segunda-feira, 21 de Abril de 2014

jogos à moda antiga




Para brincar com as matérias de geografia 

O grande mestre Eduardo Medeiros fez nos idos de 2001 uns jogos para o seu estágio profissional. Até hoje são os melhores jogos dedicados aos temas tratados pela geografia para o ensino básico e secundário. Aqui, apenas me limitei a organizar os ficheiros.

domingo, 20 de Abril de 2014

do Inverno à Primavera no hemisfério norte - continente europeu





Europa e o estado do tempo em Março (METEOSAT-10 2014)

Vemos a passagem dos dias e das noites (parte escura, claro, que avança de Este para Oeste) de 1 de Março até ao seu último dia.

Imagens em "Natural Cor RGB" obtidas a partir do satélite Meteosat-10 (da agência europeia EUMETSAT) em ​​órbita geoestacionária a 36.000 km acima da Terra.

Neste esquema de cores a vegetação aparece esverdeada por causa de sua grande reflectância no canal VIS0.8 (o raio verde) em relação ao NIR1.6 (feixe vermelho) e VIS0.6 (feixe azul) canais.

As nuvens de chuva com pequenas gotas têm grande reflectância e, portanto, aparecem esbranquiçadas, enquanto a neve e as nuvens de gelo aparecem em azul-esverdeado (cian).
A superfície descoberta da terra aparece em castanho.
Os oceanos aparecem em preto por causa da sua baixa reflectância em todos os três canais de cores.

Visão completa da Terra, como se vê pelo Meteosat-10, aqui:
http://oiswww.eumetsat.org/IPPS/html/MSG/RGB/NATURALCOLOR/index.htm

sexta-feira, 18 de Abril de 2014

voltar a casa




Edward Sharpe & The Magnetic Zeros with Ice Cream Man (Road Trippin')
Home, let me come home
Home is wherever I'm with you
Home, let me come home
Home is wherever I'm with you
La la la la
Take me home
Mama, I'm coming home

‒ Jade?
‒ Alexander?
‒ Do you remember that day you fell outta my window?
‒ I sure do‒you came jumping out after me.
‒ Well, you fell on the concrete, nearly broke your ass, and you were bleeding all over the place, and I rushed you out to the hospital, you remember that?
‒ Yes, I do.

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

jogo de geografia - localização de países europeus




NÍVEL DIFICULDADE MÉDIO 

Vejam este jogo de Geografia cujo objectivo é descobrir a localização dos países europeus.
Devem pegar na silhueta cinza de um país e largá-la em cima do mapa da Europa. Se não acertarem aparece uma ajuda.

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

os trabalhos escolares

A INFORMAÇÃO CREDÍVEL E A REFUTABILIDADE - O PORQUÊ DE ALGUNS CUIDADOS COM OS TRABALHOS ESCOLARES 

Sendo crucial, volto ao tema. E desculpem a breviedade, mas isto é apenas um blog

nota1:
Já repararam que detesto mariquices nos trabalhos escolares que nada informam: coisas como os famosos «pôr-de-sol», «mafaldas», «meninos africanos a chorar» ou «planetas Terra na concha de uma mão» - mau gosto, demagogia e desperdício de tintas.

nota2:
Já repararam que oriento em demasia os trabalhos sugeridos aos alunos? Os «trabalhos escolares» têm atrás de si uma certa tradição internacional baseada em milhões de cartolinas e, mais recentemente, intermináveis powerpoints feitos com milhões de erros e fotos foleiras sugeridas por buscas «google» mal feitas. Orientar para fontes de informação credíveis é cada vez mais o papel do professor.

nota3:
Ah! E o hábito de esconder a identificação do autor de um trabalho na parte de trás de uma segunda ou última folha? Ou num canto perdido e com letra pequenita... ?
Por favor. Um «trabalho escolar» deve resumir-se a organização, informação credível (i.e., sugerida pelo professor) e, sobretudo, cultura de «responsabilidade». Devendo-se assumir claramente quem fez, bem ou mal, um trabalho - pode parecer secundário, mas esta preocupação é uma derivação da ideia de «refutabilidade» comum na comunidade científica (não é possível refutar o que é difuso e sem autoria...).

sexta-feira, 11 de Abril de 2014

os trabalhos de geografia do 2º período lectivo - como fazer





COMO FAZER UM TRABALHO ESCOLAR 

Este foi o melhor trabalho de geografia que recebi neste 2º período. Sendo mais exacto, trata-se de uma coleccção de trabalhos feitos na aula e, por vezes, terminados em casa, que pedi para coligirem e entregarem para classificação.

Das diversas turmas de sétimo, nono e décimo ano, foi o Tomás Paiva do 7ºA quem fez melhor.
Organização, apresentação e legibilidade; e, claro, cumpriu com tudo o que foi pedido (a quantidade de dados/informação, o rigor e devida correcção).

Não tenho comigo o trabalho para vos mostrar. Fica a capa, feita com tudo o que é preciso e assumidamente simples - por favor, façam como neste exemplo, capas simples mas informativas com o que é devido; nada de mariquices sff.

quinta-feira, 10 de Abril de 2014

coisas que podemos melhorar no 3º período nas aulas de geografia

O que correu muito mal?
Esta é uma chamada de atenção para os alunos que não apresentaram elementos de avaliação e obtiveram necessariamente um redondo 0% no parâmetro em apreciação.

Registos de aulas (cadernos):  

NO 1º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 7A: --
TURMA 7B: Nº8, Nº16
TURMA 7C: --
TURMA 9A: Nº9, Nº11, Nº14, Nº18, Nº20
TURMA 9B: --
TURMA 9C: --
TURMA 10A: Nº5, Nº13

NO 2º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 7A: --
TURMA 7B: Nº16, Nº17
TURMA 7C: --
TURMA 9A: Nº7, Nº11, Nº20
TURMA 9B: --
TURMA 9C: Nº9, Nº10, Nº16
TURMA 10A: Nº5, Nº7


Trabalhos práticos (anexos):  

NO 1º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 7A: Nº6, Nº10
TURMA 7B: Nº6, Nº8, Nº15, Nº16, Nº17
TURMA 7C: --
TURMA 9A: Nº14
TURMA 9B: Nº6, Nº13, Nº17, Nº21
TURMA 9C: Nº3, Nº8, Nº17
TURMA 10A: --

NO 2º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 7A: Nº11, Nº12, Nº18
TURMA 7B: Nº10, Nº13, Nº15, Nº17
TURMA 7C: --
TURMA 9A: Nº9
TURMA 9B: Nº2, Nº6, Nº13, Nº15, Nº17, Nº19, Nº21
TURMA 9C: --
TURMA 10A: Nº1



Apresentação de trabalhos (trabalho de grupo):  

NO 1º PERÍODO LECTIVO:
não avaliado


NO 2º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 10A: Nº4, Nº7, Nº12, Nº13, Nº18



Testes de avaliação:  

NO 1º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 7A: --
TURMA 7B: --
TURMA 7C: --
TURMA 9A: --
TURMA 9B: --
TURMA 9C: --
TURMA 10A: --

NO 2º PERÍODO LECTIVO:
TURMA 7A: --
TURMA 7B: --
TURMA 7C: --
TURMA 9A: --
TURMA 9B: --
TURMA 9C: --
TURMA 10A: --


Nota explicativa para professores:
Para melhor compreensão de pais e alunos as «classificações» são dadas a «instrumentos de avaliação» (coisas materiais onde posso escrever a avaliação e o EE assinar a verificação) e não a «competências» (entidades abstractas que baralha qualquer conta e nas quais nada posso escrever). Prefiro incluir ou adequar o referencial «competências» aos instrumentos possíveis do que fazer o inverso.

terça-feira, 8 de Abril de 2014

nasa ustream: partilhando a aventura e as imagens do nosso planeta


International Space Station: foto ISS015-E-21945







International Space Station - s.d. Cúpula principal da ISS International Space Station: foto IIS022-E-080014 Tracy Caldwell Dyson na Cúpula da ISS

segunda-feira, 7 de Abril de 2014

sábado, 5 de Abril de 2014

no deserto de Indian creek | Utah, EUA

A Desert Life from Austin Siadak on Vimeo.



VIVER E ESCALAR NO DESERTO 

Alf Randell descreve-se como um "canalha" que passou quase uma década da sua vida a fazer escalada entre os rochedos de arenito de Indian Creek, no Utah (EUA).

Em novembro de 2011, Austin Siadak passou algum tempo a subir com Alf e filmou-o no doc. "The Creek". Podemos encontrar neste filme empatia com a decisão de Alf Randell em evitar a vida da cidade em favor de um pequeno atrelado no meio do deserto do Utah.


Music: This Will Destroy YouSong: Freedom Blade - Ki:TheorySong: Step Outside - Gregory Alan IsakovSong: If I Go, I'm Goin' - Gregory Alan Isakov
Director: Austin Siadak

férias. que bom

sexta-feira, 4 de Abril de 2014

a nossa Terra












Ver em National Geographic book Visions of Earth



TERRA

"Visões da Terra" é um livro e mostra a beleza, majestade e maravilha do mundo que nos rodeia e presta homenagem aos fotógrafos que captam sua essência. Nesta galeria, veja uma seleção de cenas impressionantes do novo livro da National Geographic, e decorar a sua área de trabalho com suas imagens favoritas.´

Fonte:
National Geographic book Visions of Earth

Buy the book Visions of Earth
Watch a video of highlights from the book

quarta-feira, 2 de Abril de 2014

adoramos Brasil - 50 anos depois do golpe de estado




A vida e a cultura no Brasil em 1964 

 Em 1964, antes de o Brasil ser palco de um golpe militar, a efervescência cultural no país era grande. O brasileiro testemunhava uma mudança nos costumes, na música, na moda e no consumo.

Neste vídeo, o historiador Boris Fausto conta como era o cotidiano há 50 anos e como ele ficou após a ditadura.

Estes 50 anos levam ao rubro a questão histórica não resolvida de 1964 - note-se que a actual Presidente do Brasil foi nestes anos 60 uma famigerada assaltante de bancos, revolucionária e terrorista em guerra aberta aos militares golpistas de 1964. A acompanhar, portanto.

Nota: 
A revista VEJA é a publicação em língua portuguesa mais lida no mundo - e de qualidade internacional, claro

bernardo sassetti - alice





Alice - (Banda sonora do filme de Marco Martins), 2005.
Bernardo Sassetti. Um dos melhores.Trabalhou com Carlos Martins e o Moreiras Jazztet; Al Grey, John Stubblefield, Frank Lacy e Andy Sheppard. Art Farmer, Kenny Wheeler, Freddie Hubbard, Paquito D´Rivera, Benny Golson, Curtis Fuller, Eddie Henderson, Charles McPherson, Steve Nelson. Em Novembro de 1997, também com Guy Barker, gravou "What Love is", acompanhado pela Orquestra Filarmónica de Londres e tendo como convidado especial o cantor Sting.

Dedicava-se regularmente à música para cinema, tendo realizado vários trabalhos, de entre os quais se destaca a sua participação no filme do realizador Anthony Minguella - "O Talentoso Mr. Ripley" tendo gravado "My Funny Valentine" com o actor Matt Damon, entre outros temas. Os seus mais importantes trabalhos de composição para cinema são os seguintes: "Maria do Mar" de Leitão Barros, "Facas e Anjos" de Eduardo Guedes, "Quaresma" de José Álvaro Morais, "O Milagre Segundo Salomé" de Mário Barroso, "A Costa dos Murmúrios" de Margarida Cardoso, "Alice" de Marco Martins.

terça-feira, 1 de Abril de 2014

Portugal é Mar - O novo mapa de Portugal


http://kitdomar.emepc.pt/kit-do-mar/recursos/
http://www.portugal.gov.pt/pt/fotos-e-videos/fotos/20140219-mam-mec-mapa-pr.aspx






NOVO MAPA DE PORTUGAL

O mapa “Portugal é Mar” é uma carta que retrata a realidade territorial do país, nomeadamente a sua dimensão marítima, e inclui a proposta de Extensão da Plataforma Continental.

