CORRECÇÃO DO ÁREAS RURAIS
EXAME 2016 ÉPOCA ESPECIAL



[EXAME 2016, ÉPOCA ESPECAL]
[ GRUPO III ]


A vitivinicultura, enquanto atividade produtiva, tem uma importância cada vez maior na economia portuguesa. Na Figura 3, está representada a distribuição dos vinhos de Denominação de Origem Controlada (DOC) por região agrária, em Portugal continental.







1. De acordo com a Figura 3, as regiões agrárias cujas áreas são maioritariamente ocupadas por vinhas destinadas à produção de vinhos DOC são as
(A) do Ribatejo e Oeste e do Algarve. 
(B) de Trás-os-Montes e do Alentejo. 
(C) de Entre Douro e Minho e de Trás-os-Montes. 
(D) de Entre Douro e Minho e do Ribatejo e Oeste.

2. Na região agrária de Entre Douro e Minho, representada na Figura 3, a produção de vinhos verdes DOC justifica-se pela adequação das castas a fatores naturais da região, como, por exemplo,
(A) a orientação E/W dos vales dos rios principais, que favorece a penetração dos ventos marítimos. 
(B) o predomínio de planícies, que favorece a formação de chuvas convectivas. 
(C) o predomínio de planaltos, que favorece a formação de chuvas orográficas. 
(D) a orientação N/S dos vales dos rios principais, que favorece a influência da nortada, ao longo do ano.

3. A produção de vinhos DOC é um importante fator de desenvolvimento regional, pois incrementa
(A) a exportação de vinhos regionais e a disponibilidade de mão de obra agrícola. 
(B) a revitalização das antigas adegas e o aproveitamento turístico da região. 
(C) a identidade cultural da região e a produção direcionada para o autoconsumo. 
(D) a criação de emprego no sector agrícola e o aumento de exportação de uva de mesa.

4. A atribuição da classificação DOC a determinados vinhos pressupõe que
(A) a sua comercialização se limita a uma região geográfica demarcada e sujeita a um conjunto de regras estabelecidas em legislação. 
(B) a sua produção está tradicionalmente ligada a uma região geográfica delimitada e sujeita a um conjunto de regras estabelecidas em legislação. 
(C) as técnicas de produção são típicas de uma determinada região geográfica demarcada e aplicadas por mão de obra local. 
(D) as castas são exclusivas de uma determinada região geográfica delimitada e cultivadas por mão de obra local especializada.

5. As afirmações seguintes caracterizam o sistema de cultura na região agrária do Alentejo.
I. A vinha é uma cultura permanente, cultivada predominantemente em socalcos.
II. O girassol é uma cultura temporária cultivada em regime de monocultura.
III. O olival é cultivado de forma intensiva com recurso ao regadio.
(A) I é verdadeira; II e III são falsas. 
(B) I e III são verdadeiras; II é falsa. 
(C) II e III são verdadeiras; I é falsa. 
(D) II é verdadeira; I e III são falsas.


6. A competitividade da agricultura portuguesa passa pela implementação de medidas que visam
(A) certificar produtos nacionais e fomentar o associativismo dos agricultores. 
(B) intensificar as importações de produtos agrícolas e investir na mecanização. 
(C) promover a rotação de culturas e garantir o plurirrendimento dos agricultores. 
(D) aumentar a superfície de produção e incentivar o parcelamento da propriedade agrícola.