variação da temperatura entre 1880-2011





2011 FOI O ANO MAIS QUENTE DESDE 1880:

A "temperatura média global à superfíce" em 2011 foi a mais elevada desde 1880. E 9 dos 10 anos mais quentes no moderno registo meteorológico ocorreram após o ano 2000 (1998 é o único ano do século XX no top 10 dos anos mais quentes).

As temperaturas globais têm aquecido significativamente desde 1880, o começo do que os cientistas chamam de "registo moderno".




HIPÓTESES EXPLICATIVAS:

Como as emissões de gases de efeito estufa, sobretudo o dióxido de carbono, resultantes da produção de energia, indústria e veículos têm aumentado, as temperaturas também subiram, sobretudo desde os anos 1970.
Estes gases absorvem a radiação infravermelha emitida pela Terra, mantendo a energia na atmosfera em vez de permitir que ela escape para o espaço. Como a presença destes gases na atmosfera tem aumentado, a quantidade de energia "presa" por estes gases tem provocado a subida da temperatura.
Devido à grande variabilidade natural do clima, não é esperável temperaturas anuais a subir consistentemente a cada ano. No entanto, espera-se um aumento continuado da temperatura ao longo de décadas. Os primeiros 11 anos do século XXI registaram temperaturas mais elevadas, nomeadamente em comparação com meados do século XX.


Nesta animação da NASA os dados de temperatura referem-se ao período 1880-2011: os vermelhos indicam temperaturas acima da média do período de referência (1951-1980) enquanto os azuis indicam temperaturas mais baixas do que a média de referência.

Porque a "temperatura média global à superfíce" varia de ano para ano, os cientistas optam por trabalhar «tendências» com dados de 10 anos.

Fonte: NASA Goddard Institute for Space Studies crédito Visualization: NASA Goddard Space Flight Center Studio Visualização Científica.
In http://svs.gsfc.nasa.gov/goto?3901


NOTA:
O Goddard Institute Space Studies - NASA monitora as temperaturas globais de superfície em uma base contínua publicou em 2011 uma análise actualizada que mostra as temperaturas em todo o mundo por comparação com a temperatura média global à superfície a partir de meados do século XX.