Descuidos

Fui descuidado com o geografismos. Mas não houve vagar (estou a ficar muito alentejo;) com tanta avaliação, tanto aluno e uma filha linda que não me deixa levar muito trabalho para casa.

Espero aproveitar ao máximo os tempos mortos cá na escola para retornar à escrita no geografismos

Fim

É o fim das aulas com alunos. Ficam os exames nacionais - todos os dias pelas 8h30 cá estarei na Severeim de Faria... - mais as reuniões de avaliação sumativa - são as notas do ano, pois então.

Espero ter tempo útil para reformular as aulas para o próximo ano. Aliás, o facto de poder prever mais ao menos onde fico a leccionar, e saber, mais ao menos, com que turmas vou trabalhar irá permitir-me preparar algumas boas surpresas e, de caminho, ser um pouco mais eficiente...

Melancolia




OLAAA Nao se se recorda, mas qd deu aulas no pinheirinho, na turma do 7ºa, haviam duas alunas a Ana Rita e a raquel.. viemos desejar lhe um bom verao de 2007!!! boas ferias

Claro que sim!! Foi um ano muito forte e bom. Nem dá para acreditar mas quando escolhi este clip com som dos AIR foi a pensar justamente nesses dias tão emotivos.

Não posso esquecer, nunca esqueço que foi com o Pinheirinho, e também, com Santa Clara que o Geografismos apareceu e, também, as minhas aulas de geografiabrilharam um pouco mais...

Hoje nas TIC

Foi com o 10ºSH e o 11ºSH2 que voltei a ligar-me. Chove lá fora e usamos t-shirts. Um dia melancólico.

Ontem ou antes o Rui P. convidou-me para uns workshops, para mim muito afectivos, e pertinentes no ponto de vista de TIC e aulas - uma acção do EDUCOM no Monte de Caparica, Almada. Com pena não posso contribuir. Um abraço saudoso e melancólico.


Felicidade

Feliz. Muito feliz. É por esta imensa boa vontade, que não blogo, não leio a net, não faço o geografismos, nem leio assiduamente os mails.

Aliás, recebi uns mails extraordinários de leitores que vou responder na próxima semana - peço imensas desculpas mas vou fazer o meu melhor mal volte a casa e à net.

Teresa-Prof

O trabalho da Teresa tem sido excepcional. Lá nos idos do Pinheirinho, em 2004, EBI Charneca de Caparica, conheci a Teresa. Já desenvolvia uma actividade imensa à volta da net, agora, a coisa ainda está mais crescida: O seu blog Matriarca é o Blogicamente que é, digamos, o seu BI Espiritual, e ao qual se juntam outros blogs mais dirigidos às aulas: o O sítio da prof. Teresa, o Na Biblogteca; o Arquivos Audio da Prof. Teresa e o Um Percurso - com relatos sobre a sua Tese de Mestrado em Ciências de Educação (Tecnologias Educativas).

Um super bem haja!

Olá mundo

Tanto, tanto tempo. Saudades a todos.
Viram os comentários? Agradeço a vossa atenção - e, com o estes meus descuidos, já perceberam que tenho andado meio net-desligado.

Um especial viva para a Teresa que voltou a ser mamã.

FALAR DE BLOGUES NA EDUCAÇÃO

José Carlos Abrantes, provedor dos Leitores no Diário de Notícias, e a livraria Almedina organizaram o ciclo Falar de Blogues. Ontem fui lá conferenciar e correu tudo muito ok. Trocámos experiências e algumas inquietações pedagógicas.

Mostrei imagens do geografismos e de outros blogs virados para o trabalho directo com alunos. Elogios ao CLIP - Educação Tecnológica, Blogicamente, Na Sala de Aula entre outros

Pós-Férias

As férias da Páscoa foram Totalmente Demais. Só agora tenho a paciência necessária para voltar ao geografismos.

É claro que as novidades acumularam-se por todos os cantos - como já explica o título deste post, as suas causas foram as melhores...

Human Behaviour




i lov bjork

Páscoa

Desejo-vos a melhor Páscoa do mundo.

nota:
A reunião com os pais do pessoal do 7B foi óptima, com assuntos muito pertinentes. Irei disponibilizar o pdf da legislação sobre faltas logo que possível.

A fugir

Imaginava postar hoje as notas, mas é impossível. Acabo de jantar e estou de malas feitas. Durante uns dias vou estar sem net.

Notas sumativas em breve

As notas do 2º período de geografia serão publicadas em breve. No fim da tarde vou secretariar uma reunião do 7B e redigir respectiva acta, será logo depois é que poderei postar.

Um game tranquilo



[in Miniclip.Com - Shangai-Mahjong]


Este Mahjong tem umas cores vibrantes, tal como eu gosto, e é fácil de jogar: basta encontrar «pares de pedras». Cliquem na imagem para um game.

Biblioteca Pública de Évora

Leituras de Ciência, Artes e Sociedade: Com esta nova actividade, a Biblioteca Pública de Évora pretende trazer a Évora figuras de relevo dos vários quadrantes da nossa sociedade, abarcando áreas que vão desde a Ecologia à Arquitectura, passando pela Astronomia ou a Física.

BIBLIOTECA PÚBLICA DE ÉVORA. (2007). Leituras de Ciência, Artes e Sociedade.
Consultado em 28-03-2007. No site Biblioteca Pública de Évora On-Line. Website: http://www.evora.net/bpe/Actividades/Leituras/Leituras.htm


A Biblioteca Pública de Évora não só é uma das mais bonitas e importantes bibliotecas do país, como tem actividades interessantes e pertinentes.

Na Biblioteca de Évora fala-se de Ambiente

Recebi novidades na caixa do correio:

Na próxima Quinta-Feira, 29 de Março, pelas 21h30, Viriato Soromenho Marques vai estar na Biblioteca Pública de Évora para falar de Ambiente.

Viriato Soromenho Marques é catedrático de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e activista no movimento associativo ligado à defesa do ambiente (antigo dirigente da QUERCUS - Associação Nacional de Conservação da Natureza).

Os temas do falatório serão “Éticas e Políticas Ambientais”, “Uma Verdade Inconveniente”, “Alterações Climatéricas em Portugal” ou “Um Só Mundo. A Ética da Globalização”.

A entrada para esta iniciativa é gratuita mediante inscrição prévia. Mais informações ou esclarecimentos poderão ser prestados através do nº 266 769 330

Reuniões para avaliação sumativa

Depois da tempestade a bonança. Seriam férias não fosse as inúmeras reuniões de avaliação e papelada inerente.
Nestas férias da Páscoa ambiciono ter vagar para rever a planificação das aulas e outros diversos.

Nota: a reunião do 7B vai começar... até já.

Equinócios e Solstícios animados

[imagem flash in USA Today]

A Primavera [Spring] começa com o Equinócio de 21 de Março - Hoje. Até ao Solstício de 21 de Junho é Primavera, depois começa o Verão [Summer]. Cliquem nas palavras Spring, Summer, Fall, Winter.

Memória

Hoje, já no fim da aula de Geografia, estive na conversa com a Patrícia e a Ana. Vei-nos à memória os tempos de Santa Clara - parece que está a passar de uma escola com indisciplina para uma escola com violência. Creio que ficámos os três muito saudosos.


nota:
Como um bom número de alunos esteve no basquet, fica o aviso: amanhã a aula continuará com uma apresentação à turma de um trabalho de grupo e o resto do tempo será na rua com as restantes avaliações - o tempo assim o permita...

O ambiente é de todos

O concurso "O Ambiente é de Todos" a que a nossa escola concorre está na fase, digamos, Concurso Interno - Um prémio para o Cartaz de Divulgação da Iniciativa produzido por qualquer aluno cá da Severim de Faria - nesta fase o prémio será dado pela escola.

Pesquisei na net e encontrei isto para vos ajudar: as informações completas do dito concurso e as informações para trabalhar o tema "10 Medidas Para Poupar Energia".

http://www.edp.pt/EDPI/Internet/PT/Group/Sustainability/EnergyEfficiency/HowToSave/ComoPoupar.htm

Semana de avaliações

Esta semana que começa será dedicada às avaliações. Não esqueçam os vossos cadernos e trabalhos. É altura de combinarmos o que estudar para os próximos momentos de avaliação.

10ºSH - 11ºSH2 - Notas do 4º teste

Notas do 10ºSH

aluno 01: 10,0
aluno 02: 06,6
aluno 03: 11,9
aluno 04: 17,0
aluno 05: não frequenta
aluno 06: 15,7
aluno 07: 08,8
aluno 08: não fez
aluno 09: 11,3
aluno 10: 11,6
aluno 11: 13,0
aluno 12: 15,4
aluno 13: 15,3
aluno 14: 05,7
aluno 15: 12,0
aluno 16: 05,1
aluno 17: 11,4
aluno 18: 14,7
aluno 19: 08,9
aluno 20: 09,2
aluno 21: não frequenta
aluno 22: não frequenta
aluno 23: não frequenta

aluno 24: 14,2
aluno 25: 09,1
aluno 26: 11,5
aluno 27: 12,3
aluno 28: não frequenta
aluno 29: 12,6
aluno 30: 12,5


Notas do 11ºSH2

aluno 04: 06,8
aluno 23: 08,2
aluno 24: 06,5

A maior central de energia solar




Situada no deserto da Austrália, esta usina de energia solar será a mais alta construção do mundo e também a mais ambiciosa obra para gerar eletricidade a partir de uma fonte não poluente.

O maior projeto de produção de energia solar do planeta está sendo tocado em [localizado em] Mildura, no meio do deserto australiano.

Uma torre de 1 quilômetro de altura por 130 metros de diâmetro, que será a mais alta construção do mundo quando ficar pronta, em 2009, será erguida no centro de um imenso painel solar, de 20 quilômetros quadrados.

Se tudo correr como o previsto, o calor gerado pelo painel formará uma corrente de ar de até 50 quilômetros por hora na enorme chaminé, o bastante para movimentar 32 turbinas, gerar 200 megawatts de energia e abastecer até 1 milhão de pessoas.

O gigantismo do projeto dá uma idéia de quanto fontes renováveis como o sol e os ventos começam a merecer atenção e se tornar viáveis. O filme é de aproximadamente 3 minutos e vale a pena ser visto.

In http://www.youtube.com/watch?v=tbpAPHa56nA

Filmes sobre energias, tecnologias e ambientalismo




Esta é a colecção de videos do geografismos sobre «Tecnologias e Ecologia» - uma playlist com filmes sobre energias alternativas e etc encontradas no youtube.

Talvez os meus alunos do 10º ano de geografia tenham algumas ideias para o trabalho do terceiro período dedicado à «Valorização da energia solar».

Educação pelo Desenvolvimento, Ambiente, Paz e Não Violência no Bioterra


Preparei um dossier Educação pelo Desenvolvimento, Ambiente, Paz e Não Violência no BIOTERRA que pretendo o mais extenso possível, como que um MANIFESTO COMUM, alertando os leitores do meu blogue que existem imensas possibilidades para a Paz e Cooperação Ambiental e quantas associações disponiveis a nivel local,regional e global empenhadas neste espírito.

Já agora agradeço a maior divulgação deste dossier e se colegas seus tiverem páginas pessoais e/ou blogues me escrevam para trocarmos os links. Teria muito gosto ainda de enriquecer o dossier com contributos.
Um abraço e Paz a todos os seres viventes

Informação de João Soares, BIOTERRA

Recebi esta nota informativa e com gosto a divulgo. O blog BIOTERRA faz desde sempre um esforço regular e árduo na defesa da educação ambiental.

Os testes do meu 10-11º de geografia

O raio do tempo não chega para terminar a classificar os vossos testes. Hoje, por exemplo, já estamos no fim da tarde e ainda não tive uma aberta para lhes pegar.

E, ainda hoje, tenho de engendrar os planos detalhados para o vosso «trabalho de fundo» para o terceiro período - A Valorização da Energia Solar; valorização da energia solar em Évora e no país.

De caminho um voto de bom estudo para as avaliações noutras disciplinas - Boa Sorte !!

Post esquisito

Reparam nos dizeres bizarros deste post? É que no fim da última aula tentei escrever ao pessoal do secundário e descobri que o pc do departamento de geografia não funciona com a blogger - escrevo, escrevo e não publica nada...

7D - Notas do 4º teste

aluno 01: não frequenta
aluno 02: satisfaz bastante
aluno 03: satisfaz bastante -

aluno 04: satisfaz
aluno 05: excelente
aluno 06: não satisfaz -
aluno 07: não satisfaz -

aluno 08: excelente
aluno 09: satisfaz bastante

aluno 10: satisfaz -
aluno 11: não satisfaz
aluno 12: não frequenta
aluno 13: satisfaz bastante -
aluno 14: não frequenta
aluno 15: satisfaz bastante
aluno 16: satisfaz bastante -
aluno 17: excelente
aluno 18: não satisfaz
aluno 19: excelente
aluno 20: não satisfaz
aluno 21: satisfaz -
aluno 22: satisfaz bastante -
aluno 23: faltou
aluno 24: excelente
aluno 25: fraco
aluno 26: não satisfaz
aluno 27: não satisfaz -

aluno 28: satisfaz

7C - Notas do 4º teste

aluno 01: satisfaz
aluno 02: não satisfaz +
aluno 03: excelente
aluno 04: satisfaz bastante -

aluno 05: não satisfaz
aluno 06: satisfaz -
aluno 07: satisfaz bastante -
aluno 08: não satisfaz
aluno 09: não satisfaz +
aluno 10: satisfaz bastante -
aluno 11: satisfaz bastante +
aluno 12: satisfaz bastante

aluno 13: satisfaz +
aluno 14: não frequenta
aluno 15: fraco
aluno 16: não frequenta
aluno 17: excelente
aluno 18: satisfaz +
aluno 19: satisfaz
aluno 20: fraco
aluno 21: não frequenta
aluno 22: não satisfaz +
aluno 23: satisfaz
aluno 24: satisfaz bastante
aluno 25: satisfaz bastante

aluno 26: não frequenta
aluno 27: não satisfaz

7B - Notas do 4º de teste

aluno 01: excelente
aluno 02: excelente
aluno 03: satisfaz bastante
aluno 04: satisfaz bastante
aluno 05: excelente
aluno 06: satisfaz
aluno 07: satisfaz
aluno 08: excelente
aluno 09: satisfaz
aluno 10: excelente
aluno 11: satisfaz bastante
aluno 12: satisfaz bastante -
aluno 13: satisfaz bastante
aluno 14: satisfaz bastante

aluno 15: satisfaz
aluno 16: excelente
aluno 17: satisfaz bastante
aluno 18: satisfaz bastante
aluno 19: excelente
aluno 20: satisfaz bastante
aluno 21: excelente
aluno 22: excelente
aluno 23: satisfaz bastante
aluno 24: excelente
aluno 25: excelente
aluno 26: não satisfaz
aluno 27: satisfaz bastante -
aluno 28: satisfaz bastante

7A - Notas do 4º teste

aluno 01 : satisfaz bastante
aluno 02 : não satisfaz
aluno 03 : não satisfaz
aluno 04 : não satisfaz
aluno 05 : não satisfaz
aluno 06 : não satisfaz +

aluno 07 : satisfaz -
aluno 08 : não satisfaz
aluno 09 : satisfaz
aluno 10 : não frequenta
aluno 11 : satisfaz
aluno 12 : satisfaz
aluno 13 : não frequenta
aluno 14 : satisfaz
aluno 15 : não satisfaz
aluno 16 : não satisfaz
aluno 17 : não satisfaz +
aluno 18 : não satisfaz -
aluno 19 : satisfaz +
aluno 20 : não satisfaz -
aluno 21 : não satisfaz
aluno 22 : não satisfaz +
aluno 23 : não satisfaz

aluno 24 : satisfaz
aluno 25 : satisfaz
aluno 26 : fraco

Ausente no fim de semana

Vou estar sem net neste fim de semana. Mas terei os testes comigo, quando voltar espero publicar resultados.

A escola ideal

Antes do almoço o professor Galopim de Carvalho lembrou-nos o óbvio - a dificuldade da escola actual está na atitude de aversão ao estudo, ao esforço e ao mérito; é inconcebível um aluno não esforçar-se por ser melhor, não tentar superar-se a si mesmo.

Galopim de Carvalho

No passado dia 7 de Março o geólogo e professor Galopim esteve no aniversário da nossa Severim de Faria.

Gostei do nosso dia e, sobretudo, da visita e do almoço, seguido de aula prática no Alto de S. Bento a que não pude ir - creio tratar-se de uma área de afloramento granítico, ou coisa parecida.

Não menos importante foi a comemoração do dia da escola não implicar as patetices do costume: baldas às aulas, actvidades «lúdicas» e infinitas cartolinas coloridas. Prefiro um dia como este. Com um convidado ou acção de qualidade, parca em festividades mas útil para a escola e cidade.

A atitude correcta perante o «erro»

Nos meus emails um aviso da editora Porto Editor: "Linha de Rigor é um serviço online que tem como objectivo permitir que professores, alunos, pais, encarregados de educação e público em geral comuniquem eventuais incorrecções ou imprecisões que encontrem nas edições escolares da Porto Editora."

É publicidade, obviamente, e é um acessório com aparente ar de inutilidade. Mas muito, muito útil - aliá, venham mais «pubilicidades» desta laia...

Acontecem erros frequentes - inclusivé em manuais escolares. E como os manuais são, apesar de tudo, a ferramenta universal das salas de aula portuguesas é decisivo este serviço. É que perante o «erro» o importante é a sua «correcção».


nota:
Recebi um mail muito interessante do Miguel Fernandes sobre erros relacionados com meridianos e semimeridianos cometidos por mim e mais uns quantos manuais escolares. Espero publicar em breve uma informação mais completa.

Oxalá



Cais palafítico da Carrasqueira, no Estuário do Sado, em clip dos Madredeus.

nota: 
Chama-se genericamente «Palafita» ao edificado em áreas de cheia ou inundação e cuja função é evitar o alagamento dos cômodos internos. Suportando-se numa plataforma montada sobre caibros e estacas, a habitação é geralmente confeccionada em madeira e ramos entrançados. Em algumas regiões do mundo o piso é revestido com barro para possibilitr o uso do fogo no seu interior.

Os meus dias são assim

Lá nos idos de 1987 aconteceram Os Dias de Madredeus, Free Pop e Coisas Que Fascinam. Os seus sons, força e estética deixaram marcas na minha cabeça, coração e ouvidos, bem como no resto do mundo.

Agora, encontro no youtube imagens dos Madredeus e a impressão desses tempos surge num emotivo «armacord». É o Deus-Tempo, esse tempo-que-passa e que sendo deus antigo ora é terrível e vingativo, ora terno e generoso.

O Pomar das Laranjeiras - Açores com Madredeus

Silêncio - Açores com Madredeus

"Eu desci o que devo fazer?"

Li esta excelente questão num comentário às notas intercalares que aqui publiquei.

Primeiro - desdramatizar: é natural que ao longo do ano haja descidas e subidas, sobretudo se estivermos a meio de um período de avaliações; preocupante é a descida para a negativa e não fazer nada para voltar à positiva.

Segundo - lutar: lutar por subir sempre; trabalhar muito, cumprir as tarefas pedidas, dominar as matérias; outros momentos de avaliação não faltarão até ao final do ano (cadernos, tpc's, testes, trabalho na aula e comportamento) para provar que merecemos uma boa nota. Aliás, na próxima aula temos teste escrito...



nota:
O pedido de esclarecimento do meu aluno pode ser lido em http://geografismos.blogspot.com/2007/02/7d-avaliao-intercalar-do-2-perodo.html

Projecto Ciência na Escola na FCT-UNL




Este é o filme de apresentação do projecto Ciência na Escola. Com um canal no YouTube é posível descobrir bons vídeos ligados à ciência em http://www.youtube.com/CEvideo.

O seu objectivo é criar uma colecção dos vários vídeos exsitentes no youTube para a utilização de professores em páginas Moodle e em sala de aula.

O próximo teste é fácil

Os sétimos anos vão ter teste escrito na próxima semana. Como o número de aulas é diminuto, logo, a quantidade de novos assuntos será mínima. Moral da história: um teste fácil.

No momento e local oportuno irei propor um menor número de testes formativos. É que a seguir o esquema normalmente adoptado para a disciplina de Geografia temos uma média de 5 aulas para 1 teste (o ano lectivo tem 33 aulas de geografia) - a coisa funcionava bem quando existiam 66 aulas por ano, mas com os horários actuais perdeu-se o sentido prático.

18 aulas de geografia no sétimo ano

Em quase todas as turmas do 7º ano fiz na semana anterior a 36ª aula de geografia. Em verdade tive apenas metade destas aulas: cada aula é um bloco de 90 minutos que se sumaria como valesse 2 aulas.

Com apenas 18 aulas já estamos a mais de metade do ano escolar (ano escolar que na melhor das hipóteses terá 33 aulas, ou seja, 66 aulas de 45 minutos) e já estou a caminho do 4º teste de avaliação e respectiva correcção, duas avaliações sumativas e mais duas avaliações intercalares, 7 verificações de tpc's, inúmeros registos escritos sobre faltas de material, faltas de presença, relatórios sobre comportamentos perturbadores do bom funcionamento de cada aula e uns estatisticamente miraboluantes «planos de recuperação» para todos os alunos com negativa em geografia.

Tudo isto em 18 aulas e para uns 110 alunos. É um milagre sobrar tempo para aprender e trabalhar. Ah! É suposto os professores praticarem uma «pedagogia diferenciada na sala de aula»...

Se todos os alunos decidirem estar muito sossegados e trabalhadores em todas as aulas de geografia, talvez seja possível trabalhar alguma coisita...


nota:
Uma das minhas turmas tem o bloco de 90 minutos repartido por dois dias e o resultado é ainda pior... perdemos o dobro do tempo a entrar e a sair da sala de aula.

Espojinho ou Dust Devil no Japão




Dust Devil é o nome internacional para um remoinho de vento com alguma dimensão (na ordem da dezena de metros) provocado por temperaturas elevadas junto ao solo. No alentejo, Portugal, é usual chamar-lhes «Espojinho».

Trata-se de um vento em espiral formado pela convecção do ar em dias muito quentes: o solo aquece e transfere esse calor ao ar que está parado imediatamente acima dele.

Quando o ar atinge uma temperatura elevada sofre uma rápida elevaçao; surge então um centro de baixa pressão atmosférica que funcionará como um pequeno aspirador em altitude, com o ar a subir em espiral. O remoinho ao ganhar velocidade irá levantar poeiras do solo, tornando visível um funil de ar com cerca de 20 metros de altura seja vísivel.

O "Dust Devil" é parecido com um tornado mas tem menores dimensões, a sua velocidade raramente ultrapassa os 40 km/h. Tem, também, origens distintas do tornado, pois surge em dias soalheiros e de muito calor.

O que é uma falta de atraso

Não tenho aplicado correctamente os critérios de falta de atraso.
Por hábito (i.e., após correr dez escolas) marco falta de atraso aos alunos que chegam após a minha entrada (digamos cinco minutos após a minha entrada nas escolas em que não existem toques, ou uns dois minutos após o «toque a feriado»). Descobri hoje que posso proibir os alunos em atraso de entrar na sala, aliás, não posso deixá-los entrar caso estejam atrasados.

Marcar falta e deixar entrar ou marcar falta e não deixar entrar, creio tratar-se de duas leituras da legislação antagónicas mas possíveis. E como nestas coisas aplico o que é norma de cada escola - como professor saltimbanco que sou, este tema da «norma de cada escola» é um ponto fundamental... - a partir de hoje os meus alunos em atraso não podem assistir às aulas.

ZONA J em Práticas de Acção Social



Na disciplina de Práticas de Acção Social tem decorrido um ciclo de cinema temático. Na semana anterior vimos o ZONA J. Há um outro excerto do filme que diz muito do tema exclusão social. Ver AQUI

Na bisga

Um fim-de-semana sem net. Regresso em breve. Não gosto das cores de fundo do template. Estou na bisga. Voltarei. STOP

7D - Avaliação intercalar do 2º período

aluno 01: não satisfaz [desceu]
aluno 02: bom [subiu]
aluno 03: bom [subiu]
aluno 04: bom [subiu]
aluno 05: excelente [subiu]
aluno 06: satisfaz+ [manteve]
aluno 07: satisfaz- [manteve]
aluno 08: excelente [subiu]
aluno 09: bom+ [subiu]
aluno 10: satisfaz [subiu]
aluno 11: satisfaz- [subiu]
aluno 12: não frequenta
aluno 13: satisfaz [subiu]
aluno 14: não satisfaz [manteve]
aluno 15: excelente [subiu]
aluno 16: bom+ [subiu]
aluno 17: excelente [manteve]
aluno 18: satisfaz [subiu]
aluno 19: bom+ [subiu]
aluno 20: satisfaz- [subiu]
aluno 21: satisfaz+ [subiu]
aluno 22: bom+ [subiu]
aluno 23: satisfaz- [subiu]
aluno 24: satisfaz+ [subiu]
aluno 25: não satisfaz [manteve]
aluno 26: satisfaz- [manteve]
aluno 27: satisfaz- [desceu]
aluno 28: satisfaz+ [subiu]


nota:
A «evolução» referida como «desceu, manteve, subiu» tem como comparação a última nota publicada em pauta (é a avaliação sumativa do Natal).

7C - Avaliação intercalar do 2º período

aluno 01: bom- [desceu]
aluno 02: satisfaz- [subiu]
aluno 03: bom+ [desceu]
aluno 04: bom- [desceu]
aluno 05: não satisfaz [desceu]
aluno 06: satisfaz- [desceu]
aluno 07: excelente- [desceu]
aluno 08: satisfaz- [subiu]
aluno 09: bom- [subiu]
aluno 10: satisfaz+ [desceu]
aluno 11: bom+ [subiu]
aluno 12: bom+ [subiu]
aluno 13: bom+ [desceu]
aluno 14: não frequenta
aluno 15: fraco [manteve]
aluno 16: não frequenta
aluno 17: excelente [subiu]
aluno 18: bom+ [subiu]
aluno 19: bom- [manteve]
aluno 20: satisfaz- [manteve]
aluno 21: não frequenta
aluno 22: satisfaz+ [subiu]
aluno 23: satisfaz+ [subiu]
aluno 24: excelente [subiu]
aluno 25: não satisfaz+ [subiu]
aluno 26: não frequenta
aluno 27: não satisfaz+ [subiu]

nota:
A «evolução» referida como «desceu, manteve, subiu» tem como comparação a última nota publicada em pauta (é a avaliação sumativa do Natal).

7B - Avaliação intercalar do 2º período

aluno 01: excelente [manteve]
aluno 02: bom+ [subiu]
aluno 03: bom [subiu]
aluno 04: satisfaz- [manteve]
aluno 05: excelente [subiu]
aluno 06: satisfaz [subiu]
aluno 07: não satisfaz- [desceu]
aluno 08: bom+ [manteve]
aluno 09: satisfaz+ [subiu]
aluno 10: excelente [manteve]
aluno 11: bom- [subiu]
aluno 12: bom [subiu]
aluno 13: excelente- [subiu]
aluno 14: excelente [manteve]
aluno 15: satisfaz- [subiu]
aluno 16: satisfaz+ [subiu]
aluno 17: bom+ [subiu]
aluno 18: excelente [subiu]
aluno 19: excelente [subiu]
aluno 20: satisfaz+ [manteve]
aluno 21: excelente [subiu]
aluno 22: bom- [subiu]
aluno 23: bom+ [subiu]
aluno 24: excelente- [subiu]
aluno 25: excelente- [subiu]
aluno 26: satisfaz- [subiu]
aluno 27: satisfaz+ [manteve]
aluno 28: satisfaz+ [subiu]

nota:
A «evolução» referida como «desceu, manteve, subiu» tem como comparação a última nota publicada em pauta (é a avaliação sumativa do Natal).

7A - Avaliação intercalar do 2º período

aluno 01: bom- [desceu]
aluno 02: satisfaz+ [subiu]
aluno 03: satisfaz [desceu]
aluno 04: não satisfaz [manteve]
aluno 05: não satisfaz [subiu]
aluno 06: bom [subiu]
aluno 07: satisfaz- [manteve]
aluno 08: bom- [subiu]
aluno 09: bom [subiu]
aluno 10: não frequenta
aluno 11: bom [desceu]
aluno 12: não satisfaz+ [subiu]
aluno 13: não frequenta
aluno 14: excelente- [subiu]
aluno 15: bom- [subiu]
aluno 16: não satisfaz [subiu]
aluno 17: satisfaz- [subiu]
aluno 18: não satisfaz [manteve]
aluno 19: bom [subiu]
aluno 20: não satisfaz+ [manteve]
aluno 21: não satisfaz+ [subiu]
aluno 22: satisfaz- [manteve]
aluno 23: não satisfaz [desceu]
aluno 24: bom [manteve]
aluno 25: satisfaz- [subiu]
aluno 26: satisfaz- [subiu]

nota:
A «evolução» referida como «desceu, manteve, subiu» tem como comparação a última nota publicada em pauta (é a avaliação sumativa do Natal).

A escola é o meu local de trabalho

Por incrível que pareça fiz da minha escola o meu local de trabalho - o meu escritório. É o lugar onde preparo materiais, corrijo testes e, inaudito, escrevo o geografismos.

É uma rararidade.
Há doze anos que lecciono, conheci onze escolas, mas é aqui na Severim de Faria que encontrei condições de trabalho razoáveis - enfim farto-me de chatear a D. Isabel com pedidos disto e daquilo e, parece-me, abuso um pouco dos materiais requisitáveis...

Como nesta escola não se padece de excesso de pedagogismos posso concentrar-me no essencial: produzir materiais para os alunos. Como o Departamento de Geografia tem uma sala equipada no mínimo já faz sentido estar na escola a trabalhar para além do horário lectivo.

Um raridade...

Regresso às aulas

Foram quase férias. Estive desligado das nets.
- Agora, agorinha preparo informações das avaliações intermédias dos meus alunos a serem postadas em breve.
- Colecto dados e gráficos para aulas de Geografia do 10º e 11º anos.
- Revejo as «categorias» do blog geografismos
- Organizo materiais para o novo blog Ensino Público
- Respondo a mails

Uma manhã normal.

Aurora boreal




Nos sétimos e décimos anos a geografia física é o assunto do dia. Este filme é sobre a atmosfera, a ionosfera e os pólos magnéticos. Enfim as auroras polares.

Neste filme podemos ver imagens-resumo de uma aurora boreal ocorrida em 24/09/2006, em British Columbia, Canadá.

No hemisfério norte é conhecida como aurora boreal, no hemisfério sul é conhecida como aurora austral. O termo genérico é aurora polar.

Trata-se de um fenómeno luminoso, um brilho observado nas noites de regiões polares, provocado pelo impacto de partículas de vento solar no campo magnético terrestre. Somos constantemente atingidos por ventos solares: fluxos rarefeitos de plasma quente emitido pelo Sol em todas as direcções.

Electrões, protões e partículas alfa, colidem com átomos da atmosfera terrestre (predominantemente oxigénio e nitrogénio) em altitudes que variam entre os 80Km e os 200Km.

As colisões com os átomos de oxigênio aos 200Km de altitude produzem uma tonalidade verde. Quando a tempestade é forte, as camadas mais baixas da atmosfera são atingidas pelo vento solar (100Km de altitude), e produzem uma tonalidade vermelho escura pela emissão de átomos de nitrogênio (predominantes) e oxigênio.


As auroras acontecem apenas em regiões próximas aos pólos magnéticos (não são coincidentes com os pólos geográficos) com um tamanho médio que oscila entre os 3000Km a 5000Km, pelo que os melhores lugares para a observação de auroras encontram-se no Canadá para auroras boreais e na ilha da Tasmânia ou sul da Nova Zelândia para auroras austrais.

Tecnologias, apesar de tudo

[Sobre as falhas das TIC nas escolas] Concordo com a maioria do que foi dito e encontrando-me ainda a frequentar a universidade observo por vezes dificuldades técnicas semelhantes, embora em menor número porque a maioria das salas felizmente já estão equipadas e não dependem apenas da boa vontade de um professor em "montar o estandarte".

Contudo na época em que estamos existirá cada vez mais a integração das tecnologias nas aulas, logo, todos os passos em falso deverão servir para se levantar e dar dois em frente.

Devo confessar que assim de memória apenas me recordo de 1 ou 2 sites de Profs (faculdade) ao nível do seu. Não só pela excelente articulação de conteúdos da disciplina e curiosidades, mas também pelo excelente exemplo para outros professores. Vou referir apenas um pormenor que me delicia nos seus posts....a forma como ao fazer a referência a algo, escreve essa referência da forma tecnicamente correcta:

exemplo:
CARRAPA, Daniel. (2007). "O professor corajoso". Consultado em 06-01-2007. No site A barriga de um arquitecto. Website: http://abarrigadeumarquitecto.blogspot.com/2006/12/o-professor-corajoso.html

Se algum aluno ler isto, podem crer que é um óptimo exemplo para a vossa vida futura. Abraço.

Comentário de André ao post A eficácia das novas tecnologias
In http://geografismos.blogspot.com/2007/02/eficcia-das-novas-tecnologias.html



Quando li o André fiquei satisfeitíssimo, li, esperei uns dez dias, e só agora publico. Um imenso obrigado André.

Évora vista do espaço



Évora - Escola Secundária Severim de Faria map - Tagzania
Na imagem a nossa escola com etiqueta (tag) colocada no TAGZANIA (tagzania-geografismos).

nota:
Há coisa de um mês Évora ganhou mais definição no Google Earth, logo no Google Maps e no Tagzania Maps. Hurrah!

ensino público



O panorama on line orientado para a sala de aulas está a ficar interessante. Como estou empenhado nestas coisas e no seu interesse público atrevo-me a criar uma pequena plataforma de divulgação e caracterização do trabalho de quem anda nestas lides.

Para já haverá o ensino público alojado no wordpress.com e que será escrito em colaboração.

as notas dos testes

De um modo geral estou mais ao menos contentinho com os resultados do terceiro teste de geografia. Mas há ainda muito a fazer.

nota:
No sétimo ano esta semana é a semana da 18ª aula (18 blocos de aulas que sou obrigado a sumariar como 36 aulas) e já fizemos três testes. Obviamente os testes parecem fáceis e, julgo, que o são de facto.

nota:
Reparei num fenómeno complicadote: a matemática elementar não está dominada, muitos alunos não sabem usar a calculadora, muitos alunos escrevem apenas palavras em vez de frases. Contudo, já há muito tempo que não tinha resultados tão bons numa escola.

nota:
Gosto imenso de trabalhar com todas as turmas de sétimo ano. E no décimo ano o espírito da coisa está muito ok.

Sol de Inverno

Sinto-me em férias. Saí da Severim às 16h30. A tarde esteve soalheira e a luz da cidade muito viva.

10ºSH e 11ºSH2 - terceiro teste de geografia

Alunos do 10ºSH

aluno 01: 05,6
aluno 02: 08,4
aluno 03: 08,3
aluno 04: 15,7
aluno 05: não frequenta
aluno 06: 15,6
aluno 07: 09,8
aluno 08: não fez
aluno 09: 11,0
aluno 10: 12,5
aluno 11: 10,7
aluno 12: 16,8
aluno 13: 19,0
aluno 14: 11,1
aluno 15: 07,9
aluno 16: 08,1
aluno 17: 09,7
aluno 18: 13,1
aluno 19: 10,0
aluno 20: 09,1
aluno 21: não frequenta
aluno 22. não frequenta
aluno 23: não frequenta
aluno 24: 13,9
aluno 25: 10,6
aluno 26: 14,1
aluno 27: 14,6

aluno 28: não frequenta
aluno 29: 16,1
aluno 30: 10,0

...

Alunos do 11ºSH2


aluno 04: 15,0
aluno 23: 12,2
aluno 24: 12,0

7D - terceiro teste de geografia

aluno 01: não fez
aluno 02: EXCELENTE (99%)
aluno 03: EXCELENTE
aluno 04: EXCELENTE
aluno 05: EXCELENTE (99%)
aluno 06: satisfaz
aluno 07: satisfaz
aluno 08: EXCELENTE
aluno 09: EXCELENTE (100%)
aluno 10: EXCELENTE
aluno 11: satisfaz
aluno 12: não fez
aluno 13: satisfaz bastante
aluno 14: não fez
aluno 15: EXCELENTE (100%)
aluno 16: EXCELENTE
aluno 17: EXCELENTE
aluno 18: satisfaz bastante
aluno 19: EXCELENTE
aluno 20: satisfaz bastante
aluno 21: satisfaz bastante
aluno 22: EXCELENTE
aluno 23: satisfaz bastante
aluno 24: satisfaz bastante
aluno 25: não satisfaz
aluno 26: satisfaz
aluno 27: não satisfaz
aluno 28: satisfaz bastante

7C - terceiro teste de geografia

aluno 01: satisfaz
aluno 02: satisfaz bastante
aluno 03: satisfaz
aluno 04: satisfaz
aluno 05: não fez
aluno 06: não satisfaz
aluno 07: EXCELENTE
aluno 08: satisfaz
aluno 09: satisfaz bastante
aluno 10: satisfaz
aluno 11: EXCELENTE
aluno 12: EXCELENTE
aluno 13: satisfaz bastante

aluno 14: não fez
aluno 15: não satisfaz
aluno 16: não fez
aluno 17: EXCELENTE (100%)
aluno 18: EXCELENTE
aluno 19: satisfaz bastante

aluno 20: não satisfaz
aluno 21: não fez
aluno 22: satisfaz
aluno 23: satisfaz
aluno 24: EXCELENTE
aluno 25: satisfaz
aluno 26: não fez
aluno 27: satisfaz

7B - terceiro teste de geografia

aluno 01: EXCELENTE
aluno 02: satisfaz bastante
aluno 03: satisfaz bastante

aluno 04: não satisfaz
aluno 05: EXCELENTE
aluno 06: satisfaz
aluno 07: não satisfaz
aluno 08: satisfaz bastante
aluno 09: satisfaz bastante
aluno 10: EXCELENTE (100%)
aluno 11: satisfaz bastante
aluno 12: satisfaz bastante
aluno 13: EXCELENTE (100%)
aluno 14: EXCELENTE
aluno 15: satisfaz
aluno 16: satisfaz bastante
aluno 17: EXCELENTE
aluno 18: EXCELENTE
aluno 19: EXCELENTE
aluno 20: satisfaz
aluno 21: EXCELENTE
aluno 22: EXCELENTE
aluno 23: EXCELENTE
aluno 24: EXCELENTE (100%)
aluno 25: EXCELENTE

aluno 26: satisfaz
aluno 27: satisfaz
aluno 28: satisfaz

7A - terceiro teste de geografia

aluno 01: satisfaz
aluno 02: satisfaz
aluno 03: não satisfaz
aluno 04: não satisfaz
aluno 05: não satisfaz

aluno 06: EXCELENTE
aluno 07: não satisfaz
aluno 08: satisfaz bastante
aluno 09: EXCELENTE

aluno 10: não fez
aluno 11: satisfaz
aluno 12: satisfaz
aluno 13: não fez
aluno 14: EXCELENTE
aluno 15: satisfaz bastante

aluno 16: não satisfaz
aluno 17: satisfaz
aluno 18: não satisfaz
aluno 19: satisfaz bastante
aluno 20: não satisfaz
aluno 21: satisfaz
aluno 22: não satisfaz
aluno 23: não satisfaz

aluno 24: satisfaz bastante
aluno 25: satisfaz
aluno 26: satisfaz

Ar líquido 3
"pedir a um homem que nunca se distraia"

[ ... ] Durante anos ela pode seguir um poeta, doméstica e fabulosa, familiar e inquietante, com frequência uma imagem da primeira infância, o nome estranho de uma árvore, a insistência de um gesto. Espera com impaciência que a preencha a revelação.
[ ... ]
Pedir a um homem que nunca se distraia, que se subtraia sem descanso ao equívoco da imaginação, à preguiça do hábito, à hipnose do costume, a sua faculdade de atenção, é pedir-lhe que actue na sua máxima força.
É pedir-lhe uma coisa próxima da santidade numa época que parece procurar apenas, com cega fúria e arrepiante sucesso, o divórcio total da mente humana em relação à sua faculdade de atenção.
Cristina Campo, “Os Imperdoáveis”


A Cristina Tavares escreve o Ar líquido 3 que é para mim um blog de culto. Não tenho hábito de lhe escrever comentários mas gosto muito de a ler.
Na forma impressa a Cristina escreve originais, no formato on-line escreve citando e recriando. A colagem, a escolha, a citação podem falar e ter uma imensa força poética.

Notas depois do jantar

Falta pouco para postar as notas das turmas do sétimo ano - é só jantar.
Algumas turmas já receberam os testes e fizeram a Caça-Ao-Erro-Do-Professor. Não é novidade, as notas são boas.
Mas ainda chegará o dia em que todos os alunos alcançarão 100%.

nota:
Adoro ver os alunos que obtiveram 100% num teste fazerem, a correcção de todas as questões. Pode ser chato ou desnecessário, mas é uma questão de dar o exemplo a todos os outros colegas. O orgulho da vitória mostra-se com mais trabalho.

A eficácia das novas tecnologias


Só neste ano lectivo a minha colecção de fiascos já vai em meia dúzia: os cabos, as ligações, os botões, os sons, o hardware, etc. - Texto de luís Palma de Jesus

O que é pena. Porque eu sou daqueles que ainda acredita que se poderia aprender e apreender muito com as "novas tecnologias", mesmo na sala de aula! Mas espero que uma aula menos boa não seja meio caminho para a desistência! :) - Texto do leitor Telmo

Comentários ao post Aulas com tecnologias são um fiasco
In
http://geografismos.blogspot.com/2007/02/aulas-com-tecnologias-so-um-fiasco.html


Boas palavras Telmo. Contudo é vasta a colecção dos meus desaires: uns quantos acontecem devido a motivos técnicos insignificantes mas capazes de estragarem as aulinhas; depois há ainda um outro tipo de dificuldade relacionada com o incrível desbaratar de tempo e energias para obter resultados tão pobrezinhos ao nível das «aprendizagens» dos alunos.

Criar bons conteúdos e usar «novas tecnologias» é um bom caminho para «aprender e apreender muito». Concordo e tento fazer o meu melhor. Tal como o Telmo, também eu acredito e, por isso mesmo, existe este Geografismos-blog, mas devo confessar que sou muito pouco lido pelos meus alunos.

Tenho a impressão de trabalhar as «tecnologias» em vão. Sei que a maioria dos meus alunos, talvez uns dois terços, não me lê. Apenas uma pequena minoria, muito pequena minoria, aproveita os ditos «recursos tecnológicos» que lhes ofereço. Valerá o esforço?... O que fazer? Não tenho uma boa resposta, mas por cá continuarei. É assim a vida :-)

nota:
Este post foi escrito nos intervalos das aulas, pelo que só agora, no fim da tarde, consegui corrigi-lo e completá-lo.

Aulas com tecnologias são um fiasco

Hoje no 7B depois de entregar o teste de avaliação ambicionei usar a net, o portátil e o projector. Correu mal.

So neste ano lectivo a minha colecção de fiascos já vai em meia dúzia: os cabos, as ligações, os botões, os sons, o hardware, etc. É claro que uma «hesitação» de 5 ou mais minutos numa sala cheia de alunos é o caminho directo para a, digamos, confusão participativa...

Para mais a bagunça do requisitar, desarrumar e arrumar materiais, a calendarização das aulas que implode, etc. etc. leva-me a acreditar que, apesar da solução para isto ser simples, é uma tremenda de uma canseira inútil e é muito melhor a simplicidade do «giz e manual»

snap.com

Descobri uma ferramenta para o blog muito a matar. É o SNAP.
Sempre que lerem um link poderão visualizar o website linkado ao passar-lhe o ponteiro por cima.

Diz Que É Uma Espécie de Magazine

Há imenso tempo que ando para enviar um mail pedincha ao pessoal do Gato Fedorento: é que gostava de ver um «apanhado» muito especial nos Tesourinhos Deprimentes. O problema é que não sei mais do que o nome do apresentador... e só quem viveu no século passado é que pode saber do que falo... era o programa das seis da tarde da RTP1, anterior ao mítico Roda da Sorte do Herman José, e apresentado pelo Mestre do Absoluto: Luís Pereira de Sousa.

Pelo menos descobri um blog com todos os videos do TESOURINHOS DEPRIMENTES que costumam passar no programa «Diz Que É Uma Espécie de Magazine». Cliquem AQUI.


nota:
Os videos dos programas completos do DIZ QUE É UMA ESPÉCIE DE MAGAZINE podem ser vistos neste BLOG.

Tempestade de areia no Iraque



Tempestade de areia registada na base militar dos EUA em Al Sad, Iraque.
Estas tempestades transformam os dias em noite e chegam a durar três ou mais dias. Altura aproximada: 1500 metros.

Normalmente, uma tempestade de areia é o resultado de correntes de convecção causadas pelo calor do solo. Estas correntes podem originar ventos que atingem os 120 km/h. Estas tempestades têm normalmente uma enorme dimensão, removem dunas facilmente e a quantidade de areia transportada é tão elevada que pode parecer tratar-se de uma parede em movimento com mais de 1500 metros de altura.

Areia é um material de origem mineral finamente dividido em grânulos. Composta basicamente de dióxido de silício, o seu tamanho varia, conforme a escala de Wentworth [entre 64 µm (1/16 mm) e os 2 mm].

Novo contador

O contador deste blog foi alterado.

Descobri um contador de visitas italiano com um logo aceitável e com mais informação do que o anterior netlogics. Sobretudo porque por muita gente que visitasse o geografismos a partir de uma escola (uma que só tenha um servidor) apenas contabilizava uma única visita - mesmo se uma turma inteira o consultasse.

Enfim, não é que tenha muitos alunos a ler-me, mas o antigo contador tornava ainda mais desolador o panorama sobre os meus leitores na escola.


nota:
Infelizmente o novo contador regista os «page views» e não os «visitors» mas para maiores detalhes basta clicar em cima do seu logo.

Net Vs. Testes

Como estou cheio de testes para corrigir resolvi gastar o pouco tempo que tenho com coisas da net - acho que também estou a perder o jantarinho...

Geografia no 10SH-11SH2

Sobre o adiamento do teste formativo.
Já sei, já falei e o simpático papel com o vosso pedido também já me chegou às mãos. A resposta depende da «vontade unánime» dos alunos da turma - vontade expressa de todos e sem excepção. Não me faz diferença adiar o dito cujo mas como não há motivos, daqueles motivos exteriores à nossa vontade, para adiar este teste tenho de ter garantias de que não existirão descontentes.

É uma avaliação combinada desde a aula nº1 e não podemos prejudicar quem tenha planificado o seu calendário de trabalho em função do antes combinado - mesmo que apenas um aluno esteja nesta situação, não é aceitável que venha a ser prejudicado por uma decisão obtida por maioria, por isso a necessidade de unanimidade.


nota:
O adiamento só é aceitável para uma aula a acontecer nesta semana.

A terceira vaga

É a terceira vez que fazemos testes neste ano alectivo. Acontecem ao longo desta semana.

Hoje o 7B já se estreou e com um precalço. Foi na última questão sobre escalas. Aqui o jeitoso do vosso professor lançou uma questão para "Calcular um distância na realidade" mas terminava a dita questão já com o resultado final... Pois bem, foi ditada uma questão sem erros de modo a podermos calcular o maldito [D'].

Ou seja, a escala do mapa de Lisboa era de 1/25000 (o documento original tinha a escala 1/100.000 mas modifiquei-a para usar neste teste escrito); a distância medida no mapa era 1,6cm. Para descobrir a distância na realidade bastava usar a porpocionalidade directa e converter centímetros em metros.
Neste caso a resposta certa era 400m.

O melhor do teste foi acabar tudo na rua. Com uma fotocópia de um ortofotomapa da nossa escola e um PDA com GPS que conseguiu captar o sinal de uns quantos satélites apesar do tempo muito nublado. E lá fomos correr atrás das coordenadas da nossa escola.

geografismos.com



Eis alguns dados do geografismos.com relativos ao ano de 2006.

Há imensa gente a ler-nos nos EUA e na Região Autónoma da Madeira e, já menos surpreendente, um grande número de visitas originadas em servidores de escolas secundárias. Curiosamente não tenho ligado nenhuma ao site e foi com dificuldade que consegui recordar as passwords.

A maior onda



Hoje, no 7c, falámos das coordenadas geográficas das Ilhas Hawai e das ondas enormes que aí acontecem. Prometi o filme da maior onda do mundo e aqui está o registo video da "Billabong Odissey" a provar que afinal existiam ondas com 30 metros. É um filme de 2002.

Galinhas game

Fiquem com um jogo de «juntar letras». Depois de clicarem em «PLAY TIMED» e escolherem o grau de dificuldade (querem apostar que fazem «8 words» ou «13 words»?), irão surgir sete galinhas, cada uma porá uma letra ao calhas; usem a tecla «ENTER» para guardar a palavra ou «SCRAMBLER» para terem boas ideais.

Vale a pena tentar perceber o seu funcionamento e jogar em grupo: dá acesas discussões que só um dicionário pode resolver. Para jogar clicar AQUI.





nota:
Para aqueles cujo PC não corre o joguinho peço que façam o download do player necessário em
SHOCWAVE PLAYER DOWNLOAD CENTER

Sim-Obrigado

Li o comentário de um leitor anónimo com um elogio, um desejo de melhoras para a Leonor e uma referência ao uso de filmes temáticos nas aulas. Eis um bom remate a uma manhã tão fria (brrr..).
Agradeço, é claro, as boas palavras que li :)

Treinar coordenadas geográficas

Estudem Latitudes e Longitudes com este site: EARTH VIEWER.
Podem ver a terra do espaço e escolher que local ver no centro da imagem; coisa que podem fazer quando escrevem a LATITUDE e, depois, a LONGITUDE.


Mostro-vos o exemplo de duas imagens centradas com as coordenadas aproximadas de Lisboa: LATITUDE 38ºN e LONGITUDE 9ºW. No centro de cada imagem estará sempre Lisboa.
Resta dizer que no lado esquerdo a imagem foi obtida às 09h30 de 26 de Janeiro de 2004; a imagem da direita foi obtidas às 18h30 de 25 de Novembro de 2004.



Em baixo podem ver imagens centradas com as coordenadas aproximadas Pólo Norte: LATITUDE 90ºN e LONGITUDE 9ºW (não era preciso informar, mas assim Lisboa surge na parte de baixo e não noutro sítio qualquer).
Resta dizer que no lado esquerdo a imagem também foi obtida às 09h30 de 26 de Janeiro de 2004; a imagem da direita foi obtida às 18h30 de 25 de Novembro de 2004.




nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de EARTH VIEWER, In FOURMILAB

A noite e o dia numa Terra espalmada

Se fosse possível numa visita de estudo vermos a terra do espaço poderíamos ver o dia e a noite ao mesmo tempo - já agora, os astronautas almoçam ou jantam? Poderíamos ver um lado mais claro (iluminado pelo Sol) e um lado mais escuro (não iluminado pelo Sol) a que os humanos chamam noite.

Reparem nos pontos brancos!! São as luzes das grandes cidades. Os lugares sem estas luzes ou são Oceanos ou, então, são países pobres, cujas cidades não têm iluminação pública, ou, última hipótese, são regiões despovoadas como o deserto do Sáara.





A Terra vista do espaço é redondada. Quando tentamos «meter a Terra inteira» numa folha de papel fica tudo distorcido como se pode ver nas imagens de baixo: são os chamados «Planisférios». Mais uma vez as áreas escuras mostram os locais onde era noite; no caso destes dois planisférios, os locais onde era noite às 9h30 de Janeiro e, no outro planisfério, às 18h30 de Novembro (horas marcadas em Lisboa, claro).


nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de EARTH VIEWER, In
FOURMILAB

Intervir em Acção Social - A Cidade de Deus




Na disciplina de PAS [Práticas de Acção Social] temos um ciclo informal de cinema temático a que se segue discussão - na medida do possível. «Cidade de Deus» foi o primeiro, daqui a quinze dias haverá o «Tentação».

Máximo Ferreira na Biblioteca Pública de Évora

Máximo Ferreira, responsável pelo Sector de Astronomia do Museu de Ciência da Universidade de Lisboa e director do Centro Ciência Viva de Constância, vai estar em Évora no dia 17 de Janeiro, no âmbito das Leituras de Ciência, Artes e Sociedade promovidas pela Biblioteca Pública de Évora.

A sessão tem lugar na BPE às 21.30 horas do dia 17 de Janeiro. A entrada é gratuita, mediante a apresentação de um bilhete, que deverá ser levantado previamente na Biblioteca. Para mais informações ou esclarecimentos pode ligar para o nº 266 769 330.

BIBLIOTECA PÚBLICA DE ÉVORA. (2007). "Máximo Ferreira na Biblioteca Pública de Évora". Consultado em 16-01-2007. No site Biblioteca Pública de Évora On-Line. Website:
http://www.evora.net/bpe/Actividades/Leituras/Máximo%20Ferreira.htm

Sem tempo

Todos estes dias sem postar e sem tempo. A minha pequena Leonor está com febre, a requerer todos os cuidados. Agora que consegui vir ao blog, sinto-me meio febril e cansado. Vamos ver...

O professor corajoso




Tinha olhos e nome de rapina. Em mim, tudo nele inspirava um medo terrível. Talvez fosse o rigor do seu bigode enrolado à inglesa ou o brilho cintilante dos botões de punho, mas tremia ao ouvir o ranger dos seus sapatos percorrer a sala de aula.

Aos treze anos tudo é de vida ou morte. O temível professor de história tinha-nos na palma da mão e na ponta do taco de bilhar que esgrimia sobre as nossas cabeças. Imaginava o taco incendiar-se como um sabre laser e o espadachim ser dominado por uma pesada respiração. Sim, ele era o lado negro da Força.

CARRAPA, Daniel. (2007). "O professor corajoso". Consultado em 06-01-2007. No site
A barriga de um arquitecto. Website: http://abarrigadeumarquitecto.blogspot.com/2006/12/o-professor-corajoso.html

A memória. Esta evocação de Daniel Carrapa levou-me a rever um par de vezes o melhor filme do mundo - ARMACORD (recordar). O filme youtube é um excerto do Amarcord.

As melhores cidades de Portugal

Leram o Expresso de hoje? Um estudo sobre as melhores cidades portugueses considerou Lisboa em primeiro lugar (1305 pontos), Évora em terceiro (1230 pontos) e Almada, não nos primeiros lugares (895 pontos), mas com destaque especial. Pois é, são os meus lugares no mundo.

Há um aspecto interessante neste estudo: a melhor cidade tem uma classificação correspondente a um satisfaz mais. A pontuação máxima seria 2000 pontos (20 critérios de avaliação, sendo cada um destes critários pontuado numa escala de 0 a 100, o total será pois 2000), ou seja, uma escala parecida às notas escolares de 0 a 20 (20,00). Temos más cidades é o que é.


nota:
É curiosidade mirabolante, mas na foto que ilustra a página sobre Almada creio que sou eu de costas mais a Mª João de Santa Clara, Évora. Uma foto já publicada em 1999 ou 2000 (no Expresso ou no Público) e que, na altura, achei um grande acaso, e, agora, me faz pensar como o mundo é pequeno.

A barriga de um arquitecto


Suponho que cada um tenha uma razão diferente para manter um blog. Eu vim cá
para dentro para pensar.

A mim, pareceu-me a plataforma perfeita para
registar ideias, um think tank, mochila mental, lugar para a minha bagagem
pessoal onde guardar mil e uma referências, textos, imagens, colagens. Benvindos
à cena blog, o fórum público para a expressão individual, acessível e gratuito.

CARRAPA, Daniel. (2007). "Ver". Consultado em 06-01-2007. No site A brriga de um Arquitecto. Website: http://abarrigadeumarquitecto.blogspot.com/2006/12/ver_18.html

O blog «a barriga de um arquitecto» fez três anos de serviço público. A sua qualidade e pertinência tem aumentado e aumentado e aumentado e três anos na blogosfera de crescimento exponencial é quase uma impossibilidade.
Aconselho sempre os meus alunos a visitá-lo, para mais, sendo um blog do mundo tem certidão e residência em Évora.

TPC de Geografia

Tomem lá um TPC bem fácil: basta ler estes posts sobre o Sistema de Coordenadas Geográficas.

nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de
WIKIPEDIA, THE FREE ENCYCLOPEDIA

Equador, Paralelos e Latitude

O EQUADOR é um círculo máximo perpendicular ao Eixo da Terra [Eixo da Terra é alinha dos pólos «PN-PS» e que passa pelo centro da Terra] dividindo a terra em duas partes iguais, o hemisfério Norte e o hemisfério Sul.

PARALELOS são todos os círculos menores, simultaneamente perpendiculares ao Eixo da Terra e paralelos ao Equador.

Para cada lugar da Terra passa um paralelo chamado PARALELO DE LUGAR.



LATITUDE é a distância, medida em graus, entre o equador e o paralelo que passa pelo lugar considerado.
O valor da latitude varia entre 0º (no equador) e 90º nos pólos.


nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de
WIKIPEDIA, THE FREE ENCYCLOPEDIA

Semimeridiano de Greenwich, os Meridianos e a Longitude

Os MERIDIANOS são círculos máximos que passam pelos Pólos [PN-PS] e são perpendiculares ao EQUADOR.

À metade de um meridiano que vai de pólo a pólo chama-se SEMIMERIDIANO.

O semimeridiano que passa em Greenwich chama-se SEMIMERIDIANO DE GREENWICH e é considerado de referência pois divide a Terra em dois hemisférios, o hemisfério Ocidental e o hemisfério Oriental.


Resta dizer que em qualquer lugar da Terra passa um semimeridiano chamado SEMIMERIDIANO DE LUGAR servindo para indicar a LONGITUDE


LONGITUDE é a distância, medida em graus, entre o Semimeridiano de Greenwich e o semimeridiano que passa pelo lugar considerado.
O valor da longitude varia entre 0º (no semimeridiano de Greenwich) e 180º no semimeridiano oposto.



nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de
WIKIPEDIA, THE FREE ENCYCLOPEDIA

O lado de trás do Semimeridiano de Greenwich

Para além do Semimeridiano de Greenwich existe outro semimeridiano de vital importância para o Sistema de Coordenadas Geográficas é o «Semimeridiano 180°» também conheciddo como Linha Internacional de Mudança de Data.


Qundo estamos no fim de Dezembro a Oeste deste Semimeridiano vai começar o dia 1de Janeiro do Novo Ano; a Este ainda estamos em 31 de Dezembro do ano antigo.

Isto explica porque os festejos da passagem do ano começam sempre pelos neo-zelandeses e australianos, e porque os portugueses vão festejar o primeiro minuto de 2007 mais cedo do que os brasileiros ou americanos.





nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de
WIKIPEDIA, THE FREE ENCYCLOPEDIA

Porque o Semimeridiano de Greenwich (Longitude 0º) passa por Greenwich?

A este meridiano atribui-se o valor de . A partir daí são contados 180° de longitude para Leste (direita) e 180° de longitude para Oeste (esquerda).

O Semimeridiano de Greenwich não é mais do que uma linha imaginária que liga o Pólo Norte, o Pólo Sul e uma localidade inglesa nas margens do rio Tamisa, chamada Greenwich.


Nesta cidade, foi construído o Observatório Real de Greenwich em 1675 por ordem do Rei Charles II. O meridiano que passava sobre este instrumento foi adoptado como o meridiano de referência para a Grã-Bretanha

Em Outubro de 1884, 41 delegados de 25 nações reuniram-se em Washington, EUA, para a Internacional Meridian Conference. Nesta conferência foram estabelecidos os seguintes princípios:

1- Era necessário adoptar um único Meridiano mundial para substituir os inúmeros que já estavam em uso;
2- O Meridiano que passava pelo Observatório no Greenwich seria o Primeiro Meridiano;
3- Que a longitude seria calculada de leste para oeste a partir deste meridiano até 180°;
4- Todos os países adoptariam um dia universal;






nota:
As imagens usadas neste post foram tratadas e redimensionadas com base nas imagens de
WIKIPEDIA, THE FREE ENCYCLOPEDIA

Aprender a localizar países europeus




Vejam este jogo de Geografia cujo objectivo é descobrir a localização dos países europeus. Devem pegar na silhueta cinza de um país e largá-la em cima do mapa amarelo da Europa. Se não acertarem devem voltar a tentar.

Classificações sumativas do natal

São as notas lançadas na pauta do primeiro período. O interesse disto será apenas o balanço geral da geografia e, sobretudo nos sétimos anos, saber qual o degrau em que está a nota de cada um de nós - será um três mais? ou um três em riscos de descer?

Acredito que melhores resultados vêm a caminho - se continuarmos a trabalhar, claro.





nota:
Quando estive em Santa Clara, Évora, aconteceu publicar aqui no geografismos a pré-pauta de cada turma com todas as disciplinas; digo-vos que a experiência foi do agrado de todos. Actualmente, passados três anos, as escolas parecem jogar mais à defesa... ou sou eu que não me atrevo a incomadar ninguém para obter a sua publicação on-line... julgo que seria serviço de utilidade pública todas as escolas divulgarem as suas avaliações sumativas (internas e externas).

7A - avaliação sumativa do natal

aluno 01: 4-
aluno 02: 3-
aluno 03: 3
aluno 04: 2+
aluno 05: 1

aluno 06: 3-
aluno 07: 3
aluno 08: 3
aluno 09: 3
aluno 10: não frequenta
aluno 11: 4+
aluno 12: 2
aluno 13: não frequenta
aluno 14: 4-
aluno 15: 3
aluno 16: 2
aluno 17: 3-
aluno 18: 2
aluno 19: 4-
aluno 20: 2+
aluno 21: 2

aluno 22: 3-
aluno 23: 2+
aluno 24: 4
aluno 25: 2+
aluno 26: 3-

7B - avaliação sumativa do natal

aluno 01: 5+
aluno 02: 4-
aluno 03: 3+
aluno 04: 3-
aluno 05: 4
aluno 06: 3-
aluno 07: 2
aluno 08: 4
aluno 09: 3+
aluno 10: 5
aluno 11: 3
aluno 12: 3+
aluno 13: 4-
aluno 14: 5

aluno 15: 2+
aluno 16: 3
aluno 17: 4-
aluno 18: 4+
aluno 19: 4+
aluno 20: 3+
aluno 21: 4
aluno 22: 3+
aluno 23: 4
aluno 24: 4-
aluno 25: 4
aluno 26: 2+
aluno 27: 3+
aluno 28: 3

7C - avaliação sumativa do natal

aluno 01: 4+
aluno 02: 2 -
aluno 03: 5
aluno 04: 4
aluno 05: 2+
aluno 06: 3
aluno 07: 4
aluno 08: 2+
aluno 09: 3+
aluno 10: 4-
aluno 11: 4
aluno 12: 4-
aluno 13: 4+
aluno 14: 4-

aluno 15: 1
aluno 16: 1
aluno 17: 5-
aluno 18: 4-
aluno 19: 4-

aluno 20: 3-
aluno 21: não frequenta
aluno 22: 3+
aluno 23: 3+
aluno 24: 4
aluno 25: 2
aluno 26: 4-
aluno 27: 2

7D - avaliação sumativa do natal

aluno 01: 3-
aluno 02: 3+
aluno 03: 3+
aluno 04: 3+
aluno 05: 4+
aluno 06: 3+
aluno 07: 3-
aluno 08: 4+
aluno 09: 4
aluno 10: 2+
aluno 11: 2

aluno 12: não frequenta
aluno 13: 3-
aluno 14: 2
aluno 15: 4-
aluno 16: 3+
aluno 17: 5-
aluno 18: 2+
aluno 19: 4-
aluno 20: 2
aluno 21: 3
aluno 22: 3+
aluno 23: 2
aluno 24: 3
aluno 25: 2-
aluno 26: 3-
aluno 27: 3
aluno 28: 3-

10ºSH e 11ºSH2 - avaliação sumativa do natal

Alunos do 10ºSH

aluno 01: 10
aluno 02: 08
aluno 03: 09

aluno 04: 12
aluno 05: não frequenta
aluno 06: 13
aluno 07: 12
aluno 08: 10
aluno 09: 09
aluno 10: 11
aluno 11: 13
aluno 12: 16
aluno 13: 16
aluno 14: 07
aluno 15: 11
aluno 16: 09
aluno 17: 10
aluno 18: 14
aluno 19: 11
aluno 20: 11
aluno 21: não frequenta
aluno 22: não frequenta
aluno 23: não frequenta
aluno 24: 15
aluno 25: 09
aluno 26: 13
aluno 27: 13
aluno 28: não frequenta
aluno 29: 15
aluno 30: sem elementos
...

Alunos do 11ºSH2

aluno o4: 10
aluno 23: 09
aluno 24: 09

11ºAS - avaliação sumativa do natal

aluno 01: 10
aluno 02: 11
aluno 03: 12
aluno 04: não frequenta
aluno 05: 09
aluno 06: 11
aluno 07: 10
aluno 08: 13
aluno 09: 13
aluno 10: 14
aluno 11: 11
aluno 12: 11
aluno 13: 11
aluno 14: 11
aluno 15: 11
aluno 16: 10
aluno 17: 10

L'anamour



"L'Anamour" é uma canção do mítico Serge Gainsbourg e da sua companheira, Jane Birkin. Beck, admirador confeso de Gainsbourg, consegue com Birkin uma energia e um encanto absolutos.

Diário

2006:

É «bom», é «bonito», é «interessante». Nem por acaso, três palavras que podem ser usadas para descrever quase todo o santo objecto ao cimo de qualquer terra.

[ ... ] O próprio ano que passa é sempre «bom, bonito e interessante». E, quem diria?, o mesmo se pode dizer de um piolho acabado catar ou de um macaquinho do nariz acabado de sair: que «bom, bonito e interessante».

GALVÃO, Tiago. (2007). "2006". Consultado em 01-01-2007. No
site Diário. Website:
http://pif-paf.blogspot.com/2007/01/2006-o-ano-acaba-e-chegam-as.html


Tiago Galvão é um reaccionário de direita, um asneirento e escreve muito bem. O seu Diário é um dos blogues mais interessantes de acompanhar.


nota:
Não sei se os meus caros alunos do secundário, sector letras e humanidades, têm paciência para me ler, mas gostaria dos desafiar para uma troca de «leituras habituais» na net. Isto para um 2007 mais ligeiro e sem grandes obrigações laborais...


2007

Ano novo. Um excelente ano novo para todos.