síntese dos recursos energéticos em Portugal





nota: tep (tonelada equivalente de petróleo); Mtep: milhão de tep

Para o 10ºB. Aproveito para pedir uma análise detalhada de dois gráficos (Portugal entre 1985 e 2000).

A tese genérica a retirar da análise comparada dos gráficos é esta:
Em Portugal a indústria extractiva e a indústria energética foram sectores em crise, fornecendo apenas 10% das nossas necessidades energéticas no ano 2000 (o nosso consumo de Energia Primária). Esta situação é a causa principal da nossa dependencia energética de outros países.

E com esta ideia conseguimos resumir a unidade didáctica do subsolo, e, claro, podemos explorar todos os temas tratados.

Nota: Como analisar gráficos com algum detalhe: ver AQUI.

como analisar um gráfico - dicas para o teste de avaliação do 10ºB




ELEMENTOS DE ANÁLISE DE UM GRÁFICO - NO ENSINO BÁSICO:

Identificação: Título + Resumo
Análise: Tendências evolutivas + Explicação + Relacionar com causas/ou/variáveis conhecidas + Conclusão (tese principal)

Título:
Gráfico dos principais consumos energéticos à escala mundial, desde 1970 à actualidade e prospectiva até 2025

Resumo:
Elevado crescimento do consumo dos principais recursos energéticos: petróleo, carvão, gás natural e energias alternativas. Com destaque para os elevados valores do petróleo e gás natural nos próximos anos.

Tendências evolutivas:
Nos últimos trinta anos o consumo energético duplicou e prevê-se igual aumento nos próximos 10 anos.
O petróleo manterá a sua liderança mas o gás natural ultrapassará o consumo do carvão que ainda assim quase que verá duplica a sua procura.
As energias alternativas crescem mas é a única fonte energética que deixará de crescer a partir de 2020.

Explicação + Relacionar com causas/ou/variáveis conhecidas:
O consumo energético depende da industrialização que a nível mundial tem alastrado a países até há pouco não desenvolvidos – sobretudo a China. Nos países desenvolvidos os transportes e aquecimento individuais contribuirão para a procura de energias apesar dos progressos tecnológicos no seu consumo.

Conclusão (tese principal):
A procura energética tem sido crescente e as energias renováveis não conseguirão crescer pelo que os problemas ambientais crescerão.



Comentário:
Os falhanços mais comuns num exame de geografia andam à volta dos textos bem estruturados.
Para corrigir um pouco esta dificuldade, as questões que implicam a «Análise de um gráfico» ou «Análise de um mapa» precisam de algum treino.

atmosfera: 40km foi o mais alto salto do mundo em queda livre


ver este filme em tela cheia


















O PRETEXTO FOI O PROJECTO RED BULL STRATOS:

Há um ano o para-quedista Felix Baumgartner subiu aos 120.000 pés (36.576 metros) de altitude. É na camada atmosférica chamada estratosfera.

Ascendeu num balão de hélio para saltar em queda livre, seguida de pára-quedismo aos 1500 metros. Aconteceu em Roswell, Novo México, EUA.

Baumgartner quebrou a barreira do som (333 metros por segundo) nesta descida, tornando-se o primeiro ser humano a consegui-lo.




ALGUNS FACTOS:

O balão: Cheio com hélio para criar sustentação. O hélio é não inflamável, não tóxico se libertado na atmosfera. É o método mais seguro e previsível de subir na atmosfera.

Material: Construído de tiras de polietileno de alto desempenho (uma espécie de filme de plástico) que tem apenas 0,02 milímetros de espessura. No total, estas faixas se fossem alinhadas poderiam cobrir 40 hectares (40 campos de futebol). Para sustentar o peso, fitas de carga foram incorporadas.

Volume, tamanho e forma: O balão para levar Felix Baumgartner até aos limites do espaço sideral teve quase 850.000 metros cúbicos de capacidade.

Metamorfoses: No lançamento, o balão subiu alto e magro, com a altura de 55 andares. O hélio expandiu-se (porque a pressão atmosférica à sua volta diminuirá); lentamente, a sua forma ficou redonda.
Antes do lançamento, da parte superior do balão até ao fundo da cápsula distam 212 metros. Aos 40 km de altitude (no fim da sua subida): Terá a altura de 102 metros e um diâmetro de 130 metros.




Ver em redbullstratos.com/technology/high-altitude-balloon


We Were Evergreen performing Eighteen for the Mahogany.
Facebook themahoganyblog

Os alunos perguntam-me com admiração "-Se não vê Tv, vê o quê?"
Nos últimos tempos vemos na parede o imenso Mahogany Sessions, por exemplo. Coisas assim.

saudáveis e inspirados - boas férias de Sábado e Domingo para todos




ATITUDE É COM O NADA FAZER ALGO BOM E INSPIRADOR PARA TODOS

Podemos viver longe do mundo e ainda assim fazermos algo que pode inspirar tudo e todos?

