planeta top mais: os mais belos naufrágios




Ver mapa maior

SS Ayrfield. Austrália: 
Navio carvoeiro da australiana Gaslight. Com 1140 toneladas e 99,1 metros (260 pés). Foi construído  no Reino Unido em 1924 e abatido em 1972. usado para o transporte de suprimentos para as tropas norte-americanas estacionadas na região do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. O navio agora suporta uma magnífica colónia de mangue. 










Ver mapa maior

Eduard Bohlen. Namíbia:
O Eduard Bohlen encalhou na  Costa do Esqueleto, Namíbia,  em 5 de Setembro de 1909.
Actualmente, encontra-se na areia afastado 1/4 de milha da costa.
Com 2272 toneladas de carga bruta e um comprimento de 95 metros (310 pés). Naufragou devido a névoa espessa que se fazia sentir na Baía de Conceição, litoral da Namíbia .











Ver mapa maior

Rebocador. Vila Nova de mil Fontes, Portugal:
Na praia de Vila Nova de Milfontes em Portugal ocorreu o naufrágio deste rebocador . A população local diz que este navio holandês encalhou ao fugir da Guarda Costeira.










Ver mapa maior

SS America. Ilhas Canárias, Espanha:
Foi um transatlântico construído em 1940 para as Linhas de Estados Unidos e projetado pelo notável arquiteto naval William Francis Gibbs . Depois carreira longa e brilhante como um navio de luxo, ele foi destruído em Fuerteventura, em 1994, e desde que se tornou uma perda total.











Ver mapa maior

Panagiotis. Grécia:
Naufrágio pitoresco porque deitado nas areias brancas de uma enseada abrigada no litoral da ilha Zakynthos, que está entre as mais meridionais das ilhas Jónicas da Grécia. É uma atracção turística com milhares de visitantes todos os anos. Construído na Escócia, em 1937,  naufragou em 1980, provavelmente enquanto tentava escapar à Marinha grega carregando cigarros contrabandeados.







OS MAIS BELOS NAUFRÁGIOS DO MUNDO:
Naufrágios que são ainda visíveis nas praias

As Nações Unidas estimam que existem mais de 3 milhões de navios naufragados no fundo do oceano. Mas, também podemos encontrar naufrágios em praias desertas ou em recifes de corais no meio do oceano...

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.