o melhor professor do mundo








Na pior escola dos EUA, entre gangues e marginais, o melhor professor de matemática do mundo

Jaime Escalante nasceu em La Paz, Bolívia (1930) e foi provavelmente o melhor professor do mundo.
Licenciado e professor de matemática na Bolívia emigrou aos 33 anos (1963), por perseguição política, para os Estados Unidos.

Serviu à mesa em cafés, foi cozinheiro, técnico informático e estudou à noite matemática na California State University de Los Angeles.

Aos 43 anos diplomou-se e começou a leccionar em Garfield uma escola de subúrbio, marginal, violenta, mal classificada e com elevado abandono escolar.



Em 1982, com 52 anos, candidatou os seus alunos a um exame de matemática avançada chamado Advanced Placement (AP), um programa de estudos mais exigente que o estritamente necessário para concluir o ensino secundário. Todos passaram e, em 18 alunos, sete receberam a nota máxima.

Os examinadores suspeitaram de fraude e obrigaram os que quisessem manter as suas notas a fazerem de novo o exame. As notas foram confirmadas. A partir daí, as aulas do professor Escalante passaram a atrair centenas de estudantes. Os alunos vinham mais cedo e tinham lições suplementares aos sábados.

Em 1988, com 58 anos, 443 alunos fizeram os exames avançados do College Board; 266 passaram. O "sistema educativo" reagiu e dificultou desde sempre o trabalho de Escalante. Os sindicatos tentaram proibi-lo de fazer "horas extraordinárias" e os teóricos da educação da Califórnia opuseram-se a que tivesse estudantes a mais nas suas aulas. Escalante faleceu em Abril de 2010.

Ver em Jaime Escalante, Inspiration for a Movie, Dies at 79. THE NEW YORK TIMES (2010/04/01)