Com ajuda de uma câmara e imensa sabedoria Amber cozinha para o mundo - literalmente! E claro ganhando algum dinheiro. Como se vê, não há limites geográficos ou de idade; ajuda é estar informado e atento ao mundo - coisa que se intui em tudo neste video.

Adicionem o canal da Amber Kelley e façam comida saudável, também.

documento para os alunos de 7º ano de geografia fazerem download

Relatório de Observação Semanal do Estado do Tempo e Fenómenos Naturais Extremos


Cliquem na imagem para ver no SCRIBD



Informações recolhidas semanalmente em sala de aula através de «Observação directa» e consulta de:

Google Earth: com activação da camada «Clima».
Painel Global: www.painelglobal.com.br e www.painelglobal.org
Instituto Português do Mar e da Atmosfera: www.ipma.pt/pt/otempo/prev.numerica e www.ipma.pt/pt/geofisica/sismologia

altas e baixas pressões em movimento: o caso do furacão «Andy»







Modelização de uma Superstorm: o hurricane Sandy - NASA 2012

Sandy: aconteceu em Outubro de 2012 (26 a 31 de Outubro).
Usando como referência a «superfície barométrica» dos 850hPa (aproximadamente uns 1500 metros de altitude) a simulação da NASA (NASA GEOS-5) não só previu a percurso exacto do Sandy, mas também capturou detalhes em escala fina de mudança de intensidade e dos ventos de 2 tempestades periféricas.

O Furacão (hurricane) Sandy atingiu a Costa Leste dos EUA no final de temporada de furacões no Atlântico de 2012 (Outubro) e causou 159 mortes e 70.000 milhões de dólares em estragos.



NASA GEOS-5 - A mais avançada modelização matemática-meteorológica do mundo:

O modelo funciona dividindo a atmosfera da Terra em camadas virtuais sobrepostas (layers) para que um supercomputador resolva equações matemáticas dentro de cada layer.
O resultado final foi a criação de uma previsão do estado do tempo, a estrutura interna do Sandy, o seu caminho e outras características.


FONTE:
NASA Goddard Space Flight Center da NASA e Centro de Simulação do Clima. Cortesia da NASA / GSFC / William Putman. Consultar em http://gmao.gsfc.nasa.gov/research/atmosphericassim/tracking_hurricanes

localizar em tempo real os fenómenos naturais extremos

ver em www.painelglobal.com.br



Painel Global:

É o único site em Língua Portuguesa que mostra a Terra em tempo real.
Terramotos, vulcões, furacões, tsunamis, icebergs ou eventos climáticos extremos são rastreados e explicados com os dados reportados pelas diversas instituições científicas de monitorização.


Terminador: É a linha imaginária que divide a Terra em dia e noite; no mapa está representada na separação entre as zonas mais claras e zonas mais escuras. A zona clara representa as áreas da Terra iluminadas pelo Sol enquanto a zona escura mostra as regiões do planeta tomadas pela escuridão nocturna.

Sol ao zénite: O círculo amarelo no centro da zona mais clara (dia solar) representa o Sol. Por volta do meio-dia, o Sol estará exatamente sobre a cabeça dos habitantes e quando isso acontece diz-se "zénite solar" e, nessa região, ocorre um intenso bombardeio de raios ultravioleta extremamente perigosos à saúde.
ISS - Estação Espacial Internacional: Os pontos vermelhos mostram o trajecto da ISS na órbita actual. Os pontos azuis mostram a órbita seguinte. Cada ponto equivale a aproximadamente 1 minuto no trajecto da ISS - Estação Espacial Internacional.

2013 foi um ano mais quente do que o esperado: as temperaturas anómalas





A EVOLUÇÃO DAS TEMPERATURAS MÉDIAS ANUAIS: 

O mapa localiza as anomalias da "temperaturas médias anuais" ocorridas em 2013 - por favor, não confundir com temperaturas absolutas! Assim, podemos localizar onde, e o quanto, ficou mais quente ou mais frio.

nota:
A «anomalia» é estimada tendo por comparação a «temperatura média anual ocorrida no período-base de 1951-1980.



COMPARAÇÕES SUMÁRIAS: 

Desde que há registos à escala planetária (1880), 9 dos 10 anos mais quentes ocorreram entre 2000 e 2010.

As temperaturas médias anuais do mundo em 2013 colocam-no como o sétimo ano mais quente desde 1880 (empatado com 2006 e 2009). Em 2005 foi o ano recordista.

a paradoxal Rússia em 2013





[...]




