CORRECÇÃO DO TEMA ÁREAS RURAIS
EXAME DE GEOGRAFIA - 2016 FASE1-VERSÃO1


[EXAME 2016, FASE 1 - VERSÃO 1]
[ GRUPO III ]


A floresta é um recurso renovável de grande importância estratégica para Portugal, pois pode contribuir para o desenvolvimento sustentável do espaço rural.






1. De acordo com a informação apresentada na Figura 3, as espécies florestais com maior variação, em termos relativos, do número de hectares de ocupação do solo foram
(A) o sobreiro e o eucalipto. 
(B) o eucalipto e o pinheiro-bravo. 
(C) o pinheiro-bravo e o pinheiro-manso. 
(D) o pinheiro-manso e o sobreiro.


2. «O sobreiro e a azinheira são espécies florestais com valor económico e, de acordo com a Figura 3, têm mantido uma área total relativamente estável.» Esta afirmação é
(A) falsa, pois, apesar de a azinheira não ter valor económico, a área total de cada espécie manteve-se constante desde 1995. 
(B) verdadeira, pois a sua madeira é essencial para a produção de pasta de papel, e a área total de cada espécie tem-se mantido constante desde 1995. 
(C) falsa, pois, apesar de ambas as espécies terem valor económico, a área total de cada espécie tem diminuído progressivamente desde 1995. 
(D) verdadeira, pois são espécies importantes na produção de cortiça e de lenha, e a área total de cada espécie variou muito pouco desde 1995.


3. Em Portugal continental, os prados e pastagens permanentes são um dos principais usos do solo, predominando na composição da SAU das regiões agrárias
(A) da Beira Interior e do Algarve. 
(B) da Beira Litoral e do Alentejo. 
(C) da Beira Litoral e do Algarve. 
(D) da Beira Interior e do Alentejo.


4. Para potenciar o rendimento do sector florestal português, devem ser adotadas medidas como
(A) a privatização da floresta pública e o cultivo exclusivo de espécies endémicas. 
(B) o emparcelamento das áreas florestais e a certificação de produtos do sistema florestal. 
(C) o parcelamento das áreas florestais e a diversificação das espécies plantadas. 
(D) a nacionalização da floresta privada e o cultivo preferencial de espécies de crescimento rápido.


5. As atividades agroflorestais contribuem para a sustentabilidade das áreas rurais, uma vez que
(A) permitem aumentar a oferta de emprego e contribuem para o desenvolvimento de atividades económicas diversificadas. 
(B) facilitam a pluriatividade da população rural e garantem a fixação de indústrias com empregos bem remunerados. 
(C) preservam a qualidade da água e facilitam a prática de atividades desportivas em veículos todo-o--terreno. 
(D) ajudam na estabilização das vertentes e garantem a sobrevivência de espécies que se encontram em risco de extinção.


6. A reforma da Política Agrícola Comum de 2013 introduziu alterações que visam, entre outros objetivos,
(A) diminuir o preço dos produtos no consumidor e promover a prática do pousio forçado. 
(B) fomentar uma agricultura sustentável e reforçar a competitividade do sector agrícola. 
(C) promover um estilo de vida mais urbano e incentivar o cultivo de espécies transgénicas. 
(D) apoiar a criação de atividades inovadoras e regular os preços dos produtos agrícolas.