ver em youtube.com/watch?v=0GGChpl0nIc

férias com chuva

Farta-sede chover. Mau tempo mas óptimo para sair aí pelas serras à procura de lobos maus, maus, pedras e paus; um tempo que «está forte» e é bom para saltar nas poças de água - estas são as vontades de uma filha linda e acho que vou ter uns bons dias de férias.
[in CBC.ca/KIDS]

Inverno, s. m. estação do ano entre o Outono e a Primavera, caracterizada pelo frio e pela chuva. Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora.

Desde as 17h47m de 21 de Dezembro que estamos no Inverno. Deixo-vos um game apropriado. É uma animação flash fornecida pela CBC-Canadá, que está num site com materiais de divulgação científica e outos tantos games.

Podem jogar em versão gigante clicando AQUI

natal de 2009

inverno 2009

natal muito lá em cima




Image Credit: NASA

A imagem é do projecto Terra Turns Ten. Obtida em Novembro de 2009, as áreas brancas mostram onde a neve cobre o chão completamente, enquanto os pontos azuis assinalam as áreas com cobertura de neve parcial.

No auge do inverno do hemisfério norte, mais de 40 por cento da superfície terrestre estará coberta de neve.
Além de ser uma fonte importante de sustentação da vida da água, a neve também reflete a luz solar, o que limita a quantidade de calor da Terra absorve do sol.


Cliquem na imagem e tenham
um 25 de Dezembro frio e cosey para todos.

2003-2009

A propósito da notícia do Público recordei o percurso do Geografismos. Um projecto-ideia para acompanhar a minha casa às costas de eterno professor contratado. Um projecto-ideia arquitectado à prova de bala e, por isso mesmo, independente de qualquer estrutura escolar ou qualquer outro apoio mais ou menos institucional. Uma ideia-coisa que vive na net e depende exclusivamente da vontade do seu autor.

Tudo começou em 2003 e continuamos. Desse tempo, com o pessoal de Santa Clara que recordo com emoção - amarcord

evocar 2005

Geografismos no TOP 100 do E-learning Awards  

Em 2005 o Geografismos foi classificado entre os 100 melhores sites europeus dedicados à educação. Candidataram-se 33 países com 772 projectos on-line.

O projecto Geografismos concorreu em nome da Escola Secundária Luísa de Gusmão, mas, de facto, é resultado de trabalho saltimbanco feito desde o Inverno de 2003, em Évora.



Na imagem satélite é possível localizar os estabelecimentos por onde já ensinamos geografia - façam zoom para cada etiqueta ou cliquem na palavra «served by tagzania».

O Top 100 do Elearning Awards é o resultado do concurso organizado pela European Schoolnet e pretende:

The eLearning Awards aim at identifying and awarding excellent practice in using ICT for learning.

A European Schoolnet é uma parceria internacional de mais de 20 Ministérios da Educação europeus. Em 2005 os 772 candidatos foram avaliados por especialistas em educação de toda a Europa.

continuar a  ler aqui

Público - Estas escolas são das melhores a usar novas tecnologias

Público - Estas escolas são das melhores a usar novas tecnologias

Azeitão. Penafiel. MIT. E-Learning Awards. O ensino com novas tecnologias. Parabéns.

Lê-se no Público: Este ano houve 700 projectos, de 31 países, a concorrer ao prémio e-Learning Awards, que distingue o ensino com novas tecnologias. 2 escolas portuguesas ficaram entre os primeiros 50 lugares. Bravo

Público - Terceiro ciclo do ensino básico vai ter menos disciplinas

Público - Terceiro ciclo do ensino básico vai ter menos disciplinas


Uma consequência imediata do "excesso de disciplinas" é que as disciplinas associadas ao conhecimento (ciências, história ou geografia e afins) acabam por ter pouco tempo de aulas (apesar dos alunos terem um horário cheio). No caso de geografia, a mais sofrida e atacada no terceiro ciclo, existe um bloco de aulas por semana, 33 aulas num ano inteiro.

Uma consequência colateral da "redução horária" de disciplinas como geografia é que um seu professor arrisca, por norma, um total de 11 turmas em cada ano lectivo (para ter 22 horas lectivas, tal como prevê a lei).

Uma consequência deste "excesso de turmas" é leccionar para 300 alunos em média (considerando que cada turma tem quase 30 alunos) e, consequência da "redução de tempo" para ensinar, com um bloco de aulas por semana para cada turma, cada aluno acabará por ter aulas de péssima qualidade.

Ao ler a notícia, vaga, sem detalhes, imaginei que o reforço permitido pela anunciada redução seja, precisamente, nestas disciplinas, as mais ligadas ao conhecimento, que nos últimos nove anos têm estado em recessão...