Ver reportagem no melhor blog do mundo: malomil



krokodil e a Batalha de Estalinegrado:  


No passado dia 23 de Agosto, Vladimir Putin deslocou-se a Volgogrado para participar nas cerimónias do 71º aniversário do início da batalha que ficará para a História com o antigo nome daquela cidade, Estalinegrado.

Putin tinha a esperá-lo, junto à viatura oficial, uma personagem com uma aparência estranha, sobretudo naquele enquadramento formal e solene. O rígido Vladimir Putin junto a um sujeito de andar gingão, numa armadura de cabedal e com trejeitos de marginal.

O homem aguarda o Presidente da Rússia, acompanha-o até à tribuna das altas entidades, fica sentado ao seu lado, em posição de destaque. Não se trata de um antigo combatente de Estalinegrado ou de um seu familiar, daqueles octogenários russos que aparecem nas cerimónias militares com o peito cravejado de medalhas. Quem acompanha Putin tem o corpo cravejado, mas de tatuagens. Um ar algo marcial, por certo, mas não o de um antigo combatente. 

[...]
Alexander Zaldostanov, com a alcunha «O Cirurgião», terá hoje 50 ou 51 anos e é o líder supremo e incontestado dos ferozes Lobos da Noite (Nochniye Volki), o mais importante clube de motoqueiros da nova Rússia. «O Cirurgião» é o mais famoso motard da Rússia, que deve o seu nome de guerra ao facto de, num passado de que não gosta de falar, ter sido médico. Trabalhava numa clínica dentária e, nessa qualidade, coleccionava colares feitos de dentes humanos


António Araújo no fantástico blog malomil dá-nos mais uma reportagem paradoxal sobre os mil e um cruzamentos de signos e significados que acontecem neste preciso momento na «porta ao lado». Neste caso na, ainda, superpotência, Rússia.

A perplexidade sobre a sua aparência e a sua presença naquela cerimónia tão circunspecta e histórica levaram-me a procurar saber quem era o anfitrião do Presidente da Rússia, num acto público de grande simbolismo.

Para mim António Araújo faz, tal como o mítico Roland Barthes fez, semiótica da melhor. Aquilo que deveria ser o trabalho da Antropologia para o grande público.

The Mahogany Sessions - delivering great music to your ears and eyes, as often as possible.


nota:
Tenho imaginado um concurso muito simples para alunos da Cunha Rivara: recitar um Poema Épico na ladeira do castelo de Arraiolos. Com prémio para quem mais longe ir numa recitação sem erros.

um urban sketcher em Berlim - Ricardo Cabral







RICARDO CABRAL
http://ricardopereiracabral.blogspot.pt

- Berlim é enorme, grande demais. Relaxar na Museumsinsel - 30 Julho 2012.
[imagem 1: A Museumsinsel (Ilha dos Museus) é a parte norte da Ilha Spree , no centro histórico de Berlim]

- Ao meu lado... Tomás pintando, acompanhado por seu pai. Não pude resistir a registá-lo.
[imagem 2: No avião, a caminho de Lisboa]

Ver em Ricardo Cabral

o Chiado do urban sketcher Ricardo Cabral






http://ricardopereiracabral.blogspot.pt
http://ricardopereiracabral.blogspot.pt

anomalias na temperatura na passagem do Ano Novo - 2014










LEGENDA:
Anomalias de temperatura da superfície da terra na América do Norte de 1 a 7 de Janeiro, 2014. 
O mapa mostra as temperaturas para esse período, em comparação com a média de 2001 para a mesma semana - trabalho baseado em dados MODIS recolhidos pelo satélite «Terra» da NASA. 

VERMELHO: Áreas mais quentes do que as temperaturas médias;
BRANCO: temperaturas quase normais;
AZUL: áreas com valores abaixo das temperaturas médias;
CINZA: áreas onde nuvens bloquearam o satélite de coleta de dados utilizáveis. 



O QUENTE E O FRIO; O BOM E O MAU AO MESMO TEMPO:

Enquanto uma parte do mundo congela, outra frita. Enquanto uma parte fica inundada com o excesso de precipitação, outra seca.



JET STREAM:

A ligação entre estados do tempo absolutamente opostos é feita por ventos de alta altitude (conhecidos como ondas de Rossby) que circulam na forma de mendros.

Estas ondas de escala planetária definem o Jet Stream e fazem muito para determinar o tipo de clima que qualquer determinada área enfrentará durante períodos de dias ou semanas.



A SITUÇÃO DO ESTADO DO TEMPO NA PASSAGEM DO ANO NOVO:

No início de 2014, os padrões de temperatura no hemisfério norte ofereceram um bom exemplo de como a atmosfera simultaneamente pode produzir contrastantes extremos do clima:

Por exemplo, na América do Norte uma massa de ar do Ártico moveu-se para Sul e trouxe temperaturas extremamente frias. Ao mesmo tempo, a Europa enfrentou um uma situação meteorológica invulgarmente quente que permitiu comemorações de ano novo chuvosas em vez da tradicional neve.

