A eficácia das novas tecnologias


Só neste ano lectivo a minha colecção de fiascos já vai em meia dúzia: os cabos, as ligações, os botões, os sons, o hardware, etc. - Texto de luís Palma de Jesus

O que é pena. Porque eu sou daqueles que ainda acredita que se poderia aprender e apreender muito com as "novas tecnologias", mesmo na sala de aula! Mas espero que uma aula menos boa não seja meio caminho para a desistência! :) - Texto do leitor Telmo

Comentários ao post Aulas com tecnologias são um fiasco
In
http://geografismos.blogspot.com/2007/02/aulas-com-tecnologias-so-um-fiasco.html


Boas palavras Telmo. Contudo é vasta a colecção dos meus desaires: uns quantos acontecem devido a motivos técnicos insignificantes mas capazes de estragarem as aulinhas; depois há ainda um outro tipo de dificuldade relacionada com o incrível desbaratar de tempo e energias para obter resultados tão pobrezinhos ao nível das «aprendizagens» dos alunos.

Criar bons conteúdos e usar «novas tecnologias» é um bom caminho para «aprender e apreender muito». Concordo e tento fazer o meu melhor. Tal como o Telmo, também eu acredito e, por isso mesmo, existe este Geografismos-blog, mas devo confessar que sou muito pouco lido pelos meus alunos.

Tenho a impressão de trabalhar as «tecnologias» em vão. Sei que a maioria dos meus alunos, talvez uns dois terços, não me lê. Apenas uma pequena minoria, muito pequena minoria, aproveita os ditos «recursos tecnológicos» que lhes ofereço. Valerá o esforço?... O que fazer? Não tenho uma boa resposta, mas por cá continuarei. É assim a vida :-)

nota:
Este post foi escrito nos intervalos das aulas, pelo que só agora, no fim da tarde, consegui corrigi-lo e completá-lo.