"Se perguntarem aos alunos quantas cadeiras têm, muitos deles não saberão responder. E os pais também não" - lia-se na notícia do Público. E eu, professor, também fico também perdido com as quantidades.


nota posterior:

Público - Por favor, não cortem a minha disciplina!
"É infame que só tenhamos hora e meia de aula por semana", reclama Alberto Gaspar, da Associação Portuguesa de Professores de Inglês, para quem as áreas não-disciplinares devem ser "abolidas"

ver em youtube.com/watch?v=5PSNL1qE6VY

Férias e filmes, filmes e férias.
Sou um fanático de filmes. Tenho perdido quase tudo nos últimos quatro anos, mas está na altura de voltar aos bons hábitos e o álibi perfeito será este extraordinário Avatar. Boas férias.

porque existe inverno

[imagem flash in USA Today]


Porque existe o Inverno?
Cliquem nos nomes das estações do ano, na imagem, para verem a resposta.

o primeiro dia do inverno de 2009

Solstícios:
pontos da eclíptica em que o Sol atinge as posições máxima e mínima de altura em relação ao equador, isto é, pontos em que a declinação do Sol atinge extremos: máxima no solstício de Verão e mínima no solstício de Inverno. A palavra de origem latina (Solstitium) está associada à ideia de que o Sol devia estar estacionário, ao atingir a sua mais alta ou mais baixa posição no céu.
ver em Observatório Astronómico de Lisboa


Este ano o Solstício de Inverno teve inicio no dia 21 de Dezembro às 17h47m.

Este instante marca o início do Inverno no Hemisfério Norte, Estação mais fria do ano. Esta estação prolonga-se por 88,99 dias até ao próximo Equinócio que ocorre no dia 20 de Março de 2010 às 17h32m.

andré m.



caminhando contra o vento
sem lenço, sem documento
no sol de quase dezembro
eu vou
link
estou cansado

férias

Finalmente. As notas nos oitavos e nono anos estão óptimas. A turma revelação é o 8ºC. Faltam só as reuniões de notas (ok, diz-se avaliação sumativa). Farto de tanto papel e com alergia (temporária!) às TIC.

bingo !!

Acabo de chegar. Tratei da garantia do video-projector que fizera PUF!! e é coisa para daqui a um mês e, do mal o menos, é tudo tratado via garantia toshiba, via lojas fnac!!

Quanto a nós, sempre que conseguir apanhar o projector da escola...
mas digo-vos já, na condição de ter sido no ano passado o prof que mais requisitou o dito aparelhómetro, que esta é uma situação para esquecer: trata-se de um processo cansativo, irritante, chato e que nunca resulta bem.

Espero é que para o ano, com as obras terminadas e a Severim de Faria totalmente equipada, nunca mais volte acontecer uma «ocorrência técnica» deste tipo.

PUF !!

Oops. Os meus alunos já não poderão ter google earth nas nossas aulas de geografia; nem ter nada que implique uso de informática na sala de aulas.

Na Quinta-feira passada ao ligar o videoprojector à electricidade num contentor após uma noite de chuva... e PUF!! lá se ouviu um clique pífio sinal de morte súbita de electrodoméstico.
Hoje vou tratar da garantia do dito cujo e logo se verá.

O equipamento não é da escola é meu.
Quem me manda trazer material de casa? Agora voltamos à geografia com giz e apagador.

aula confusa no 9ºA

No primeiro bloco da manhã descobrimos uma poeira fina por todo o lado. Como se tivesse nevado dentro das salas e o ar nos amargasse a boca.

São as obras em curso na ESSF. O motivo provável foi a raspagem da tinta das paredes exteriores com jactos de areia. A consequência foi uma aula no exterior. As notas do teste um doce a compensar a confusão.

desligado

Tenho andado desligado porque estamos em época de avaliações; acumulei uma série de obrigações; nem sempre tenho net disponível; na escola nada funciona - são as obras

Público - A procura de qualidade no ensino

Público - Matrículas: O que os pais inventam para ter os filhos nas escolas que querem

Alugam casas por semanas, simulam divórcios, pedem à avó que fique como encarregada de educação. São várias as manobras a que os pais recorrem para matricular os filhos numa escola que não a da respectiva área de residência. In Público

Quem consegue praticar estas «invenções» consegue, a maior das vezes, livrar-se do fim do mundo.

É uma questão social. Obviamente, os filhos das classes trabalhadoras estão condenados a ficar nos fim-de-mundo educativos, porque não conseguem «escolher» o local da sua residência e, portanto, não conseguem fugir aos mecanismos de violência e facilitismo que os rodeiam.

É uma questão de cidadania. Porque é inexplicável a proibição de uma opção individual e livre, coisa que implica acesso a informação credível sobre as escolas (nota: já repararam que a maior parte dos moodles escolares estão fechados a sete chaves e os seus sites nada informam...)

dilemas na avaliação

A avaliação é uma coisa cheia de dilemas.

