o Inverno não abrandou a entrada de requerentes do estatuto de refugiado na União Europeia













DECLARAÇÃO DE MELISSA FLEMING - PORTA VOZ DA ACNUR [Agência da ONU para os Refugiados]:

Conferência de imprensa, em 22 de Março de 2016, no Palais des Nations em Genebra.
"No domingo passado, as disposições acordadas entre a UE e da Turquia para deter a chegada em grande escala de refugiados e migrantes para a Grécia e para além dela para a Europa entrou em vigor.

No próximo sábado, as autoridades gregas acelerarão a transferência para o continente de um número estimado de 8.000 refugiados e migrantes que chegaram nas ilhas antes do dia 20 de março. Serão separados de pessoas chegadas após essa data e que estarão sujeitas à nova política de retorno.

As chegadas a Lesvos, até agora, continuam. A contar desta manhã 934 pessoas haviam chegado desde domingo passado. Serão mantidas num recinto fechado e temporário em Moria no leste da ilha. As 880 pessoas restantes que chegaram antes de domingo estão sendo hospedados cerca de um quilómetro de distância do centro de Kara Tepe que é administrado pela prefeitura local e continua a ser uma instalação aberta.

A ACNUR tem até agora vindo a apoiar as autoridades dos chamados "hotspots" nas ilhas gregas, onde os refugiados e migrantes foram recebidas, atendidos e registados. De acordo com as novas disposições, esses sítios passarão a ser centros de detenção".


Nota:
Para o mapa interactivo dos 366 dias de 2016 podem ver em http://data.unhcr.org/medportalviz/dist/index.html?year=2015