A minha vergonha

Para obrigar-me a dar continuidade a este blog e não passar vergonhas com as longas ausências da net arrisquei comprometer-me formalmente com a sua execução nalguns dos famosos "objectivos indivuais do docente". Ó diabos, ou vai ou racha.

O irónico é que o geografismos tem falhado por excesso da burocracia escolar: o ano passado porque fui professor de 277 alunos e fui submetido a uma avaliação do desnpenho docente. Este ano as dificuldades diversificaram-se: a escola portuguesa está doida e tenho um lote infindável de materiais de secundário para preparar ( cada turma, uma matéria diversa: cursos profissionais, disciplinas várias, vários níveis, etc, etc...).

Ironicamente penso usar a burocracia da avaliação dos professores para obrigar-me a continuar aqui - paradoxos...