Por exemplo, no 9ºA e 8ºB tive que optar entre agendar os testes de avaliação para o mesmo dia que outras disciplinas já tinham marcado ou, não o fazendo, marcar o 2º teste muito próximo do 1º (este ano, optei por esta última hipótese).
Bem sei que alunos e pais protestam (com toda a razão) quando surgem avaliações sobrepostas mas a alternativa, a proximidade de datas, também é um belo sarilho...

Como Geografia tem apenas um bloco de aulas por semana, não há como fugir ao dilema.

national geographic - foca misteriosa


ver em http://www.youtube.com/watch?v=Zxa6P73Awcg


O fotógrafo Paul Nicklen da National Geographic recebeu presentes de um dos predadores mais perigosos do Ártico: durante 4 dias uma foca leopardo levou-lhe pinguins mortos para se alimentar. Um comportamento que fica por explicar.

Ler Nozick

A liberdade, diz Nozick, é contrária à imposição de padrões por parte do estado social, sejam quais forem esses padrões.


Finalmente a edição portuguesa

É um trabalho de referência em filosofia e teoria política. Com Nozick a questão libertária ganhou coerência e respeito intelectual e este «Anarquia, Estado e Utopia» de 1974, foi fulcral.
O Estado mínimo... Para mim uma afinidade ideológica e afectiva e com muito amarcord.


ler recensão em criticanarede.com/nozick.html
ler recensão em Nozick, filósofo da liberdade

Público - Alterar as alterações climáticas

Público - O campeão do clima volta à carga

É o último livro de Al Gore. Prémio Nobel da Paz em 2007, Óscar para o melhor documentário em 2007. Depois de ter captado a atenção do mundo para a crise climática, volta à carga com um novo livro em que enumera as soluções para salvar o planeta.

Uma referência na actual cultura pop e, por isso, uma recomendação para as bibliotecas escolares.

Público - Nova edição da Bíblia

PUBLICO.PT - “Bíblia para todos”, com texto simples e acessível, é lançada hoje



"A Bíblia para todos é a tradução mais actual da Bíblia em língua portuguesa, feita por uma equipa de especialistas de várias tradições cristã de reconhecido mérito académico, a partir de textos em hebraico, aramaico e grego.

O padre Carreira das Neves, o único elemento ainda vivo da equipa que em 1972 começou a tradução interconfessional dos textos sagrados.


Esta é uma edição recente, feliz e em ruptura com um modo de sentir e pensar o mundo da impressão de livros sagrados.

A questão da bíblia enquanto livro impresso, o livro objecto em si, impediu-me, até agora, de ter nas mãos um dos livros mais decisivos da nossa cultura. Todas as outras edições são aos meus olhos capas e folhas sem graça, meio sinistras meio mau gosto.

Como se pode constatar na imagem do post esta «A Bíblia» é um livro-objecto, que irradia luz, a milhas de distância de uma certa tradição foleira na arte de imprimir livros religiosos - finalmente uma outra mundivisão. Viva pois.

Portugal destruído

Público - Bicentenário das Linhas de Torres começa a ser celebrado em Sobral de Monte Agraço



As comemorações oficiais do bicentenário das Linhas de Torres, estrutura defensiva constituída por 177 fortes e redutos que impediu as tropas francesas de Napoleão Bonaparte de invadirem Lisboa em 1811, arrancam, na próxima quinta-feira, em Sobral de Monte Agraço.

Erguida em "segredo", esta rede de fortes, redutos e baterias estendia-se por duas linhas principais compreendidas entre a zona do Tejo (Alhandra) e a costa atlântica e incluía duas linhas mais pequenas nas zonas de Oeiras e Almada. "Estrategicamente localizadas no alto das colinas, reforçando os obstáculos naturais do terreno", estas fortificações "controlavam os acessos principais para a capital" e as Linhas de Torres são referidas por muitos especialistas como "um dos mais eficientes sistemas de fortificação no campo da história militar".


Há 200 anos atrás a engenharia militar fez uma das melhores, rápidas e baratas obras de defesa. Os franceses vinham aí pela terceira vez. Portugal foi destruído e posto a saque entre 1807 e 1811.

especulações

«- Os professores do 5º e 7º ano têm questionado, frequentemente, porque lhes chegam às mãos tantos alunos a ler e a escrever mal»
«- [A]qui no 1º Ciclo, temos cotas para retenções. Assim, somos forçados a transitar os alunos independentemente das suas capacidades».

Tudo isto é especulativo. Nunca ouvi falar em cotas de alunos a chumbar.
Alguém pode confirmar isto?

Público - História de Portugal em 900 páginas

Público - História de Portugal revista e condensada

"Rui Ramos, Nuno Gonçalo Monteiro e Bernardo Vasconcelos e Sousa escreveram uma nova síntese da História de Portugal" divulgou hoje o PÚBLICO.

Um livro para alunos atentos a estas coisas.
Estará à venda em breve - uma desculpa para irem com pessoal amigo às lojas fnac ou assim - qual será o pai que resiste a um pedido destes?

jogos básicos


ver em www.neave.com/games/asteroids

Uma pausa num fim de semana a corrigir testes.
Asteroids foi um dos primeiros jogos electrónicos no mundo. Joguei-o muito quando frequentava o sétimo ano - jogava-se no Faraó em Almada.

Nesta recreação usam-se as teclas «pausa» para disparar e as «setas de direcção» para mover a nave.

aulas

Foi uma semana de testes para o pessoal dos meus oitavos e nono anos de geografia.
Gosto muito dos meus alunos. As aulas estão a ficar intensas, emocionalmente intensas e, espero bons resultados. No 8ºD parece-me que haverá bons resultados mas temos de serenar e encontrar o nosso Norte no tumulto das ansiedades (pelo menos deu para ter a aula de revisões mais participada e bem disposta dos últimos anos).

nota:
No 8ºB (única turma com testes já entregues) já cá canta um 100% e espero outros mais.

Público - Morreu o antropólogo que mudou o mundo

Público - Morreu o antropólogo que tirou a palavra "selvagem" do vocabulário

Claude Lévi-Strauss faleceu em 1 de Novembro de 2009.
Escreveu muito e escreveu o mais importante livro de viagens de sempre, que começava com a seguinte declaração: «Detesto livros de viagens» e com isto mudou o século XX e mudou, certamente, a minha vida pessoal - Tristes Trópicos

Tristes trópticos é um relato amargurado e brilhante sobre mundos e culturas que colapsavam em plena selva amazónica nos idos de 1955. Aparentemente, apenas um livro de viagem com inúmera narrativa etnográfica, mas, com reflexão epistemológica; análise comparativa de religiões, mitologias e reflexões sobre o sentido de progresso e de civilização.

the night


ver em http://www.youtube.com/watch?v=ev3h4Ifo48M

a menina boa


Lá muito atrás, durante umas aulas de Área de Projecto andei a trabalhar um pequeno conto com um aluno com sérias dificuldades cognitivas. Dei-lhe o texto e os desenhos originais, ele adaptou-os usando o Paint do Windows e copiando à escala alguns desenhos.

Para o ZB copiar palavras do quadro negro para o caderno já era um feito notável (que eu visse, tinha o feitos, pela primeira vez, umas semanas antes). Inevitavelmente o trabalho acabou por ficar «original» q.b. (ou para alêm disso). Entretanto, descobrimos um concurso da Câmara Municipal de Évora para estudantes do concelho. O tema sugerido era «Combater a toxicodependência». Participámos.

Tratou-se de uma «adaptação» de um original de Luísa Ducla Soares de 1985:
A menina boa.

















nota:
Acrescento que para o publicar no Geografismos tive de redimensionar e tratar as imagens desenhadas pelo ZB

Público - Exmo. Sr. Não autorizo aulas de educação sexual

Público - Exmo. Sr. Não autorizo aulas de educação sexual


Hoje fui informado de carta similar entregue aqui, na Severim de faria. Concordo.

Sempre concordei. Já nos tempos da Charneca de Caparica, Almada, recusei fazer «Educação sexual» nas, então, minhas aulas de formação cívica (por acaso para uma turma fantástica, que me deixou imensas saudades, e que provavelmente não me levantaria dificuldades a uma eventual «educação sexual» - um Xis para o pessoal do então 7ºC;)

Oponho-me em primeiro lugar por pudor.
Em segundo lugar pela liberdade dos meus alunos e suas famílias, além de que não consigo aceitar para mim o papel de educador sexual - diz a poética das coisas importantes, que sobre o que não podemos falar, devemos calar.
Em terceiro lugar porque assumir a educação da intimidade, dos afectos e da sexualidade é abrir uma caixa de pandora.

Encaro, inclusive, a situação como uma agressão. Um novo tipo de fascismo social que mexe e manipula os mais ínfimos pormenores da vida e da liberdade de cada um de nós a pretexto de intenções bem intencionadas. E, se não me engano muito, a escola actual é um local cada vez menos livre e cada vez mais triste, com intromissões legislativas constantes sobre os mais íntimos e os mais pequenos nadas...

mapa da europa



ver em www.sheppardsoftware.com

Jogos de geografia.
Um jogo fácil para localizar países e regiões num mapa da Europa. Útil para o teste de oitavo ano.

cuspir no chão

Achei demais o projecto dos alunos de Sampaio, Sesimbra:
Cuspir No Chão.

Assim, sem mais nem menos. Cuspir no chão.
Faz-me voltar uns trinta anos atrás, a uma Lisboa ainda meio-rural com tascas de chão forrado a serradura, uma Lisboa de gargantas empedernidas pelo catarro de tabaco rasca. Cuspiam por todo o lado.

Prometo seguir com atenção a evolução deste projecto.
Curiosamente, aqui em Évora, à medida que o Inverno se aproxima ainda se ouvem as cuspidelas rascas. Tenho reparado até que a coisa tem áreas preferenciais e de maior ocorrência: no Largo das Portas de Moura, por exemplo, pára por vezes um senhor de traje negro (padre?) que inferniza tudo e todos com a sua cuspidela cavernosa... enfim, em trinta anos Portugal mudou muito e não mudou muito.


Estes alunos de Sesimbra e, muitas vezes, esta Évora Antiga atiram-me para um estado de místico Amarcord - o filme de Fellini

Portugal melhor a começar

Equipas pré-inscritas: Ensino Secundário - Região Sul
Equipa: Bio? Lógico!
Escola: Escola Secundária Gabriel Pereira - Évora
Projecto: Alimentação saudável nos mais novos


Equipas pré-inscritas: 3.º Ciclo - Região Sul
Equipa: Verdinhas
Escola: Secundária de Sampaio - Sampaio - Sesimbra
Projecto: Cuspir para o chão


Alguns exemplos de propostas.
A saudar o pessoal do secundário cá de Évora que concorre pela Gabriel Pereira - boa escola, bom trabalho.

faz Portugal melhor

Já estamos inscritos no concurso do Ciência Viva.
Conto com pessoal voluntário do 8ºD (quatro destemidos) e do 9ºA (um sábio de outros tempos).

Por acaso a inscrição foi feita em plena reunião do 8ºD (belo lugar para apanhar net sem fios, mas foi assim mesmo)

testes de geografia


ver em www.youtube.com/watch?v=7tcLjeaFk7s


Em 2006 o pessoal de Geografia na Secundária Luísa de Gusmão, Lisboa, também fazia um teste de avaliação. Estarão, hoje, no 11º e eu mando-lhes um abraço.

testes de avaliação

Esta semana a maior parte dos meus alunos tem testes de Geografia.
Boa sorte

nota:´
Este ano desejo 174 Boas Sortes para 174 boas almas.

Are You Experienced



ver em http://olamtagv.wordpress.com/2008/02/25/a-perigosa-experiencia-da-origem/


"Leni Riefenstahl interessou-se pelos Nuba depois do seu contacto com uma fotografia de George Rodger, um dos fundadores da Magnum.

Nessa fotografia de lutadores Nuba publicada pela National Geographic em 1951, o vencedor surge-nos aos ombros do vencido, numa dramatização do poder e da derrota que nos poderá parecer destituída de qualquer mínimo civilizacional.

Riefensthal terá talvez encontrado aí um índice perfeito da glorificação do corpo e da política-pelo-corpo [...]"
in Os Livros Ardem Mal




O blog OLAM (Os livros ardem mal) é excelente.
Para quem gosta de palavras, filmes e, outra vez, palavras. O que aqui se cita é escrito por luís Quintais e raro na sua qualidade.

Uma citação e um link a pensar em um ou outro aluno mais atento.



nota:
Leni Riefenstahl (1902-2003) é uma cineasta maldita associada à estética nazi. Incontornável para quem se interessa por cinema e arte

portugal muito ok


ver em http://www.cienciahoje.pt/files/32/32646.pdf

Vou propor duas equipes de alunos para o concurso e pode haver mais ou poderá haver uma fusão. Creio que no 9ºA e, pela certa, no 8ºD. tudo muito ok. Num intervalo falaremos !!

países europeus


Um jogo de Geografia cujo objectivo é localizar países europeus. Devem pegar na silhueta cinza de um país e largá-la em cima do mapa amarelo da Europa. Se não acertarem devem voltar a tentar.s

nota:
Este game é para treinarem o primeiro teste de geografia de oitavo ano e nono ano. Aliás, em todos os testes haverá mapas e países para localizar.

vista de rua por todo o lado




ver em www.youtube.com/watch?v=5Ls4kTfHL4s


O Google Earth e o seu carro fazedor de «Vista de Rua» estiveram em Évora. Muito Ok.

concursos

Hoje, depois do jantar vou ler com atenção os regulamentos dos concursos dedicados aos alunos

google earth em Évora

Na Quinta-feira passada cruzei-me com o carro do Google Earth cá em Évora. Foi na circundante à muralha para os lados da Porta Nova e era um opel corsa com um ferro negro fixado no seu tejadilho e artilhado de cãmaras...

Já antes, vários alunos asseguraram-me terem avistado carros do Google Earth. Eu só tive pena de não ter feito um «Big Olá» para a posteridade do «vista de rua».

nota:
Se por acaso se cruzarem com o Google Earth façam um olá para nos podermos ver numa bela vista de rua eborense.

às vezes sou assim



ver em www.youtube.com/watch?v=uceVhIgNGVg

O mestre Fellini retratou assim os seus tempos de aluno, com professores magistrais no meio de uma pobreza encantada. E eu acho que me acontece o mesmo.

Por vezes as minhas aulas também se transformam num autêntico vazio magistral - hoje, por exemplo, fui pedir um marcador ao contentor do lado depois de ser magistral durante um bom quarto de hora...

desnorteado com o e-escolas

Aqui o vosso professor de geografia perdeu o norte, está desorientado, anda perdido. Tudo por causa da "internet e-escolas" que apesar dos muitos e muitos euros pagos só funcionou um par de horas, por causa do maldito "apoio técnico e-escolas" via telefone, e, por causa do "pc e-escolas" que pifou...
Feitas as contas não compensa

soluções


ver em www.ubuntu.com

Aos poucos passo-me para o sistema Linux.
Eficaz e rápido e com imensa atitude. É grátis e livre como deve ser livre a internet, e sem vírus (pois é, nem sequer há anti-vírus no Linux).

Dentro da tribo Linux optei pelo Ubuntu.


nota:
E só não migro totalmente para Linux porque tudo na escola depende da Microsoft... Não compreendo como os serviços públicos não usam estes softwares livres, mas enfim...

choque tecnológico

Outra vez o meu choque tecnológico. Sexta passada o meu pc de trabalho pifou. Era um e-escolas sem graça e cuja ligação à net só me deu, dá e dará prejuízo (ainda me faltam dois anos de «ligação»» obrigatória, mas que apenas pude usar no total umas quantas horas).

Não sei se foi vírus, se foi morte física. Acho que vou esquecer o assunto e pensar num equipamento à séria.

oitavo ano de geografia

Os testes de avaliação. No oitavo ano de geografia amanhã já temos testes. E como é o primeiro, é previsível o que vos vou dizer: sai tudo o que trabalhámos nas aulas.

1. Distribuição da população mundial
2. Crescimento da população: fases e ritmos de crescimento
3. transição demográfica
4. Principais indicadores demográficos
5. Localizar países europeus num mapa (uma obsessão minha)

do Brasil, uma notícia



ver em http://revistaescola.abril.com.br/planejamento-e-avaliacao

No fim da tarde de um sábado de maio, os funcionários da Biblioteca Municipal de Seixal, a 30 quilômetros de Lisboa, organizavam as estantes de livros. Embora esse fosse o procedimento-padrão antes de encerrar o expediente, naquele dia a arrumação tinha outro motivo: receber um grupo de 20 meninos e meninas, entre 8 e 11 anos, que iriam passar a noite ao lado dos livros. Oito e meia da noite era a hora marcada para começar a exploração de um ambiente repleto de saberes, com muita leitura e contação de histórias, e que só terminaria na manhã seguinte.

Ao chegar, para que todos se conhecessem, nada de apresentações formais. Os pequenos preencheram os crachás uns dos outros. Enquanto Diogo, o mais velho do grupo, fazia o de Beatriz, ela revelou uma de suas leituras preferidas: a poesia portuguesa de José Jorge Letria. Sabe por quê? "Porque ele me faz sentir bem", explicou, do alto de seus 8 anos.


Que surpresa. Durante uns bons anos fui utente assíduo desta biblioteca e, já então, os seus serviços eram cinco estrela e assim continuam, pelos vistos.

Uma noite na biblioteca. Uma iniciativa da C.M. do Seixal

Parabéns!

punk da periferia por Cibelle


ver em http://www.youtube.com/watch?v=I19MorTFZV4


Lá atrás, todos os meus amigos foram Punks da Periferia.
Nesses tempos em que todo o país foi Periferia, em que a modernidade começou a ficar muito americanizada, muito Punk.

Antes e agora continuamos os mesmos. Cá, em Portugal, como no Brasil a modernidade possível é Punk da Periferia.

A interpretação deste tema do Gilberto Gil feita por Cibelle é uma justa homenagem e, na minha cabeça, um elegante hino a esses outros tempos que ficaram lá atrás - nos meus verdes anos.
Sou um punk da periferia
Sou da Freguesia do Ó
Ó
Ó, aqui pra vocês!
Sou da Freguesia

Transo lixo, curto porcaria
Tenho dó
Da esperança vã da minha tia
Da vovó
Esgotados os poderes da ciência
Esgotada toda a nossa paciência
Eis que esta cidade é um esgoto só
(...)

Punk da Periferia
Gilberto Gil

ferramentas on-line

Actualmente, com o Google Earth e mais um ou dois links é possível fazer Geografia com elevada qualidade - vejam os posts anteriores como exemplo.

Sem dúvida, o trabalho de um professor passará por saber seleccionar com muito cuidado as fontes a usar e, sobretudo, evitar os websites-lixo sem referências credíveis.

