neste exacto momento há alunos a estudar no Outro lado do mundo


Ver em TOUTUBE/geografismos

Reportagem do International Herald Tribune sobre as escolas CRAM sul coreanas em Julho de 2008.

O nome CRAM, em Inglês, tem origem no slang e significa "estudar intensivamente", significando que estudar muito ou estudar uma grande quantidade de material ao longo de um ano. Estas escolas não certificam, nem são verdadeiramente escolas, pretendem apenas preparar os seus alunos para os exames de admissão à universidade.

Os alunos das CRAM Schools são voluntários e pagam para as frequentar e estudam 16 horas por dia, sete dias por semana.

Na Coreia do Sul cada agregado familiar gasta em média 30% do seu rendimento na educação dos filhos. O investimento do estado é elevado e (4,6% do PIB em 2004) e os professores têm os melhores salários do país, com longos períodos de férias.

FONTE:
Wikipedia. Cram school: http://en.wikipedia.org/wiki/Cram_school


Coreia do Sul, Índia, China, Japão... - No Outro lado do planeta há alunos que estudam à séria, num esforço absoluto. Procuram as melhores Universidades do mundo. Nestes casos as classificações internas inflaccionadas, habituais  e inevitáveis, no nosso ensino secundário, não fazem sentido; ou se sabe ou não se sabe...