Nota:
A quantidade global de energia que circula através da atmosfera não muda, apesar dos extremos do clima de uma região geográfica ou de outra.


NASA Earth Observatory image by Jesse Allen, using data from the Level 1 and Atmospheres Active Distribution System (LAADS). Caption by Adam Voiland, with information from Paul Newman (NASA Goddard), Marshall Shepherd (University of Georgia), and John Knox (University of Georgia).

Arraiolos e a escola Cunha Rivara


Imagem orientada a Sul - i.e., o topo da fotografia coincide com o rumo Sul
Em primeiro plano o campo de futebol e a escola Cunha Rivara. 
Na esquerda da foto, o castelo de Arraiolos alcandorado no topo da colina mais elevada de Arraiolos. A ladeira que dá para a nossa escola situa-se na vertente poente do castelo que sendo redondo é por isso, uma raridade.




Planta topográfica oientada a Sul - i.e., o topo da imagem coincide com o rumo Sul.
As linhas concêntricas são «curvas de nível» e indicam a altitude. A escola tem a cota 356 metros de altitude e o castelo os 386 metros - ou seja, 30 metros de «comando» em relação à «rechã» onde construiram as intalações escolares.

geografia e viagens em família

- Papá, estamos perdidos ? - perguntou a criança.
- Cala a boca - explicou o pai

as grelhas de avaliação sumativa para o 3º Ciclo e Secundário em 2013-2014


Cliquem na imagem para baixar o Excel




Cliquem na imagem para baixar o Excel


GRELHAS PARA REGISTAREM AS VOSSAS NOTAS  

Será muito útil anotarem sempre todas as avaliações que vos são comunicadas (ou dadas em mão).

Devem usar a folha Excel para melhor calcularem a inflência dos diversos "pesos da avaliação". Depois, no dia da «Auto-avaliação», poderemos discutir com um mínimo de fundamento a «Avaliação sumativa» e diagnosticarmos em que áreas devemos apostar no Período lectivo seguinte.

o vosso professor é cá um génio ...

Os meus enunciados andaram sempre truncados. Várias vezes impressos e sempre umas gralhas tão (urgh!) bizarras.

Pois. Só já na última fornada é que reparei no óbvio: eu tinha mudado para o Word2013 e na loja da escola não. Estive quase a acreditar no Paranormal...



nota:
Os lapsos de impressão são sempre anotados na sala e rectificados, claro.

10º ANO DE GEOGRAFIA - As avaliações sumativas do 1º período




nota:
As classificações dos alunos com «Adequações na Avalição» já foram devidamente ponderadas.

9º ANO DE GEOGRAFIA - As avaliações sumativas do 1º período




nota:
As classificações dos alunos com «Adequações na Avalição» já foram devidamente ponderadas.

7º ANO DE GEOGRAFIA - As avaliações sumativas do 1º período




nota:
As classificações dos alunos com «Adequações na Avalição» já foram devidamente ponderadas.

Arraiolos. Escola Cunha Rivara

os cadernos e os trabalhos dos alunos


Cada monte de trabalhos, uma turma.  Obviamente, cada aluno deve identificar claramente o seu trabalho e evitar folhas soltas e amarrotadas...


Faltavam 11 dias para as férias de Natal...


Um exemplo de avaliação de «Anexos» para o 10º ano. No 3º Ciclo a classificação usa percentagens.


OS «ANEXOS». A AVALIAÇÃO DOS CADERNOS E A AVALIAÇÃO DOS CADERNOS

Foram feitos no 1º Períodos e por todas as turmas de geografia (cada ano com a sua variante, claro).

«Anexos» é um nome inventado aqui pelo vosso professor e que dá jeito para designar qualquer trabalho em aula (e por vezes em «casa», para os mais demorados...). São qualquer coisa que valha apena destacar e sublinhar na avaliação.

testes de geografia no 10º ano





TESTE DE GEOGRAFIA 10º ANO: O 2º TESTE DE GEOGRAFIA PARA 2013-2014

Foram feitos no 1º Período

testes de geografia no 9º ano




TESTE DE GEOGRAFIA 9º ANO: O 2º TESTE DE GEOGRAFIA PARA 2013-2014

Foram feitos no 1º Período

testes de geografia no 7º ano





TESTE DE GEOGRAFIA 7º ANO: O 2º TESTE DE GEOGRAFIA PARA 2013-2014  

Foram feitos no 1º Período


lugares geográficos belos e doces







O MUNDO PERFEITO DO MINI-MIAM:

É o Minimiam e existe desde 2002.

As fotografias são trabalhadas a partir de conjuntos de modelagem na escala 1/87 - tamanho perfeito para explorar paisagens geográficas feitas de donuts ou misturas espumosas de merengue...