É claro que a língua inglesa é necessária; o que não é um obstáculo mas um incentivo para levar a aprendizagem desta disciplina ainda mais a peito. E nem me parece razoável criticar a falta de «traduções» destes trabalhos, parece-me, isso sim, ser interessante levar para a sala de aula as melhores referências deste mundo e, aí, trabalhar o que haja a traduzir.

População mundial

Population Reference Bureau > World Data > Population Trends

A excelência na sala de aulas.
Podem confirmar nos últimos posts a qualidade dos materiais deste Population Reference Bureau.

6 indicadores demográficos para 2009



taxa de fecundidade
in http://www.prb.org









taxa de crescimento natural
in http://www.prb.org









esperança média de vida
in http://www.prb.org










taxa de mortalidade infantil
in http://www.prb.org









taxa de mortalidade
in http://www.prb.org









taxa de natalidade
in http://www.prb.org

taxa de natalidade em 2009





ver em http://www.prb.org




nota sobre as fontes dos dados:
"The rates and figures are primarily compiled from the following sources: official country statistical yearbooks, bulletins, and websites; United Nations Demographic Yearbook, 2005 of the UN Statistics Division; World Population Prospects: The 2008 Revision of the UN Population Division; Recent Demographic Developments in Europe, 2005 of the Council of Europe; and the International Data Base and library resources of the International Programs Center, U.S. Census Bureau." in
www.prb.org/Datafinder/DatafinderSources.aspx

taxa de mortalidade em 2009





ver em http://www.prb.org




nota:
Encontrar dados demográficos actuais para todos os países do mundo é uma dificuldade tremenda. O trabalho que este americano Population Reference Bureau oferece a todos os internautas do mundo é complexo, é serviço público e é uma lição sobre o que deve ser um serviço público. As suas fontes são credíveis como se pode ler:

"The rates and figures are primarily compiled from the following sources: official country statistical yearbooks, bulletins, and websites; United Nations Demographic Yearbook, 2005 of the UN Statistics Division; World Population Prospects: The 2008 Revision of the UN Population Division; Recent Demographic Developments in Europe, 2005 of the Council of Europe; and the International Data Base and library resources of the International Programs Center, U.S. Census Bureau." in www.prb.org/Datafinder/DatafinderSources.aspx

ossos no centro histórico de évora



ver em http://www.youtube.com/watch?v=rzMsNtI2d2Y


No filme podem ver uma escavação arqueológica ocorrida ao longo do Verão de 2009, no largo Mário Chicó, junto à fachada norte da Sé de Évora.

Por informação directa dos arqueólogos presentes sabemos que foram encontrados inúmeros esqueletos e vestígios datados do século XVII mas, porque o lugar sempre foi densamente povoado, é provável encontrar vestígios de épocas anteriores.

No post anterior podem ler uma pequena foto-reportagem para divulgar entre alunos

esqueletos a um palmo do chão








A escavação arqueológica ocorreu ao longo do Verão de 2009, no largo Mário Chicó, junto à fachada norte da Sé de Évora.

Por informação directa dos arqueólogos presentes confirma-se que foram encontrados inúmeros esqueletos e vestígios datados do século XVII mas, porque o lugar sempre foi densamente povoado, é provável encontrar vestígios de épocas anteriores.


"Não é uma vala comum. A quantidade de enterramentos humanos deve-se ao uso do espaço como cemitério nas proximidades da Sé catedral sendo prática normal até ao século XIX. Tratando-se do principal cemitério antigo da cidade de Évora, em época Medieval e Moderna, é habitual a grande concentação de sepulturas da população urbana num espaço tão reduzido. A época do cemitério ainda não está definida, integrando-se na época moderna (provavelmente séc. XVI-XVII.

A escavação continuará até atingir o substtrato geológico do lugar, pelo que se prevê descobrir fases mais antigas da ocupação da cidade de Évora (época Romana e época Medieval)"

adaptado da nota informativa de Félix Teichner, empresa Arkhaios, afixada no sítio da escavação.




Continua... [ link ]



crescimento exponencial




Escalas e tamanhos. Do muito pequeno (10^-18 metros) ao muito grande (10^25 metros).
A progressão é exponencial (um crescimento muito rápido...)

«Potências de Dez» foi produzido em 1977 e, sendo um filme de culto, é, também, um dos melhores exemplos do que é produzir materiais didácticos. Consulta interessante na Wipedia: «Powers of Ten».


nota:
Uma escala é um método de ordenação de grandezas físicas que permite a comparação. Em cartografia uma escala é uma relação existente entre as medidas no mapa e as distâncias correspondentes no terreno.

área de estudo da comunidade


ver em http://www.rita-titinha.blogspot.com


O ano passado estreei-me nos cursos profissionais. Na imagem em cima o blog da Rita, minha aluna em Área de Estudo da Comunidade.


Sem manual, materiais ou apoios, foi, é e será, um mundo oposto ao comum dos cursos secundários habituais: não há anos lectivos concluídos (há módulos a cumprir), não há notas finais negativas (os módulos podem é ficar por cumprir), ninguém pode faltar às aulas (serão repostas posteriormente), e, com um programa da disciplina meio provisório, cada docente que «crie» as suas aulas...

Acabou por ser uma experiência e tantos (quem conhece os cursos profissionais sabe do que falo...). Tentei evitar os testes de avaliação e avancei com trabalhos de projecto.

Alguns alunos optaram por publicarem, nos seus blogs, notas e algumas pesquisas feitas ao longo das aulas - realce para os «objectivos de trabalho» de cada aula e que podem ser interessantes para quem anda com esta pêra-doce nas mãos.

a população jovem no concelho de Évora

PDM de Évora - Estudos de caracterização do território - Anexo I Caracterização demográfica - 2007


Os PDM (Planos Directores Municipais) são uma referência para aulas de geografia e não só...

Na disciplina "Área de estudo da Comunidade", curso de Animador Sociocultural, o PDM de Évora será uma ferramenta para o nosso trabalho em curso nos Módulos 6 e 7 que congrega os temas «jovens» e «mercado de trabalho».


nota:
Este pdf é para juntar aos já sugeridos. voltar aqui e consultar com regularidade.

Portugal - 5 de Outubro



ver em www.flickr.com/groups/coresdeportugal/pool


5 de Outubro é dia da República, 1910, e é dia do nascimento de Portugal, 1143.

excelência no ensino em Portugal


Hoje o Público deu uma boa notícia:
A Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa [FE.UNL] tem o melhor mestrado do mundo em gestão internacional e ocupa o primeiro lugar do ranking que o «Financial Times».

Esta boa prestação foi obtida com o programa do CEMS (Community of European Business Schools and International Companies) e que a Nova passou a oferecer desde Agosto. A FE.UNL é a representante portuguesa no CEMS, uma aliança estratégica entre escolas de gestão de topo - apenas uma por país - e grandes empresas multinacionais cujo objectivo é o estabelecimento de um padrão global de excelência no ensino de mestrados.



Video do OPEN DAY. Os alunos do ensino secundário puderam ver de perto o que é estudar na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa: os programas que oferece, vida académica e experiência dos actuais alunos.
ver em http://www.youtube.com/watch?v=-451pmB0BrI



Canal da FE.UNL no youtube em http://www.youtube.com/user/FaculdadeEconomiaUNL

O programa do CEMS foi considerado o melhor pelo jornal económico britânico e ultrapassou o mestrado da HEC Paris (École des Hautes Études Commerciales) que ocupava, desde 2007, o primeiro lugar.

CIA World Factbook de 2007 no Google Earth


baixar o kmz do World Factbook

Para quem tem o Google Earth eis a lista de todos os países do mundo. Com a devida localização, bandeira, características e links com imensa informação geográfica, económica e política.

A fonte é o CIA World Factbook de 2007. É mesmo CIA, como nos filmes


Nota:
O CIA World Factbook é uma obra de referência em geografia. As suas fontes são diversas:
"Information is provided by Antarctic Information Program (National Science Foundation), Armed Forces Medical Intelligence Center (Department of Defense), Bureau of the Census (Department of Commerce), Bureau of Labor Statistics (Department of Labor), Central Intelligence Agency, Council of Managers of National Antarctic Programs, Defense Intelligence Agency (Department of Defense), Department of Energy, Department of State, Fish and Wildlife Service (Department of the Interior), Maritime Administration (Department of Transportation), National Geospatial-Intelligence Agency (Department of Defense), Naval Facilities Engineering Command (Department of Defense), Office of Insular Affairs (Department of the Interior), Office of Naval Intelligence (Department of Defense), US Board on Geographic Names (Department of the Interior), US Transportation Command (Department of Defense), Oil & Gas Journal, and other public and private sources".

as cidades mais populosas do mundo

Em Outubro de 2009 a ONU estima que as 6 maiores cidades do mundo têm mais habitantes do que Portugal inteiro. Reparem a relativamente «modesta» posição de Nova Iorque...

nota:
A estatística internacional é em inglês pelo que a apresentação dos valores é irregular segundo a norma portuguesa que obriga a ler bilião como «mil milhões» e o separador de milhar é a vírgula e não o ponto (2,200 lê-se, em inglês, como dois mil e duzentos).


top + da população absoluta




Listagem dos países e territórios com maior número de habitantes em Outubro de 2009 segundo a ONU.
Há, contudo, países que apesar de estarem neste «top mais» da população passam para o «top menos» no que respeita à concentração populacional (densidade populacional); veja-se o caso da Rússia...


nota:
A estatística internacional é em inglês pelo que a apresentação dos valores é irregular segundo a norma portuguesa que obriga a ler bilião como «mil milhões» e o separador de milhar é a vírgula e não o ponto (2,200 lê-se, em inglês, como dois mil e duzentos).