o mundo geográfico esquecido pelos manuais de geografia

"O mundo é um lugar perigoso" - Uma colecção de factos de geografia humana regularmente esquecidos


A INDÚSTRIA DO TURISMO E A GRANDE ILUSÃO GEOGRÁFICA  

U.S. Department of Transportation - Em 2017 acontecem 23.900 voos diários, transportando em média 2.246.004 passageiros por cada dia. 
A qualquer instante existem sempre 7000 aviões a atravessar a atmosfera.



A indústria das «Viagens» cresceu nos países mais desenvolvidos - e Portugal está no lote apesar do decadente 43º lugar do Índice do Desenvolvimento Humano.

Este negócio é uma invenção recente, existe nas sociedades de abundância (i.e. populações com dinheiro para gastar) com algum tempo para lazer (um mês), na fantasia de um mundo acessível e feliz (em paz, portanto)... e na ostentação social (o Facebook ajuda muito a mostrar o quanto viajamos).

Com o turismo, cresceu a ilusão de conhecermos pelo facto de consumirmos e passarmos algum tempo num território estrangeiro (estranhamente, não conhecemos tão bem o nosso país apesar de aqui passarmos uma vida).

E para o turismo crescer foi necessário alguma ilusão geopolítica:
acreditar que veio para ficar uma paz mundial pós fim da Guerra Fria (desde 1991, ano do colapso da União Soviética); reinar um interesse por «culturas diferentes» indiciador de uma massificação da frequência universitária; e, viver a convicção de que o «mal» deste mundo somos nós e o melhor é pausar e visitar outras sociedades.

O mundo continua Belo mas tem armadilhas. A lista de perigos e conflitos aumenta todos os dias mas, paradoxalmente, nunca os cartografamos. Não seria mau se a geografia escolar mapeasse alguns dos perigos deste mundo.