CORRECÇÃO DO TEMA POPULAÇÃO PORTUGUESA
EXAME DE GEOGRAFIA - 2015 FASE 2



[EXAME 2015, FASE 2]
[ GRUPO I ]


Os indicadores demográficos das NUTS III de Portugal continental evidenciam diferenças espaciais e temporais na distribuição da população.





1. Na NUTS III da Península de Setúbal, as diferenças nos valores da taxa de crescimento efetivo, entre 2001 e 2013, de acordo com a Tabela 1, devem-se, entre outras razões,
(A) à redução da taxa de crescimento natural e à redução da taxa de crescimento migratório. 
(B) ao aumento da taxa de crescimento natural e ao aumento da taxa de crescimento migratório. 
(C) à redução da taxa de crescimento natural e ao aumento da taxa de crescimento migratório. 
(D) ao aumento da taxa de crescimento natural e à redução da taxa de crescimento migratório.


2. Na NUTS III da Serra da Estrela, caso se mantenha a tendência de evolução dos indicadores demográficos da Tabela 1, verificar-se-ão consequências sociodemográficas como, por exemplo,
(A) o aumento do despovoamento e a redução da população ativa. 
(B) o envelhecimento demográfico e o aumento da qualificação da população. 
(C) o rejuvenescimento da população e a redução da população ativa. 
(D) o aumento do êxodo rural e o aumento da qualificação da população.


3. De acordo com a Tabela 1 e com a Figura 1, as NUTS III que apresentam uma diferença do valor da taxa de crescimento migratório superior a dez pontos por mil, entre 2001 e 2013, estão identificadas pelas letras
(A) C, F, H e J. 
(B) G, H, I e L. 
(C) A, C, F e I. 
(D) A, G, J e L.


4. A evolução dos indicadores demográficos relativos às NUTS III do interior de Portugal continental sugere que se adotem medidas como, por exemplo,
(A) a aposta no turismo em espaço rural (TER) e a abertura de centros comerciais. 
(B) a construção de novas autoestradas e a abertura de centros culturais multiusos. 
(C) a captação de investimentos exógenos e a atribuição de benefícios fiscais a casais jovens. 
(D) a oferta de diferentes especialidades de pediatria e a valorização dos recursos endógenos.


5. A elaboração de projeções demográficas permite
(A) corrigir as assimetrias regionais na distribuição da população portuguesa. 
(B) fundamentar as decisões relativas ao tipo de políticas demográficas a adotar. 
(C) inverter, a curto prazo, as tendências demográficas do país. 
(D) prever a dimensão dos fluxos migratórios para as próximas décadas.


6. O Programa Operacional Potencial Humano (POPH), inscrito no Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) 2007-2013, teve como principal objetivo a
(A) inclusão social dos grupos mais vulneráveis, de modo a aumentar a população ativa. 
(B) aprendizagem ao longo da vida, de modo a impedir o desemprego de curta duração. 
(C) modernização tecnológica das empresas, no sentido de fixar as empresas intensivas em mão de obra. 
(D) qualificação da mão de obra, no sentido de superar o défice estrutural do país no quadro da UE.