A ZEE Zona Económica Exclusiva portuguesa corresponde mais ou menos a 15 vezes o território do continente.


nota:
O novo mapa foi apresentado ao público pelo Presidente da República em 19 deste mês (Fev/2014).
Ler aqui http://www.portugal.gov.pt/pt/fotos-e-videos/fotos/20140219-mam-mec-mapa-pr.aspx




RECURSOS INTERESSANTES NA NOSSA ZONA ECONÓMICA EXCLUSIVA 







NA ENERGIA:

A (terrível) dependência energética em Portugal e a sua (hipotética) solução:

Portugal tem reservas de energia que podem resolver a sua dependência do petróleo convencional.
Trata-se do Shale Gas - o Petróleo Xistoso.

Este tipo de petróleo está a ganhar terreno nos Estados Unidos e sabe-se que Portugal também pode ter condições para explorar este recurso que se apresenta agora como uma alternativa energética consistente.

Avanços tecnológicos recentes permitiram ultrapassar uma série de barreiras que tornavam a extracção do shale gas financeiramente viável.


NAS PESCAS:

Portugal reclama o melhor peixe do mundo. Por todo o planeta, o peixe capturado em Portugal é considerado um produto da mais alta qualidade.

Os maiores chefs elogiam o nosso pescado. O mais famoso chef do mundo, o catalão Ferran Adrià, assume que o marisco português é dos melhores do mundo. Os mais exclusivos restaurantes só querem peixe português, da Rússia aos Estados Unidos, da Suíça à Itália.

domingo, 30 de Março de 2014

uma bici hi-tech muito ecológica






Film-maker & producer: Giora Kariv. gigicom77@gmail.com Photography: Uri Ackerman
Contact for the bike: danit@erb.co.il


Uma bicicleta de cartão.
O projecto está a dar a volta ao mundo e a ter um impacto imenso nas comunidades tecnológicas alternativas

por vezes os alunos perguntam-me o que oiço e eu nem sei



Anos a ouvir Fink e só agora encontro este Mahogany Sessions

sábado, 29 de Março de 2014

air bag para bicicletas inventado por duas estudantes suecas

.















“If people say it’s impossible we have to prove them wrong.”
Design students Anna and Terese took on a giant challenge as an exam project. Something no one had done before. If they could swing it, it would for sure be revolutionary. The bicycle is a tool to change the world. If we use bikes AND travel safe: Life will be better for all.
Join the conversation and tweet #InvsHelmet to have your tweet featured on the GE FOCUS FORWARD website. Go tofocusforwardfilms.com/films/49/ to see the discussion.
Check out more films in the GE FOCUS FORWARD series at vimeo.com/focusforwardfilms.
Produced by WG Film with the support of
The Swedish Film Institute - Film commissioner Andra Lasmanis.

http://www.hovding.com/retailers
https://www.facebook.com/hovdingsverige






CAPACETE AIR BAG PARA BICICLETAS QUE É SUPER COOL 


Se por um lado andar de bicicleta é saudável, sustentável e divertido, por outro lado usar capacete é um verdadeiro incômodo.
Grande parte da “diversão ao ar livre” fica limitada com um capacete protegendo a cabeça.

O habitual capacete de bicicleta está naquela categoria de objetos que são um mal necessário.
Ele é imprescindível na mesma medida em que é desconfortável.

Duas designers suecas desenvolveram uma solução engenhosa: um capacete invisível.
Foram anos de estudos e testes até chegarem num modelo que funciona de forma semelhante a um air bag.
Em situações normais é um lenço de pescoço. Mas, em caso de impacto, o capacete deflagra para proteger a cabeça e pescoço do ciclista. O vídeo em cima mostra melhor como elas chegaram à ideia e como o capacete funciona na prática:

Em Portugal ainda não há representantes mas podem sempre usar a net.

sexta-feira, 28 de Março de 2014

o segundo maior tsunami do mundo jamais registado - Alaska 1964


As isolinhas indicam as horas. As cores a altura das ondas













O SEGUNDO MAIOR SISMO JAMAIS REGISTADO: 9,2 NA ESCALA DE RICTER  

Prince William Sound, perto da cidade de Valdez, no Alaska, EUA.
Um dos maiores sismos jamais registado por instrumentos atingiu centro-sul do Alaska em 27 de Março 1964 (horário local).

Este terremoto de magnitude 9,2 (escala de Richter) gerou um tsunami que matou 131 pessoas no Alaska e na Califórnia e danificou propriedades na British Columbia, no Oregon e Havai.

Com o sismo o chão soltou-se, dobrou e agitou-se durante 3 minutos. A magnitude 9,2 é o segundo maior jamais registado. Quando tudo acabou, 131 pessoas estavam mortas . A maioria, incluindo 11 pessoas em Crescent City, na Califórnia, foram mortos por tsunamis do terremoto enviados cair em terra ao longo da borda norte do Oceano Pacífico. Da Ásia à América do Sul, todo o litoral foi inundado por ondas que vieram do Alaska.



ONDAS SUPERIORES A 60 METROS:

Em Valdez Inlet, as ondas atingiram alturas superiores a 60 metros.
A animação acima mostra como estas ondas podem ter viajado mais de 20 horas a partir de seu epicentro para terras tão distantes como o norte do Chile. Trata-se de um "mapa energético", mostrando as alturas máximas previstas de ondas do tsunami em mar aberto seguido pelo deflagrar do tsunami nas linhas de costa.

Como resposta a este evento o governo dos Estados Unidos criou um segundo centro de alerta de tsunami em 1967, o Centro de Alerta de Tsunami do Alasca - agora chamado de Centro de Alerta de Tsunami Nacional - para ajudar a mitigar as ameaças futuras de tsunami para o Alasca, Canadá e o continente dos EUA.


 FONTE:
http://ntwc.arh.noaa.gov


quinta-feira, 27 de Março de 2014

boas coisas nas Terras da Costa, Almada




Publicação de Cozinha Comunitária das Terras da Costa.




Cozinha Comunitária das Terras da Costa - Costa da Caparica 


A «Cozinha Comunitária das Terras da Costa» é um projecto do ateliermob + projecto Warehouse, com Casa do Vapor e comunidade das Terras da Costa.

Sem água, saneamento e entre construções precárias.
São estas as condições de vida de quase 500 pessoas – aproximadamente 100 são crianças – que habitam um bairro de génese ilegal na Costa da Caparica.

O bairro das Terras da Costa é maioritariamente ocupado por três comunidades: uma de origem africana, outra brasileira e outra cigana. Este é um território isolado e quase invisível.

Com a comunidade local, com a associação entre o ateliermob e o projecto warehouse, com parte das madeiras e gentes da Casa do Vapor, com o projecto Fronteiras Urbanas, com a Câmara Municipal de Almada e com a ajuda de todos os que se quiserem juntar iniciamos, nesta página de facebook, o registo do processo de projecto, construção e obra da cozinha comunitária nas Terras da Costa.

https://www.facebook.com/cozinhacomunitariadasterrasdacosta

quarta-feira, 26 de Março de 2014

temperaturas extremas em Portugal - recordes registados desde 1931

.



CAPITAIS DE DISTRITO
Estação meteorológicaT. min.
Absol.
T. max.
Absol.
N.º dias <= 0,0ºC
(1971-2000)
N.º dias >= 30,0ºC
(1971-2000)
(data início dados)
Aveiro (1980)-3,039,32,39,8
Data10-01-198527-07-2010
Beja* (1941)-5,545,42,177,1
Data03-02-195401-08-2003
Braga/ M. (1997)-6,339,4--
Data25-12-200127-07-2010
Braga/ P.A.* (1941-2007)-6,341,311,929,3
Data02-01-199514-08-1943
Bragança* (1941)-1239,553,033,9
Data16-01-194512-08-2003
C.Branco (1985)-4,841,64,465,5
Data01-03-200501-08-2003
C.Branco E.A.* (1941-1986)-4,741,6--
Data25-12-196223-07-1945
Coimbra C. (1996)-2,540,9--
Data01-03-200501-08-2003
Coimbra B.* (1941)-7,842,510,532,2
Data31-12-194116-08-1943
Évora C.C.(1995)-4,744,5--
Data23-01-200001-08-2003
Évora Cid.* (1941)-5431,050,8
Data11-02-195601-08-2003
Faro(1965)-1,444,30,629,1
Data22-12-197925-07-2004
Guarda / EMA(1999)-10,238,3--
Data01-03-200530-07-1998
Guarda* (1941-2003)-12,336,139,97,4
Data11-02-195601-08-2003
Leiria (2008)-4,338,9--
Datas08-01-200927-07-2010
Leiria Bar.(1996-2006)-6,141,4--
Datas25-12-200101-08-2003
Lisboa/I.G.* (1941)-1,241,80,024,8
Data11-02-195601-08-2003
Lisboa/Gago Coutinho (1982)-1,042,00,230,3
Date12-01-198501-08-2003
Portalegre* (1941)-843,32,345,0
Data11-01-194124-08-1941
Porto/P.R (1967)-3,838,34,210,1
Data13-02-198314-06-1981
Porto/S.Pilar*(1941)-4,139,94,213,9
Data11-01-194130-07-1944
Santarém/F.B (1955)-445,2--
Data17-01-197601-08-2003
Santarém Esc. Ag.* (1941-2001)-4,545,36,151
Data05-02-195431-07-1944
Setúbal (1952)-5,343,57,942,4
Data12-02-195623-07-1995
V. Castelo Chafé (2006)-2,737,5--
Data10-01-200931-08-2010
V. Castelo Meadela (1969-2006)-5,039,510,420,3
Data25-12-200107-08-2003
V.Real/CC (1992)-5,638,6--
Data01-03-200507-08-2005
V. Real* (1941-1992)-7,241,425,538,5
Data11-01-194123-07-1945
Viseu/CC (1991)-6,739,4--
Data01-03-200524-07-1995
Viseu (1941-2005)-9,54428,244,6
Data14-11-192706-08-1932
Funchal (1949)6,438,50,01,5
Data03-12-200710-08-1976
P.Delgada (1969)3,528,80,00,0
Data02-02-197424-08-1988
Continente-16.0
(Penhas da Saúde)
47.4 (Amareleja)
Data05-02-195401-08-2003
* Estações anteriores a 1941 mas com dados digitais em arquivo a partir desta data




A OBSERVAÇÃO METEOROLÓGICA EM PORTUGAL:


Instituto de Meteorologia (actual IPMA) detem nos seus registos (digitalizados após 1941) os extremos climáticos obtidos nas «Estações Meteorológicas» localizadas nas capitais de distrito do Continente e das Regiões Autónomas.

A rede de «Observação Metereológica» data de 1931, dispondo de cobertura territorial no Continente suficientemente representativa.


Nota: 
O "número de dias abaixo de 0ºC" ou o "número de dias superior a 30ºC" refere-se ao ano em que foi registado o valor extremo de temperatura.

Fonte:
IMPA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Ver em http://www.ipma.pt

.
.

os trabalhos da Ana Rita do 7C




Porque não fazemos Trabalhos Para Casa (TPC) ?

Porque ao longo dos Períodos Lectivos fazemos diversos trabalhos em sala de aula - claro, que os mais sem-vontade acabam por os fazer em casa - assim, já temos TPC...

Damos-lhe o nome de «Anexos» e devem ser entregues ao professor para confirmar a sua existência e completude. Ao longo das aulas foram devidamente orientados e corrigidos.

Para os mais esforçados é fácil obter um Excelente.

testes de geografia no nono ano




Testes de avaliação em geografia de 9º ano

Foram os últimos.

testes de geografia no sétimo ano




Testes de avaliação em geografia de 7º ano

Foram os últimos.

domingo, 23 de Março de 2014

o sismo de 1969: o último grande sismo a ocorrer em Portugal Continental

.








A intensidade do sismo de 28/03/1969 em Portugal Continental

Escala de Mercalli Modificada (1956)
Graus de intensidade sísmica

trabalhos de casa em Geografia - 7º Ano





Dossier Individual de Geografia - Anexos
Nota: data de entrega em Março 2014

Porque não há trabalhos de casa (TPC) em Geografia ?

Que trabalhos escritos foram feitos nas aulas de Geografia e agora devem ser apresentados?




OBJECTIVOS MÍNIMOS DE TRABALHO

1. Capa e índice

2. Tarefa 01: Exercícios do Manual (testes):
Pág. 91-92, 93, 98-99

3. Tarefa 02: Bloco de Fichas (UE28)
Fichas 6

4. Tarefa 03: Relatórios semanais do estado do Tempo e Fenómenos Naturais extremos

5. Tarefa 04: Gráfico Termopluviométrico
“Clima Temperado Mediterrâneo”

6. Tarefa 05: Tabela de estudo:
Os principais Climas do mundo e seus Biomas



PARÂMETRO DE AVALIAÇÃO

1. Estrutura e organização – 10%
(paginar com sequência e organizar correctamente títulos e subtítulos se necessário; evitar a confusão ou a contradição)

2. Quantidade de dados – 80%
(cumprimento dos “objectivos mínimos de trabalho” combinados: 16% por cada «Anexo»)

3. Ausência de erros grosseiros – 5%
(correcção científica adequada ao programa da disciplina)

4. Qualidade da escrita – 5%
(frases completas, pontuação; parágrafos compreensíveis; legibilidade)

A) Calendário cumprido (não deve ultrapassar o último dia de entrega; a penalização na “classificação do trabalho” é função do atraso tido na entrega do trabalho)



Nota:
Os trabalhos pedidos foram lançados ao longo do presente período lectivo. Iniciados na sala de aula e acompanhados pelo professor ao longo do trimestre, substituíram os trabalhos de casa nas situações em que o ritmo de cada aluno assim o exigia.

A entrega destes «Anexos» ao professor serve somente para verificação do trabalho efectivamente realizado por cada aluno.

trabalhos de casa em Geografia - 9º Ano







Dossier Individual de Geografia - Anexos
Nota: data de entrega em Março 2014

Porque não há trabalhos de casa (TPC) em Geografia ?

Que trabalhos escritos foram feitos nas aulas de Geografia e agora devem ser apresentados?





OBJECTIVOS MÍNIMOS DE TRABALHO

1. Capa e índice

2. Tarefa 01: Recensão de 2 Documentários:
Antropoceno e Hotspots da biodiversidade [mais a "A maior lixeira do mundo" no 9C]

3. Tarefa 02: Recensão do Documentário
Pegada Humana (National Geographic)

4. Tarefa 03: Recensão do Documentário
The Meltdown (BBC)

5. Tarefa 04: Fichas de actividade
Fichas 12-13-14

6. Tarefa 05: Gráfico linear: Desenvolvimento humano e Pegada Ecológica na actualidade





PARÂMETRO DE AVALIAÇÃO

1. Estrutura e organização – 10%
(paginar com sequência e organizar correctamente títulos e subtítulos se necessário; evitar a confusão ou a contradição)

2. Quantidade de dados – 80%
(cumprimento dos “objectivos mínimos de trabalho” combinados: 16% por cada «Anexo»)

3. Ausência de erros grosseiros – 5%
(correcção científica adequada ao programa da disciplina)

4. Qualidade da escrita – 5%
(frases completas, pontuação; parágrafos compreensíveis; legibilidade)



A) Calendário cumprido (não deve ultrapassar o último dia de entrega; a penalização na “classificação do trabalho” é função do atraso tido na entrega do trabalho)




Nota:
Os trabalhos pedidos foram lançados ao longo do presente período lectivo. Iniciados na sala de aula e acompanhados pelo professor ao longo do trimestre, substituíram os trabalhos de casa nas situações em que o ritmo de cada aluno assim o exigia.

A entrega destes «Anexos» ao professor serve somente para verificação do trabalho efectivamente realizado por cada aluno.

trabalhos de casa em Geografia - 10º Ano





Dossier Individual de Geografia - Anexos
Nota: data de entrega em Março 2014

Porque não há trabalhos de casa (TPC) em Geografia ?

Que trabalhos escritos foram feitos nas aulas de Geografia e agora devem ser apresentados?




OBJECTIVOS MÍNIMOS DE TRABALHO

1. Capa e índice

2. Tarefa 01: Resolução de Exames Nacionais:
- Recursos do subsolo

3. Tarefa 02: Esquemas síntese:
- Portugal: geopolítica
- População: evolução
- Distribuição da população
- Recursos do subsolo
- A radiação solar
- Recursos hídricos

4. Tarefa 03: Resumos para estudo
[Condição necessária para avaliações superiores a 14 valores]
- Portugal: geopolítica
- População: evolução
- Distribuição da população
- Recursos do subsolo
- A radiação solar



PARÂMETRO DE AVALIAÇÃO

1. Estrutura e organização – 3 pontos
(paginar com sequência e organizar correctamente títulos e subtítulos se necessário; evitar a confusão ou a contradição)

2. Quantidade de dados – 15 pontos
(cumprimento dos “objectivos mínimos de trabalho” combinados: 5 pontos por cada «Anexo»)

3. Ausência de erros grosseiros – 1 ponto
(correcção científica adequada ao programa da disciplina)

4. Qualidade da escrita – 1 ponto
(frases completas, pontuação; parágrafos compreensíveis; legibilidade)

A) Calendário cumprido (não deve ultrapassar o último dia de entrega; a penalização na “classificação do trabalho” é função do atraso tido na entrega do trabalho)



Nota:
Os trabalhos pedidos foram lançados ao longo do presente período lectivo. Iniciados na sala de aula e acompanhados pelo professor ao longo do trimestre, substituíram os trabalhos de casa nas situações em que o ritmo de cada aluno assim o exigia.

A entrega destes «Anexos» ao professor serve somente para verificação do trabalho efectivamente realizado por cada aluno.

como fazer um Trabalho de Pesquisa em Geografia - 9º Ano





TEMA: DESENVOLVIMENTO HUMANO E IMPACTO AMBIENTAL EM 2013
Nota: data de entrega em Junho 2014

Como fazer um trabalho de pesquisa em Geografia?

Como vou avaliar o trabalho de pesquisa?



OBJECTIVOS MÍNIMOS DE TRABALHO

1. Capa e índice

2. Introdução

3. Caracterização da geografia humana do país pesquisado (Localização, População, Saúde, Educação, Balanço Energético, Economia, Relações Económicas Internacionais)

4. Caracterização da geografia física do país pesquisado (Localização, Fronteiras, Clima, Relevo, recursos naturais, Uso da terra e Água Potável, Ambiente)

5. Desenhar mapa-mundo com localização do país pesquisado

6. Desenhar mapa regional de localização do país na região envolvente

7. Definição de IDH e Pegada Ecológica

8. Valores do IDH e Pegada Ecológica obtidos em 2013 e 2012 pelo país escolhido

9. Desenhar planisfério dos países com IDH elevado

10. Construir Gráfico linear do IDH e Pegada Humana em 2013-2012

11. Caracterização de dois traços culturais contemporâneos do país escolhido

12. Bibliografia

13. Anexos (google earth, mapas - facultativo)



PARÂMETRO DE AVALIAÇÃO

1. Estrutura (organizar correctamente títulos e subtítulos)

2. Quantidade de dados (cumprimento dos objectivos combinados)

3. Pertinência dos dados (saber ler e seleccionar de acordo com os objectivos do trabalho; evitando o plágio)

4. Organização dos dados (articulação lógica dos temas escritos de acordo com os objectivos do trabalho; evitando a confusão ou a contradição)

5. Criatividade ou selecção pessoal dos assuntos (saber combinar as diversas fontes consultadas de acordo com os objectivos do trabalho; evitando o plágio)

6. Coerência lógica (penalização dos erros ou de afirmações incompletas, confusas ou contraditórias)

7. Terminologia científica (usar correctamente os conceitos disciplinares pesquisados)

8. Qualidade da escrita (frases completas, pontuação; parágrafos compreensíveis; usa norma APA Style)

9. Qualidade gráfica (coerência, equilíbrio e simplicidade)

10. Calendário cumprido (não deve ultrapassar o último dia de entrega)

A) Realização do gráfico: em papel milimétrico (pontuação de reserva)



Nota 1: A realização do gráfico em papel milimétrico:
A execução do gráfico acrescenta -10%, -5%,0%, 5% ou 10% à nota final deste trabalho (em função do Medíocre, Não Satisfaz, Satisfaz, Bom ou Excelente atribuído à sua feitura); observe-se, contudo, que a nota máxima não excede os 100%.

Nota 2: Conforme combinado o actual trabalho de pesquisa substitui o 4º teste de avaliação em Geografia e foi lançado em Fevereiro.

Nota 2: Entende-se por «Nota Qualitativa» o Medíocre, Não Satisfaz, Satisfaz, Bom ou Excelente. Adjectivados pelo «Menos» ou «Mais»