Ar líquido 3
"pedir a um homem que nunca se distraia"

[ ... ] Durante anos ela pode seguir um poeta, doméstica e fabulosa, familiar e inquietante, com frequência uma imagem da primeira infância, o nome estranho de uma árvore, a insistência de um gesto. Espera com impaciência que a preencha a revelação.
[ ... ]
Pedir a um homem que nunca se distraia, que se subtraia sem descanso ao equívoco da imaginação, à preguiça do hábito, à hipnose do costume, a sua faculdade de atenção, é pedir-lhe que actue na sua máxima força.
É pedir-lhe uma coisa próxima da santidade numa época que parece procurar apenas, com cega fúria e arrepiante sucesso, o divórcio total da mente humana em relação à sua faculdade de atenção.
Cristina Campo, “Os Imperdoáveis”


A Cristina Tavares escreve o Ar líquido 3 que é para mim um blog de culto. Não tenho hábito de lhe escrever comentários mas gosto muito de a ler.
Na forma impressa a Cristina escreve originais, no formato on-line escreve citando e recriando. A colagem, a escolha, a citação podem falar e ter uma imensa força poética.

Sem comentários: