evolução da densidade populacional na Europa entre 1870 até 2000


Historical GIS da Universitat de Lleida



OS DISTRITOS/REGIÕES ADMINISTRATIVAS MAIS E MENOS POVOADOS DA EUROPA POLÍTICA

A Universidade de Lleida, na Catalunha, teve em 20111 o projecto HGISE que produziu mapas históricos da Europa em plataformas SIG (Sistemas de Informação Geográfica) - referenciados na sigla inglesa como Historical GIS.



PADRÕES GEOGRÁFICOS SIGNIFICATIVOS:

O padrão de urbanização de hoje é em grande parte o mesmo que era em 1870. As áreas vermelhas de hoje (começo do século XXI) são em grande parte os rosa escuro de 150 anos atrás. 

Em 1870 a área de Londres era a área mais densamente povoada da Europa.
A industrialização do mundo irradiou desta região e reflectiu-se no aumento das densidades populacionais nas regiões que mais rapidamente se industrializaram.

Eixos de urbanização dirigiam-se de Londres para o norte Inglaterra e para o leste, para os países de Benelux (organização económica que compreende Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo). A seguir para o sul através dos vales do rio Reno que atravessa a Europa de sul para norte, permitindo a industrialização precoce do norte da Itália. Em grande medida, estes foram os primeiros pedaços da Europa a ser atingidos pela revolução industrial.

No outro lado da escala, algumas regiões no sudeste da Irlanda continuara despovoadas: um quarto de século após o desastre da grande fome, partes da Irlanda ainda estavam perdendo residentes.



A IMPORTÂNCIA DE 1870:

A década de 70 no século XVIII foi marcada pela expansão do colonialismo europeu, pela unificação alemã (II Reich), pela expansão dos impérios europeus e foi a «época de ouro» dos EUA - uma época caracterizada por um crescimento extraordinariamente rápido de caminhos de ferro, pequenas fábricas, bancos, armazéns, minas e outros negócios familiares, na civilização ocidental.

Sem comentários: