/prizes/lists/all-nobel-prizes

9. Economia Liberdade - Índice de Liberdade Económica" - https://www.heritage.org/index/heatmap

10. Atlas Geográfico - CIA World Factbook https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/docs/profileguide.html

natal na escola secundária de Arraiolos



Fim de tarde no Natal de 2019. 
Foto do trabalho em papel feito pelos alunos do quinto ano da professora Luzia Pequito. 

Vista interior da fachada Norte-Noroeste. Em plano de fundo e por entre o nevoeiro do fim do dia vemos, à esquerda da imagem, o último cabeço das colinas de Arraiolos ocupado por uma bucólica quinta agrícola; no centro da fotografia e numa com cota ligeiramente inferior à colina do castelo de Arraiolos, avistamos o campo relvado de futebol da nossa escola posicionado numa rechã confluente entre as supra mencionadas colinas.

Estamos na extrema da Bacia do Tejo que abrange Arraiolos a oeste e a norte: o rio Almansor e as suas ribeiras de S. Pedro, Arraiolos, Divor e Cabido drenam e modelam a paisagem.

Note-se que Arraiolos abrange uma área de cabeceiras de redes hidrográficas, pertencentes a três bacias: a parte oriental e sueste, drenada pelo rio Degebe e pela ribeira de Machede, pertencem à bacia do Guadiana; os sectores norte e ocidental escoam para o Tejo e uma pequena área no limite sul da folha geológica, drenada pelo rio Xarrama e por tributários da ribeira das Alcáçovas, faz parte da bacia hidrográfica do Sado.

a importância dos registos de aula



Ver exemplo de um caderno de 7º ano: https://pt.scribd.com/document/95777915/Caderno-de-geografia-do-7%C2%BA-ano-2011-2012-Escola-Secundaria-Fernao-Mendes-Pinto

OS CADERNOS DE GEOGRAFIA  

Nos primeiros tempos achei-os irrelevantes nas avaliações. Eu próprio, enquanto aluno, usava folhas soltas dobradas no bolso porque sempre seria mais interessante procurar por conteúdos e autores pertinentes ou manter uma boa discussão em sala de aula.

Mas o caderno escolar tem as suas vantagens. Obriga o aluno à escrita e ao consequente momento de concentração. É prova material do trabalho feito pelo professor em sala de aula. Por outro lado, nos últimos 19 anos vi crescer exponencialmente o número de «leitores» desinteressados bem como o número de alunos que raramente, muito raramente escrevem. E, se levar os alunos à Leitura é uma excelente iniciativa, melhor será levá-los à escrita - o mais complicado e belo processo de inteligência.

É sobretudo isto. Obrigar o aluno à escrita, ao silêncio do trabalho.


O Chão do Parque do Zé Menos
é o grande disco da música
portuguesa de 2019.  

Imagem do Ípsilon. Público, 06/12/2019. https://www.publico.pt/culturaipsilon/musica

como avaliar o trabalho de pesquisa em Geografia C ?



Um video para dar um gosto do que será o segundo período lectivo

Seguem os detalhes dos elementos sujeitos a avaliação:

o contributo do fenómeno Greta para a educação ambiental




AA.VV Retirado da rede Instagram e reutilizado por uma aluna numa apresentação oral da disciplina de Inglês.





NÃO ESTUDAR ENQUANTO PROTESTO AMBIENTAL  

Greta Thunberg  quando tinha 15 anos recusou frequentar a escola às sextas-feiras até o governo sueco enfrentar politicamente as alterações climáticas que levarão o mundo ao colapso total num prazo de 12 anos (agora 11 anos) - primeiro ficou sentada ao portão da sua escola, depois levou o protesto para o parlamento da Suécia e, em Outubro de 2018, para a imprensa mundial.

Foi rapidamente convidada para falar na Assembleia Geral da ONU. Inspirou jornalistas e toda a elite política dos países Ocidentais, tendo sido nomeada para o Prémio Nobel da Paz de 2019 com este discurso:

Vocês roubaram-me os sonhos e a minha infância com suas palavras vazias.
As pessoas estão sofrendo.
Pessoas estão morrendo.
Ecossistemas inteiros estão entrando em colapso.
Estamos no início de uma extinção em massa. E tudo o que vocês sabem falar é sobre dinheiro e um [milagroso] eterno crescimento económico.

Como vocês se atrevem !!


ESTUDAR ENQUANTO FORMA DE ACÇÃO AMBIENTAL  

Boyan Slat  tinha apenas 15 anos de idade quando recebeu o prémio de Campeão da Terra das Nações Unidas, em 2014, pelos seus esforços de limpeza dos oceanos de plásticos à deriva. Estudou à séria e meteu-se em engenharias.

Um novo sistema, por si projectado, conseguiu colectar micro plásticos de 1 milímetro. Mas demorou seis anos, milhões de dólares e diversas tentativas frustradas para ter sucesso.

É o projecto Ocean Cleanup e espera-se que aumente em breve sua frota de barreiras flutuantes de 600 metros de comprimento para o arrasto e captura de plástico.

Boyan Slat sempre reconheceu a importância de prevenir a poluição, não apenas limpá-la. Mas por agora, a primeira Meta passa por remover 50% do Great Pacific Garbage Patch nos próximos cinco anos e 90% do plástico oceânico até 2040, um esforço que, segundo ele, exigirá cerca de 60 dispositivos.




Greta Thunberg discursou nas Nações Unidas: 2019 United Nations Climate Action Summit.

Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável - as soluções para os principais problemas do mundo




Em 2016 entrou em vigor a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) intitulada “Transformar o nosso mundo: Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável” constituída por 17 objetivos, desdobrados em 169 metas.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram pensados a partir do sucesso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM), em vigor entre 2000 e 2015 e apesar de do total falhanço em os cumprir, a ONU pretende ir mais longe e radicalizar a sua missão. Em 2015 foram aprovados por unanimidade por 193 Estados-membros da ONU (em 2015) na chamada AGENDA 2030.



17 objetivos com 169 metas:  


01 - Erradicar a pobreza: acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

02 - Erradicar a fome: acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

03 - Saúde de qualidade: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

04 - Educação de qualidade: assegurar a educação inclusiva, e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

05 - Igualdade de género: alcançar a igualdade de género e empoderar todas as mulheres e meninas.

06 - Água potável e saneamento: garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos.

07 - Energia renovável e acessível: garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e renovável para todos.

08 - Trabalho digno e crescimento económico: promover o crescimento económico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.

09 - Indústria, inovação e infraestruturas: construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação.

10 - Reduzir desigualdades: reduzir as desigualdades dentro dos países e entre eles.

11 - Cidades e comunidades sustentáveis: tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

12 - Produção e consumos responsáveis: assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

13 - Acção contra a mudança global do clima: tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos (*).

14 - Proteger a vida marinha: conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares, e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

15 - Proteger a vida na Terra: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da Terra e deter a perda da biodiversidade.

16 - Paz, justiça e instituições eficazes: promover sociedades pacíficas e inclusivas par ao desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

17 - Parcerias para a implementação dos ODS: fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.


Objetivos de desenvolvimento sustentável - Indicadores para Portugal. Agenda 2030
Ano de Edição: 2019

hipsometria e as principais montanhas de Portugal




As principais cadeias montanhosas de Portugal continental e ilhas

21 Sistemas Montanhoso em Portugal Continental
27 Sistemas Montanhoso na Região Autónoma dos Açores
18 Sistemas Montanhoso na Região Autónoma da Madeira


Nota:
Hipsometria é uma técnica de "representação de um terreno" (topografia) através de cores. As cores utilizadas possuem uma equivalência com a cota do terreno (altitude).
Em Geografia aos valores elevados correspondem cores escuras e aos valores reduzidos cores claras.