TEMA RECURSOS RADIAÇÃO SOLAR E RECURSOS HÍDRICOS
EXAME DE GEOGRAFIA - 2014 ÉPOCA ESPECIAL



[EXAME 2014, ÉPOCA ESPECIAL]
[ GRUPO II ]


A Figura 2 representa a distribuição espacial da precipitação total, em Portugal continental, registada em abril de 2012.






1. De acordo com a Figura 2, os valores de precipitação superiores a 100 mm registaram-se na área localizada, aproximadamente,
(A) entre os 40° N e os 42° N e entre os 7° E e os 9° E. 
(B) entre os 40° N e os 42° N e entre os 8° W e os 9° 30’ W. 
(C) entre os 39° 30’ N e os 42° N e entre os 8° E e os 9° 30’ E. 
(D) entre os 39° 30’ N e os 42° N e entre os 7° W e os 9° W.


2. De acordo com a Figura 2, as serras de Portugal continental onde se registaram os valores mais elevados de precipitação foram as
(A) do Gerês, dos Candeeiros e de S. Mamede. 
(B) do Gerês, da Arada e da Estrela. 
(C) do Caldeirão, de S. Mamede e da Estrela. 
(D) do Caldeirão, da Arada e dos Candeeiros.


3. Em Portugal continental, os contrastes dos valores de precipitação verificados no inverno e no verão explicam-se
(A) pela passagem de perturbações da frente polar e pela influência do anticiclone dos Açores. 
(B) pela influência de depressões de origem térmica e pela influência do anticiclone dos Açores. 
(C) pela passagem de perturbações da frente polar e pela influência de anticiclones de origem térmica. 
(D) pela influência de depressões de origem térmica e pela influência de anticiclones de origem térmica.


4. A grande disponibilidade hídrica na região Noroeste de Portugal continental deve-se
(A) à fraca densidade do coberto vegetal e ao elevado volume de precipitação. 
(B) à elevada densidade do coberto vegetal e ao reduzido número de dias de chuva intensa. 
(C) ao elevado número de dias de chuva intensa e ao predomínio de relevo acidentado. 
(D) ao elevado volume de precipitação e ao predomínio de relevo aplanado.


5. O Baixo Alentejo e o Algarve reúnem boas condições para a produção de energia solar térmica e fotovoltaica, na medida em que registam um elevado número de dias
(A) com nebulosidade, devido à orientação das cordilheiras montanhosas. 
(B) com céu limpo, devido à influência de situações anticiclónicas, ao longo do ano. 
(C) com luminosidade, devido à proximidade do oceano Atlântico. 
(D) com céu encoberto, devido à ação de situações depressionárias, ao longo do ano.


6. Os contrastes climáticos registados em Portugal continental justificam a construção de barragens na região Sul do país, tendo como objetivo principal assegurar
(A) o armazenamento de água potável, de modo a criar uma reserva hídrica para as gerações futuras. 
(B) a produção de energia hidroelétrica, de modo a garantir o consumo interno de energia. 
(C) o caudal ecológico, de modo a permitir a conservação dos ecossistemas fluviais e lagunares. 
(D) a rega nas explorações agrícolas, de modo a colmatar os défices hídricos intra-anuais e interanuais.


VER CORRECÇÃO


Sem comentários: